A arqueologia da repressão e da resistência: uma conversa com Andrés Zarankin

Autores

  • Victor Henrique da Silva Menezes Universidade Estadual de Campinas
  • Julia Negov de Oliveira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rap.v8i2.8635660

Palavras-chave:

Arqueologia da repressão e resistência. Estudos do tempo presente. Musealização. Arqueologia pública

Resumo

Na presente entrevista, o leitor encontrará uma breve definição do conceito “Arqueologia da Repressão e Resistência”, bem como um panorama sobre as possibilidades desse campo de pesquisa. Além de ressaltar a importância de estudos nessa área, o professor Andrés Zarankin tece comentários acerca do processo de musealização, e ressalta a importância do contato com as comunidades e os agentes históricos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Henrique da Silva Menezes, Universidade Estadual de Campinas

Mestrando em História pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atualmente é pesquisador colaborador e estagiário do Laboratório de Arqueologia Pública Paulo Duarte (LAP/NEPAM/UNICAMP), monitor dos projetos PIBIC EM "Acervo arqueológico do Arquivo Paulo Duarte", coordenado pelo Prof. Dr. Pedro Paulo A. Funari, e, "Arqueologia e Cidadania: leituras plurais do nosso mundo material" coordenada pela Dra. Aline V. Carvalho, editor do blog Laboratório Virtual de Arqueologia Pública e integra o conselho técnico da Revista Arqueologia Pública. É membro do projeto de extensão comunitária "LAP com as Escolas pesquisas, ações e metodologias em Arqueologia Pública" (financiado pela PREAC/Unicamp) e do projeto de Divulgação Científica "Arqueologia: as histórias presentes em nossas vidas" (financiado pelo CNPq), ambos sob a orientação do Prof. Dr. Pedro Paulo A. Funari. Atua como produtor do programa "Diálogo Sem Fronteira" da RTV Unicamp e no Centro de Pensamento antigo (CPA) da Unicamp. Desenvolve pesquisa de monografia intitulada "Alteridade, discursos e representações: a chegada de Júlio César em Alexandria nas fontes antigas e em produções cinematográficas e televisivas" sob a orientação do Prof. Dr. Pedro Paulo A. Funari.

Julia Negov de Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

Graduanda em História pela Unicamp e colaboradora no Laboratório de Arqueologia Pública Paulo Duarte (LAP/NEPAM/Unicamp).

 

Downloads

Publicado

2015-06-01

Como Citar

MENEZES, V. H. da S.; OLIVEIRA, J. N. de. A arqueologia da repressão e da resistência: uma conversa com Andrés Zarankin. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 8, n. 2[10], p. 252–257, 2015. DOI: 10.20396/rap.v8i2.8635660. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8635660. Acesso em: 19 out. 2021.