Situação atual da atividade turística em São Cristovão (Sergipe, Brasil)

Autores

  • Paulo Jobim Campos Mello Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.20396/rap.v8i1.8635681

Palavras-chave:

Patrimônio cultural. Turismo cultural. Cidade de São Cristóvão

Resumo

A cidade de São Cristóvão, localizada no estado de Sergipe, região Nordeste do Brasil, foi fundada em 1590 e é a quarta cidade mais antiga do país. Possui um patrimônio edificado de enorme relevância, tendo sido tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN), em 1967. O conjunto arquitetônico da Praça São Francisco, seu principal monumento, foi tombado pela UNESCO, em agosto de 2010, como Patrimônio Cultural da Humanidade. No entanto, mesmo passados mais de dois anos da elevação da Praça de São Francisco a patrimônio cultural da humanidade, parece que o processo de turistificação ainda não ocorreu na cidade. O presente trabalho pesquisa junto aos turistas que chegam à cidade qual a percepção que tem do patrimônio histórico, bem como da infraestrutura turística oferecida. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Jobim Campos Mello, Universidade Federal de Sergipe

Graduação em Históra pela Universidade de São Paulo(1986), mestrado em História pela Universidade Federal de Pernambuco(1994) e doutorado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul(2005). Atualmente é prof. adjunto da Universidade Federal de Sergipe.

Referências

ALFONSO, Louise Prado. Arqueologia e Turismo: sustentabilidade e inclusão social. Tese de Doutorado apresentada ao Museu de Arqueologia e Antropologia da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2012.

ARAGÃO, Ivan Rego. “Praça São Francisco em São Cristóvão-Sergipe-Brasil: lócus sociocultural e patrimônio da humanidade”. Revista Eletrônica do Programa de Pós-graduação em Museologia e Patrimônio – PPG-PMUS Unirio, vol. 4, n. 2. p. 97-109, 2011.

BARRETTO, Margarita. Cultura e turismo: discussões contemporâneas. Campinas: Papirus, 2007.

COHEN, Erik. “Rethinking the sociology of tourism”. Annals of tourism research. v. 6, n. 1. p. 18-35, 1979.

DIAS, Reinaldo. Turismo e patrimônio cultural. São Paulo: Saraiva, 2006.

JOKILETHO, Jukka. Definition of cultural heritage. 2005. Disponível em: http://cif.icomos.org/pdf_docs/Documents%20on%20line/Heritage%20definitions.pdf.

SANTOS, C. M; OLIVEIRA, M. R. & CAMPOS, P. R. S. “Na praça São Francisco (São Francisco –SE) e o devir de um patrimônio da humanidade”. Candeeiro – ADUFS, vols. 19 e 20. p. 71 – 75, 2010/2011.

ALFONSO, Louise Prado. Arqueologia e Turismo: sustentabilidade e inclusão social. Tese de Doutorado apresentada ao Museu de Arqueologia e Antropologia da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2012.

ARAGÃO, Ivan Rego. “Praça São Francisco em São Cristóvão-Sergipe-Brasil: lócus sociocultural e patrimônio da humanidade”. Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio – PPG-PMUS Unirio, vol. 4, n. 2. p. 97-109, 2011.

BARRETTO, Margarita. Cultura e turismo: discussões contemporâneas. Campinas: Papirus, 2007.

COHEN, Erik. “Rethinking the sociology of tourism”. Annals of tourism research. v. 6, n. 1. p. 18-35, 1979.

DIAS, Reinaldo. Turismo e patrimônio cultural. São Paulo: Saraiva, 2006.

JOKILETHO, Jukka. Definition of cultural heritage. 2005. Disponível em: http://cif.icomos.org/pdf_docs/Documents%20on%20line/Heritage%20definitions.pdf.

SANTOS, C. M; OLIVEIRA, M. R. & CAMPOS, P. R. S. “Na praça São Francisco (São Francisco –SE) e o devir de um patrimônio da humanidade”. Candeeiro – ADUFS, vols. 19 e 20. p. 71 – 75, 2010/2011.

Downloads

Publicado

2015-06-02

Como Citar

MELLO, P. J. C. Situação atual da atividade turística em São Cristovão (Sergipe, Brasil). Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 8, n. 1[9], p. 95–110, 2015. DOI: 10.20396/rap.v8i1.8635681. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8635681. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos