Banner Portal
Estudos sobre o imaginário na atmosfera de quilombos arqueológicos
PDF

Palavras-chave

Arqueologia. Quilombos. Imaginário

Como Citar

CARLE, C. B. Estudos sobre o imaginário na atmosfera de quilombos arqueológicos. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 7, n. 2[8], p. 22–40, 2015. DOI: 10.20396/rap.v7i2.8635690. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8635690. Acesso em: 4 mar. 2024.

Resumo

Estudo sobre os diversos imaginários nas pesquisas de quilombos arqueológicos brasileiros, realizadas no Rio Grande do Sul, nos últimos anos, considerando seus aspectos colaborativos entre ciências e cientistas. 

https://doi.org/10.20396/rap.v7i2.8635690
PDF

Referências

ALLEN, Scott J. “As vozes do passado e do presente: arqueologia, política cultural e público na Serra da Barriga”. CLIO – Série Arqueologia. V. 20 (1), (pp. 81-101), 2006.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Diário de campo – antropologia como alegoria. São Paulo: Brasiliense, 1982.

CARDOSO, Fernando Henrique. Capitalismo e escravidão no Brasil Meridional. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1962.

CARLE, Cláudio B. A organização espacial dos assentamentos de ocupação tradicional de africanos e descendentes no Rio Grande do Sul, nos séculos XVIII e XIX. Tese de doutorado, PUCRS, Porto Alegre, 2005.

CARVALHO, Patricia M. de; PORTO, Vagner C. (Oror). “Arqueologia de Quilombo” Anais do 10o Congresso de Iniciação Científica, 4a mostra de Pós-Graduação e 1a Mostra do Ensino Médio. São Paulo: UNISA - Universidade de Santo Amaro. 6 a 8 de Nov. 2007, disponível em http://unisa.br/pesquisa/arquivos/livro_10_congresso.pdf#page=589 acesso em Dez. 2012.

CHILDE, Gordon. Introdução à arqueologia. Lisboa: Publ. Europa-América Ltda. (Coleção Saber), 1961.

CORSETTI, Berenice. “Estudos da Charqueada Escravista do Rio Grande do Sul” in: História: ensino e pesquisa, ano 1, no 1 , Porto Alegre: APHRGS, Sulina, 1985.

DURAND, Gilbert. “O retorno do mito: introdução à mitodologia. Mitos e sociedades”. Revista FAMECOS (quadrimestral) Porto Alegre: PUCRS, no 23. abril (pp. 7-21), 2004.

DURAND, Gilbert. As Estruturas Antropológicas do Imaginário. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

FAUSTINO, Gitibá G. “O negro gaúcho e suas origens” In: TRIUMPHO, Vera (Org.) Rio Grande do Sul - Aspectos da Negritude Porto Alegre: Martins Livreiro, (97-103), 1991.

FUNARI, Pedro P. A. Arqueologia. São Paulo: Editora Ática, 1988

FUNARI, Pedro P. A.; CARVALHO, Aline; Palmares, Ontem e Hoje. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

FUNARI, Pedro P.A. “A República de Palmares” e a Arqueologia da Serra da Barriga, Revista USP, 28, 6-13, 1996.

GOMES, José; MACHADO, Helena, VENTMIGLIA, Marise. Arquipélago: As Ilhas de Porto Alegre, Memórias dos Bairros, Porto Alegre: Unidade Editorial, PMPA, (prelo), 1995.

GOMES, Nilma Lino. Apresentação In: SCHWARTZ, Lilia Moritz e GOMES, Nilma Lino Antropologia Histórica. Debate em região de fronteira. Belo Horizonte: Ed. Autêntica, 2000.

GORENDER, Jacob. O escravismo colonial. 3. ed., Série Ensaios - 29, São Paulo: Ática, 1980.

HILBERT, Klaus. “Qual o compromisso social do arqueólogo brasileiro?” Revista de Arqueologia, Sociedade de Arqueologia Brasileira, 19 (pp. 89-101), 2006.

HODDER, Ian. Interpretación en arqueologia. Barcelona: Ed Crítica, 1988.

HORMEYER, Joseph. O Rio Grande do Sul de 1850 - Descrição do Rio Grande do Sul no Brasil Meridional. Porto Alegre: D.C. Luzzato, EDUNI-SUL, 1986.

ISCM - SANTA CASA DE MISERICÓRDIA. Negros Cativos e Livres na Irmandade Santa casa de Misericórdia. Porto Alegre: ISCM, CEDOP, 1994.

JACOBUS, André Luiz. Resgate arqueológico e histórico do registro de Viamão: Guarda Velha, Santo Antônio da Patrulha - RS. (Dissertação de mestrado) Porto Alegre: PUCRS, 1996.

KERN, Arno Alvarez. “O futuro do passado: os arqueólogos do novo milênio” Trabalhos de antropologia e etnologia. Vol. XLII (1-2), (pp. 115-136), Porto: Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia, 2002.

KERN, Arno Alvarez. “O papel das teorias como instrumental heurístico para reconstituição do passado”. Histórica vol. 1, (pp. 7-22), Porto Alegre: APGH-PUCRS, 1996.

LAET, Sigfried J. de. “La arqueologia y sus problemas”. Colección labor, Sección VI, Ciencias Historicas, Barcelona: Biblioteca de Iniciación Cultural, Ed Labor, 1960.

LIMA, Tânia A. “Arqueologia Histórica: algumas considerações teóricas” In: I Seminários de Arqueologia Histórica. Rio de Janeiro: SPHAN/FNPM, outubro, (pp. 87-99), 1985.

MAESTRI, Mário J. “O Escravo Africano no Rio Grande do Sul” In: DACANAL, José H. e GONZAGA, Sergius (org.) RS: Economia e Política. Porto Alegre: Mercado Aberto, (29 -54), 1979.

MAESTRI, Mario J. Depoimentos de Escravos Brasileiros. São Paulo: Ícone Edições, 1988.

MAESTRI, Mario J. “O ganhador, o alforriado, o bacalhau”. Veritas, vol. 35, no Alegre: PUCRS, (695 - 705), 1990.

MAESTRI, Mario J. “O escravo gaúcho. Resistência e Trabalho” Coleção Tudo é História vol. 93, São Paulo: Brasiliense, 1984.

MAESTRI, Mario J. Quilombos e Quilombolas em Terras Gaúchas. Porto Alegre: ESTSLB, Univers. de Caxias, 1979.

MAFFESOLI, Michel. “Le sens commun”. In: Société. Revue des Sciences Humaines et Socieles – Paris: No 46:387-397, 1994.

MENESES, Ulpiano Bezerra de. A Cultura Material no estudo das Sociedades Antigas. Depto de História, FFLCH - USP, São Paulo: s/d.

MENEZES, Ulpiano Bezerra de. A “New Archaeology: a arqueologia como ciência social”. Diálogos sobre arqueologia. Terceira série, ano 1, n° 1, 1983.

MILLER, Tom O. “Etnoarqueologia: Implicações para o Brasil”. Arquivos do Museu de História Natural. Vol VI/VII, Belo Horizonte: Museu de História Natural, 1981/82.

MOREIRA, Paulo R. S. “E a rua não é do Rei - Morcegos e Populares no início do policiamento urbano em Porto Alegre - Século XIX”. In.: HAGEN, Acácia & MOREIRA,

Paulo (org.) Sobre a Rua e Outros Lugares - Reinventado Porto Alegre, , Porto Alegre: AHRGS - CEF/RS (51 - 96), 1995.

MOTT, Luiz. “Acundá: Raízes Setecentistas do Sincretismo Religioso Afro-brasileiro”. Revista do Museu Paulista, Nova Série, Vol. XXXI, USP, São Paulo: (124 - 147) 1986. MOURA, Clóvis. “Quilombos e Rebelião Negra, 7ª Brasiliense, 1987.

NEME, Salete. “O contacto interétnico entre europeus e sociedades tribais no Rio de Janeiro”. Revista de arqueologia. Vol 5, n°1, Rio de Janeiro: SAB - CNPq, 1988.

NERI, Cristina D. e LOPES, Gilian. “Relação Senhor – Escravo”. Veritas, Vol. 33, no 132, Porto Alegre: PUCRS, (533 - 535), 1988.

O MENSAGEIRO, Jornal Farroupilha, Porto Alegre, 1835 – 1836.

ORSER JR., Charles E. Introdução a arqueologia histórica. Coleção Mínima, Ciências Sociais, Belo Horizonte: Oficina de Livros, 1992.

PROUS, André. Arqueologia brasileira. Brasília: Ed. UNB, 1991.

RAHTZ, Philip. Convite a arqueologia. Série Diversos, Rio de Janeiro: Ed. Imago, 1989.

REDMAN, Charles L. “Multistage Fieldword and Analitical Techniques”. American Antiquity. Vol 38, no. 1, 1973.

RIBEIRO, Darcy. O processo civilizatório: Estudos de antropologia da civilização (2a reimpressão) São Paulo: Companhia das letras, 2001.

SANTOS, Júlio Q. dos. “Reverso na Trajetória Historiográfica do Negro Sul-Rio-Grandense: A Face Oculta da Escravidão”. In: TRIUMPHO, Vera (Org.) Rio Grande do Sul - Aspectos da Negritude Porto Alegre: Martins Livreiro, (131 - 142), 1991.

SANTOS, Roberto dos. “O Negro no Rio Grande do Sul : uma Realidade além do Mito”. In: TRIUMPHO, Vera (Org.) Rio Grande do Sul - Aspectos da Negritude. Porto Alegre: Martins Livreiro, (107 - 114), 1991.

SANTOS, Roberto dos. “Três pontos de Reflexão sobre o Negro no Brasil”. In: TRIUMPHO, Vera (Org.), Rio Grande do Sul - Aspectos da Negritude. Porto Alegre: Martins Livreiro, (71 - 83) , 1991.

SCHMITZ, Pedro Ignácio. “Avaliação e perspectiva”. n° 47, Arqueologia, Ciências Humanas e Sociais - SEPLAN- CNPq, 1982.

SCHWARTZ, Lilia Moritz. “Introdução. História e Antropologia: embate em região de fronteira”. In: SCHWARTZ, Lilia Moritz e GOMES, Nilma Lino Antropologia e história. Debate em região de fronteira. Belo Horizonte: Ed. Autêntica, 2000.

SILVA, Juremir Machado da. Tecnologias do imaginário: esboços para um conceito, Disponível em http://leandromarshall.files.wordpress.com/2008/01/tecnologias-do-imaginc3a1rio1.pdf acesso em agosto de 2012.

TRIGGER, Bruce G. História do pensamento arqueológico. Barcelona: Editorial Cítica, 1992.

WATSON, Patty Jo; LE BLANC, Steven A; REDMAN, Charles L. El metodo científico em arqueologia. Madrid: Editora Alianza, 1974.

WHEELER, Mortimer. Arqueologia de campo. México: Fondo de Cultura Econômica, 1961.

Revista Arqueologia Pública utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.