Arqueologia, educação e museus: uma proposta para estágios em história

Autores

  • Lúcio Menezes Ferreira Universidade Federal de Pelotas
  • Diego Lemos Ribeiro Universidade Federal de Pelotas
  • Jaime Mujica Sallés Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rap.v4i1.8635773

Palavras-chave:

Museus de arqueologia. Estágio em história. Comunidades

Resumo

O objetivo desse artigo é discutir uma proposta para estágio em história em museus de arqueologia. Após uma discussão sobre as relações históricas entre museus, arqueologia e educação, mostra-se como o estágio em história nos museus de arqueologia pode realizar-se na interação entre professores, alunos e as comunidades locais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcio Menezes Ferreira, Universidade Federal de Pelotas

Laboratório Multidisciplinar de Investigação Arqueológica – LÂMINA/UFPEL; pesquisador do CNPq.

Diego Lemos Ribeiro, Universidade Federal de Pelotas

Laboratório Multidisciplinar de Investigação Arqueológica – LÂMINA/UFPEL.

Jaime Mujica Sallés, Universidade Federal de Pelotas

Laboratório Multidisciplinar de Investigação Arqueológica – LÂMINA/UFPEL.

Downloads

Publicado

2015-06-10

Como Citar

FERREIRA, L. M.; RIBEIRO, D. L.; SALLÉS, J. M. Arqueologia, educação e museus: uma proposta para estágios em história. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 4, n. 1[4], p. 5–12, 2015. DOI: 10.20396/rap.v4i1.8635773. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8635773. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos