Why always male bodies? 2.0

: revisiting underwater archaeology

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rap.v16i1.8662106

Palavras-chave:

Gender studies, Underwater archaeology, History of archaeology

Resumo

Gender studies and underwater archaeology is a theme still rarely explored together. In this paper, I aim at reanalyzing the data presented in the paper “Why Always Male Bodies?”, written by Marina Fontolan in 2013. In it, I discuss theoretical aspects of gender studies, the context in the history of archaeology, and the non-neutrality of image building. Then, I recover the data presented in the mentioned paper and reanalyze the data. The paper concludes that underwater archaeology, as in the case of other science fields, excluded both women and people who identify with other gender identities from being represented in their books and manuals.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Fontolan , Universidade Estudual de Campinas

É pesquisadora de Pós-Doutorado no Centro de Estudos em Ciência, Tecnologia, Cultura e Desarrollo da Universidad Nacional de Río Negro (CITECDE/UNRN, Argentina), com bolsa do Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET, Argentina). A pesquisa analisa o papel dos serious games na produção de conhecimento e reconhecimento da rede de produção de serious games na América Latina. É Doutora em Política Científica e Tecnológica pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), sob orientação da Profa. Dra. Janaina Oliveira Pamplona da Costa e co-orientação do Prof. Dr. James Wilson Malazita (Rensselaer Polytechnic Institute), com bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). É Book Review Editor da revista Tapuya: Latin American Science, Technology and Society. Foi Visting Scholar no Rensselaer Polytechnic Institute, sob orientação Prof. Dr. James Wilson Malazita, com bolsa Doutorado Sanduíche no Exterior da CAPES (PDSE/CAPES). A pesquisa desenvolvida se focou nos aspectos sociológicos envolvidos na localização de videogames e no papel que este processo tem na indústria. É Mestra em História Cultural pela UNICAMP, onde também realizou sua graduação, na mesma área. Durante o Mestrado, fez um Estágio de Pesquisa no Exterior na Stanford University (Califórnia, EUA), sob orientação da Profa. Dra. Lynn Meskell. Atua como colaboradora do Laboratório Interdisciplinar do Patrimônio, Ambiente e Comunidade (LIPAC), localizado no Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais da Universidade Estadual de Campinas (NEPAM/UNICAMP), no Laboratório de Pesquisas em Políticas Públicas, Geografia da Inovação e Governança, da Faculdade de Ciências Aplicadas da UNICAMP (Lab GOING/FCA) e no Laboratório de Tecnologias e Transformações Sociais (LABTTS/UNICAMP). Meus interesses de pesquisa são: Aspectos Sociológicos da Localização de Videogames, Game Studies, Desenvolvimento de Serious Games, Estudos Pós-Coloniais, Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia, Mods, Romhacking e Localização Amadora, História dos Videogames, Engajamento Público com a Ciência e a Tecnologia, Aspectos Sociológicos da Desinformação e História da Arqueologia.

Referências

BASS, George Fletcher. Arqueologia Subaquática. Lisboa: Editorial Verbo, 1971 (original 1966), 13º volume da coleção História Mundi.

_________________. Shipwrecks in the Bodrum Museum of Underwater Archaeology. Ankara: Dönmez Offset, 1996.

BOWENS, Amanda (Editor). Underwater Archaeology: the NAS guide to principles and practice. Oxford: Blackwell Publishing, 2009, 2nd edition.

Underwater Archaeology: a nascent discipline. Paris: UNESCO, 1972.

Historiography:

ALPÖZEN, T. Ogus. "Foreword". In BASS, George Fletcher. Shipwrecks in the Bodrum Museum of Underwater Archaeology. Ankara: Dönmez Offset, 1996. Pp. 6-8

BASS, George Fletcher (Editor). Beneath the Seven Seas: Adventures with the Institute of Nautical Archaeology. London: Thames & Hudson, 2005.

BATEMAN, Jonathan. "Wearing Juninho's Shirt: Record and Negociation in Excavation Photographs". In: MOSER, Stephanie; SMILES, Sam. Envisioning The Past: Archaeology and the Image. Oxford: Blackwell, 2005. Pp. 192-203.

BOHRER, Frederick N. "Photography and Archaeology: The Image as Object". In: MOSER, Stephanie; SMILES, Sam. Envisioning The Past: Archaeology and the Image. Oxford: Blackwell, 2005. Pp. 180-191

CARVALHO, Marília Gomes de (2011) “Estudos de ciência, tecnologia e gênero: rompendo paradigmas?”. In: CARVALHO, Marilia Gomes de (org.) Ciência, Tecnologia e Gênero: abordagens iberoamericanas. Curitiba. Ed. UTFPR, (2011), pp. 407-415.

DÍAZ-ANDREU, Margarita. A World History of Nineteenth-Century Archaeology: Nationalism, Colonialism, and the Past. Oxford: Oxford University Press, 2007.

FONTOLAN, Marina. “Why Always Male Bodies?”. História E-História. 2013. Original link: http://historiaehistoria.com.br/materia.cfm?tb=alunos&id=491#_ftn6

________________. Arqueologia subaquática e questões de gênero: uma leitura pós-moderna. Campinas/SP: Universidade Estadual de Campinas, 2011. 171 pp. (Dissertação de Mestrado. Programa de Pós Graduação em História) -. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 2015.

GILCHRIST, Roberta. "Women's Archaeology? Political Feminism, Gender Theory and Historical Revision". In HAYS-GILPIN, Kelley; WHITLEY, David S. Reader in Gender Archaeology. London and New York: Routeledge: 1998. Pp. 47-84

HINGLEY, Richard. Roman Officers and English Gentlemen: The imperial origins of roman archaeology. Londres: Routledge, 2000.

PINTO, Renato. Duas rainhas, um príncipe e um eunuco: gênero, sexualidade e as ideologias do masculino e do feminino nos estudos sobre a Bretanha Romana. Campinas/SP: Universidade Estadual de Campinas, 2011. 254 pp. (Tese de doutorado. Programa de Pós Graduação em História) -. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 2011.

RAMBELLI, Gilson. Arqueologia Até Debaixo D’água. São Paulo; Maranta, 2002.

SCOTT, Joan W. "Gender: A Useful Category for Historical Analysis". The American Historical Review, Vol. 91, No. 5, Dec., 1986. Pp. 1053-1075.

SHANKS, Michael. Classical Archaeology of Greece: Experiences of the discipline. Londres: Routledge, 1996.

SOLOMETO, Julie; MOSS, Joshua. "Picturing the Past: Gender in National Geographic Reconstructions of Prehistoric Life". American Antiquity, vol 78, n 1, January 2013. Pp.123 - 146

Downloads

Publicado

2021-06-28

Como Citar

FONTOLAN , M. . Why always male bodies? 2.0: : revisiting underwater archaeology. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 16, n. 1, p. 269–284, 2021. DOI: 10.20396/rap.v16i1.8662106. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8662106. Acesso em: 27 nov. 2021.