O setor automotivo em economias emergentes

políticas industriais, dinâmica de mercado e sindicatos

Autores

  • Marco Antonio Martins da Rocha Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rbi.v16i2.8650118

Palavras-chave:

Resenha

Resumo

A partir das décadas que se seguiram à Segunda Guerra Mundial, o setor automotivo foi reconstruído como um dos pilares do capitalismo global. Com elevado nível de concentração e atuando em escala global, o setor automotivo tem sido um grande vetor de difusão tecnológica e demonstra notável capacidade de absorção de tecnologia de outras indústrias. Este artigo discute algumas conclusões do livro publicado pela Fundação Friedrich Ebert, intitulado O setor automotivo em economias emergentes: políticas industriais, dinâmica de mercado e sindicatos - tendências e perspectivas no Brasil, China, México e Rússia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Martins da Rocha, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Teoria Econômica pela Universidade Estadual de Campinas. Professor doutor do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas.

Downloads

Publicado

2017-08-21

Como Citar

ROCHA, M. A. M. da. O setor automotivo em economias emergentes: políticas industriais, dinâmica de mercado e sindicatos. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, SP, v. 16, n. 2, p. 437–442, 2017. DOI: 10.20396/rbi.v16i2.8650118. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/article/view/8650118. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Resenha