Boas Práticas em Pesquisa e a prevenção da má conduta acadêmica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rbi.v20i00.8664102

Palavras-chave:

Boas Práticas em Pesquisa, Má conduta acadêmica

Resumo

Nas últimas décadas, temos observado uma crescente inquietação com a má conduta acadêmica (academic misconducting) e com o aumento da ocorrência de fraudes nas atividades de pesquisa. Atualmente, este tema representa um desafio permanente para a equipe editorial de qualquer revista acadêmica. O assunto ganhou relevância também em diversas instituições ligadas à pesquisa propriamente acadêmica, como universidades, indexadores de periódicos, bases de dados e agências de fomento. Estas instituições vêm reforçando a importância da disseminação de Boas Práticas em Pesquisa e adotando mecanismos que visam desestimular as práticas de má conduta. Neste editorial abordamos esse assunto, tendo em vista as discussões que têm emergido no Brasil e no âmbito da própria Revista Brasileira de Inovação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilson Suzigan, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Economia pela University of London. Professor Colaborador do Departamento de Política Científica e Tecnológica no Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, Brasil.

Renato Garcia, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Campinas. Professor Associado do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, Brasil.

Tatiana Massaro, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, Brasil.

Referências

AMERICAN EDUCATIONAL RESEARCH ASSOCIATION. Code of Ethics, 2011. Acesso em: 02 fev. 2021. Disponível em: https://cdn.ymaws.com/wera.site-ym.com/resource/resmgr/a_general/aera.pdf.

BERGGREN, C.; KARABAG, S.F. Scientific misconduct at an elite medical institute: The role of competing institutional logics and fragmented control. Research Policy, v. 48, n. 2, p. 428-443, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.respol.2018.03.020.

BIAGIOLI, M. Before and After Photoshop: Recursive Fraud in the Age of Digital Reproducibility. Angewandte Chemie International Edition, v. 58, n. 46, 2019.

BIAGIOLI, M.; LIPPMAN, A. Gaming the metrics: misconduct and manipulation in academic research. Cambridge, MA: MIT Press, 2020.

BIAGIOLI, M.; KENNEY, M.; MARTIN, B.; WALSH, J. Academic misconduct, misrepresentation and gaming: a reassessment.

Research Policy, v. 48, n. 2, p. 401-413, 2019. https://doi.org/10.1016/j.respol.2018.10.025.

COUNCIL OF SCIENCE EDITORS. Acesso em: 02 fev. 2021. Disponível em: https://www.councilscienceeditors.org/.

COMITEE ON PUBLICATION ETHICS. Cooperation between research institutions and journals on research integrity cases: guidance from the Committee on Publication Ethics (COPE). Disponível em: https://publicationethics.org/files/Research_institutions_guidelines_final_0_0.pdf. Acesso em: 10 jan. 2020.

DOAJ. Disponível em: https://doaj.org. Acesso em: 10 jan. 2020.

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO.Código de Boas Práticas Científicas. Disponível em: https://fapesp.br/boaspraticas/FAPESPCodigo_de_Boas_Praticas_Cientificas_2014.pdf. Acesso em: 10 jan. 2020.

HORBACH, S.S.; HALFFMAN, W.W. The extent and causes of academic text recycling or ‘self-plagiarism’. Research Policy, v. 48, n. 2, p. 492-502, 2019.

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DA UNICAMP. Periódicos do IG. Disponível em: https://portal.ige.unicamp.br/institucional/periodicos-do-ig. Acesso em: 10 jan. 2020.

LATINDEX. Directório. Disponível em: https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=12904. Acesso em: 10 jan. 2020.

LINTON, J. Academic dishonesty primer: How to avoid it—Advice for authors. Technovation, v. 34, n. 1, p. 1-2, 2014. ISSN 0166-4972. https://doi.org/10.1016/j.technovation.2013.11.002.

MERTON, R.K. The Sociology of Science: Theoretical and Empirical Investigations. Chicago: University of Chicago Press, 1973.

PORTAL DE PERIÓDICOS CAPES. Disponível em: https://www-periodicos-capes-gov-br. Acesso em: 10 jan. 2020.

PORTAL DE PERIÓDICOS ELETRÔNICOS CIENTÍFICOS - UNICAMP. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/index/search/?query=revista+brasileira+de+inova%C3%A7%C3%A3o. Acesso em: 10 jan. 2020.

REVISTA BRASILEIRA DE INOVAÇÃO. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/about. Acesso em: 10 jan. 2020.

SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE. Guia de boas práticas para o fortalecimento da ética na publicação científica. Disponível em: https://bit.ly/3xwwmqY. Acesso em: 10 jan. 2020.

SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE. Seleção de Periódicos. Disponível em: https://www.scielo.br/avaliacao/20200403_pt.htm. Acesso em: 10 jan. 2020.

SHINKAI, R.S.A. Originality and plagiarism: a question of authorship in the Academy. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 48, n. 3, p. 388-393, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000300001.

VASCONCELOS, S.; LETA, J.; COSTA, L.; PINTO, A.; SORENSON, M.M. Discussing plagiarism in Latin American science. Brazilian researchers begin to address an ethical issue. EMBO Reports, v. 10, n. 7, p. 677-682, 2009. DOI: https://doi.org/10.1038/embor.2009.134.

WALSH, J.P.; LEE, Y.N.; TANG, L. Pathogenic organization in science: Division of labor and retractions. Research Policy, v. 48, n. 2, p. 444-461, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.respol.2018.09.004.

WEB OF SCIENCE. Master Journal List - Search Journals. Disponível em: https://mjl.clarivate.com/search-results. Acesso em: 10 jan. 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-27

Como Citar

SUZIGAN, W.; GARCIA, R.; MASSARO, T. Boas Práticas em Pesquisa e a prevenção da má conduta acadêmica. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, SP, v. 20, n. 00, p. e021004, 2021. DOI: 10.20396/rbi.v20i00.8664102. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/article/view/8664102. Acesso em: 25 set. 2021.

Edição

Seção

Editorial