Banner Portal
Boas Práticas em Pesquisa e a prevenção da má conduta acadêmica
PDF Acesso via SciELO
PDF

Palavras-chave

Boas Práticas em Pesquisa
Má conduta acadêmica

Como Citar

SUZIGAN, Wilson; GARCIA, Renato; MASSARO, Tatiana. Boas Práticas em Pesquisa e a prevenção da má conduta acadêmica. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, SP, v. 20, n. 00, p. e021004, 2021. DOI: 10.20396/rbi.v20i00.8664102. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/article/view/8664102. Acesso em: 27 maio. 2024.

Resumo

Nas últimas décadas, temos observado uma crescente inquietação com a má conduta acadêmica (academic misconducting) e com o aumento da ocorrência de fraudes nas atividades de pesquisa. Atualmente, este tema representa um desafio permanente para a equipe editorial de qualquer revista acadêmica. O assunto ganhou relevância também em diversas instituições ligadas à pesquisa propriamente acadêmica, como universidades, indexadores de periódicos, bases de dados e agências de fomento. Estas instituições vêm reforçando a importância da disseminação de Boas Práticas em Pesquisa e adotando mecanismos que visam desestimular as práticas de má conduta. Neste editorial abordamos esse assunto, tendo em vista as discussões que têm emergido no Brasil e no âmbito da própria Revista Brasileira de Inovação.

https://doi.org/10.20396/rbi.v20i00.8664102
PDF Acesso via SciELO
PDF

Referências

AMERICAN EDUCATIONAL RESEARCH ASSOCIATION. Code of Ethics, 2011. Acesso em: 02 fev. 2021. Disponível em: https://cdn.ymaws.com/wera.site-ym.com/resource/resmgr/a_general/aera.pdf.

BERGGREN, C.; KARABAG, S.F. Scientific misconduct at an elite medical institute: The role of competing institutional logics and fragmented control. Research Policy, v. 48, n. 2, p. 428-443, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.respol.2018.03.020.

BIAGIOLI, M. Before and After Photoshop: Recursive Fraud in the Age of Digital Reproducibility. Angewandte Chemie International Edition, v. 58, n. 46, 2019.

BIAGIOLI, M.; LIPPMAN, A. Gaming the metrics: misconduct and manipulation in academic research. Cambridge, MA: MIT Press, 2020.

BIAGIOLI, M.; KENNEY, M.; MARTIN, B.; WALSH, J. Academic misconduct, misrepresentation and gaming: a reassessment.

Research Policy, v. 48, n. 2, p. 401-413, 2019. https://doi.org/10.1016/j.respol.2018.10.025.

COUNCIL OF SCIENCE EDITORS. Acesso em: 02 fev. 2021. Disponível em: https://www.councilscienceeditors.org/.

COMITEE ON PUBLICATION ETHICS. Cooperation between research institutions and journals on research integrity cases: guidance from the Committee on Publication Ethics (COPE). Disponível em: https://publicationethics.org/files/Research_institutions_guidelines_final_0_0.pdf. Acesso em: 10 jan. 2020.

DOAJ. Disponível em: https://doaj.org. Acesso em: 10 jan. 2020.

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO.Código de Boas Práticas Científicas. Disponível em: https://fapesp.br/boaspraticas/FAPESPCodigo_de_Boas_Praticas_Cientificas_2014.pdf. Acesso em: 10 jan. 2020.

HORBACH, S.S.; HALFFMAN, W.W. The extent and causes of academic text recycling or ‘self-plagiarism’. Research Policy, v. 48, n. 2, p. 492-502, 2019.

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DA UNICAMP. Periódicos do IG. Disponível em: https://portal.ige.unicamp.br/institucional/periodicos-do-ig. Acesso em: 10 jan. 2020.

LATINDEX. Directório. Disponível em: https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=12904. Acesso em: 10 jan. 2020.

LINTON, J. Academic dishonesty primer: How to avoid it—Advice for authors. Technovation, v. 34, n. 1, p. 1-2, 2014. ISSN 0166-4972. https://doi.org/10.1016/j.technovation.2013.11.002.

MERTON, R.K. The Sociology of Science: Theoretical and Empirical Investigations. Chicago: University of Chicago Press, 1973.

PORTAL DE PERIÓDICOS CAPES. Disponível em: https://www-periodicos-capes-gov-br. Acesso em: 10 jan. 2020.

PORTAL DE PERIÓDICOS ELETRÔNICOS CIENTÍFICOS - UNICAMP. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/index/search/?query=revista+brasileira+de+inova%C3%A7%C3%A3o. Acesso em: 10 jan. 2020.

REVISTA BRASILEIRA DE INOVAÇÃO. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/about. Acesso em: 10 jan. 2020.

SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE. Guia de boas práticas para o fortalecimento da ética na publicação científica. Disponível em: https://bit.ly/3xwwmqY. Acesso em: 10 jan. 2020.

SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE. Seleção de Periódicos. Disponível em: https://www.scielo.br/avaliacao/20200403_pt.htm. Acesso em: 10 jan. 2020.

SHINKAI, R.S.A. Originality and plagiarism: a question of authorship in the Academy. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 48, n. 3, p. 388-393, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000300001.

VASCONCELOS, S.; LETA, J.; COSTA, L.; PINTO, A.; SORENSON, M.M. Discussing plagiarism in Latin American science. Brazilian researchers begin to address an ethical issue. EMBO Reports, v. 10, n. 7, p. 677-682, 2009. DOI: https://doi.org/10.1038/embor.2009.134.

WALSH, J.P.; LEE, Y.N.; TANG, L. Pathogenic organization in science: Division of labor and retractions. Research Policy, v. 48, n. 2, p. 444-461, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.respol.2018.09.004.

WEB OF SCIENCE. Master Journal List - Search Journals. Disponível em: https://mjl.clarivate.com/search-results. Acesso em: 10 jan. 2020.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Revista Brasileira de Inovação

Downloads

Não há dados estatísticos.