História, poesia; ritmo?

Autores

  • Michel Deguy Université de Paris VIII

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v34i1.8635829

Palavras-chave:

História. Poesia. Ritmo.

Resumo

"O que a poesia faz com "a História"? pergunta-se a revista Remate de Males, dando lugar a reflexões "acerca do modo como os diversos ritmos da história fazem irrupção na poesia, em especial na poesia moderna e contemporânea". O ritmo poético e os ritmos da História, sincrônicos ou diacrônicos, fazem sentido juntos? Estranha questão, cuja generalidade – que subsume ou articula duas "grandes coisas" sob a noção do ritmo – nos traz à memória o axioma programático de Arquíloco "gignôske oios ruthmos tous anthropous écheï"... como se o ritmo (e não qualquer um!) mantivesse "os homens"... juntos completamente: poeticamente, historicamente, historialmente. Começo dissociando ceticamente essas duas coisas."

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michel Deguy, Université de Paris VIII

É um escritor e poeta francês.Filósofo, professor emérito em letras (Universidade de Paris 8, Vincennes à Saint-Denis), Michel Deguy participa do comitê editorial de revistas como Critique e Les Temps Modernes. Dirigiu, de 1990 a 1992 o Collège International de Philosophie e, de 1992 a 1998, a Maison des Écrivains Étrangers et Traducteurs. É o diretor da revista Po&sie que ele próprio criou em 1977. Em 1998, recebeu o Grande Prêmio francês de poesia e, em 2004, o Grande Prêmio de poesia da Academia Francesa.

Downloads

Publicado

2014-04-28

Como Citar

DEGUY, M. História, poesia; ritmo?. Remate de Males, Campinas, SP, v. 34, n. 1, p. 9–20, 2014. DOI: 10.20396/remate.v34i1.8635829. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8635829. Acesso em: 29 nov. 2022.