"Do ensaio à história literária: o percurso intelectual de Ronald de CArvalho"

Autores

  • Mirhiani Mendes de Abreu Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v27i2.8636010

Palavras-chave:

Teoria Literária. Crítica literária.

Resumo

Cet article a pour but d’analyser le parcours intellectuel de Ronald de Carvalho, mettant en parallèle ses essais et la Pequena História da Literatura Brasileira (1919). L’ hypothèse ici avancée est que ses textes ont contribués à la compréhension de références importantes pour l’homme de lettres du début du XX siècle, surtout parce qu’il s’est évertuer à diffuser les idées érudites en accord avec les principes de base de la modernité.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirhiani Mendes de Abreu, Universidade Federal de São Paulo

Professora Adjunta de Literatura Brasileira na Unifesp - campus Guarulhos.

Referências

ANDRADE, M. Correspondência Mário de Andrade & Manuel Bandeira. Organização, introdução e notas Marcos Antônio de Moraes. São Paulo: Edusp, 2001.

ANDRADE, Mário. “Castro Alves”. In: ANDRADE, Mário. Aspectos da literatura brasileira. Belo Horizonte: Itatiaia, 2002.

BROCA, Brito. A vida literária no Brasil — 1900. Rio de Janeiro: José Olympio, 1960.

BARBOSA, João Alexandre. “Paixão interpretativa”. In: BARBOSA, João Alexandre. A leitura do intervalo. São Paulo: Secretaria Estadual de Cultura; Iluminuras, 1990.

CARVALHO, Ronald. A Época- Revista de Ciência e Literatura. Rio de Janeiro, julho-agosto, 1909-1912.

CARVALHO, Ronald. Pequena História da Literatura Brasileira. Rio de Janeiro: Briguiet & Cia., 1968.

COSTA E SILVA, A. da. “Diplomacia e cultura”. In: COSTA E SILVA, A. da. (org.) O Itamaraty na cultura brasileira. Brasília: Instituto Rio Branco, 2001.

EULÁLIO, Alexandre. “O ensaio literário no Brasil”. In: EULÁLIO, Alexandre. Escritos. Campinas: Ed. Unicamp; São Paulo: Ed. da Unesp, 1992.

GOMES, Angela de Castro. Essa gente do Rio... Modernismo e Nacionalismo. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1999.

LIMA, Alceu Amoroso. Memórias improvisadas. Diálogos com Medeiros Lima. Petrópolis: Vozes, 1973.

JAUSS, H. R. A história da literatura como provocação à teoria literária. São Paulo: Ática, 1994.

NAPOLIS, Roseli de Oliveira. Lanterna Verde e o modernismo. São Paulo: IEB/USP , 1970.Orpheu. Revista Trimestral de Literatura. Portugal e Brasil, ano I, 1915, nº 1, janeiro-fevereiro-março, 1915.

PERKINS, David. Is literary history possible? London: John Hopkins University Press, s/d.

SARAIVA, Arnaldo. Modernismo brasileiro e modernismo português. Subsídios para o seu estudo e para a história das suas relações. Campinas: Ed. Unicamp, 2004.

SOUZA, Gilda de Mello. “Pintura brasileira contemporânea: os precursores. In: SOUZA, Gilda de Mello. Exercícios de leitura. São Paulo: Duas Cidades, 1980.

VENTURA, Roberto. Estilo tropical: história cultural e polêmicas literárias no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

VILLAÇA, A. C. “Ronald, o clássico modernista”. In: CARVALHO, R. O espelho de Ariel e poemas escolhidos. Rio de Janeiro: Nova Aguilar; Brasília: INL, 1976.

Downloads

Publicado

2012-11-13

Como Citar

ABREU, M. M. de. "Do ensaio à história literária: o percurso intelectual de Ronald de CArvalho". Remate de Males, Campinas, SP, v. 27, n. 2, p. 265-275, 2012. DOI: 10.20396/remate.v27i2.8636010. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8636010. Acesso em: 30 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos