50 anos de Serafim: a recepção crítica do romance

Autores

  • Kenneth David Jackson Universidade de Austin, Texas

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v6i0.8636340

Resumo

Sem resumo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE MURICY, José. Oswald de Andrade. In: A nova literatura brasileira. Porto Alegre, Globo, 1936. p. 372-7.

BANDEIRA, Manuel. Serafim Ponte Grande. Literatura, Rio de Janeiro, 5 ago. 1933.

BOAVENTURA, Maria Eugenia. A trajetória de Oswald de Andrade. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 21 out. 1984. Cultura.

BRITO, Mário da Silva. As metamorfoses de Oswald de Andrade. São Paulo, CEC, 1972.

CAMPOS, Haroldo de. Serafim: um grande não-livro. In: ANDRADE, Oswald de. Serafim Ponte Grande. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1971.

CANDIDO, Antonio. Estouro e libertação; Oswald, viajante; Digressão sentimental sobre Oswald de Andrade. In: Vários escritos. São Paulo, Duas Cidades, 1970.

CARNEIRO, Saul Borges. Serafim Ponte Grande. Boletim de Ariel. 2(12): 312, set. 1933.

CUNHA, Dulce Salles. O movimento antropofágico. In: Autores contemporâneos brasileiros. São Paulo, Cupolo, 1951.

FERRAZ, Geraldo. Oswald de Andrade, uma antologia e um libelo. Jornal de Notícias, 19 fev. 1950.

FONSECA, Maria Augusta. Palhaço da burguesia. São Paulo, Polis, 1979.

GRIECO, Agrippino. Evolução da prosa brasileira. Rio de Janeiro, José Olympio, 1948. p. 47-8. JACKSON, Kenneth David. A prosa vanguardista na literatura brasileira: Oswald de Andrade. São Paulo, Perspectiva, 1978.

JACKSON, Kenneth David. Rediscovering the rediscoverers: João Miramar and Serafim Ponte Grande. Texas Ouartarty, 19(3): 162-73, 1976.

JACKSON, Kenneth David. A metamorfose dos textos em Serafim Ponte Grande. Travessia, UFSC, 1985.

JUREMA, Aderbal. Subindo a escada vermelha. Boletim de Ariel, 4: 141, fev. 1935.

MACHADO, Aníbal. Utilização social da irreverência. A Manhã, 22 set. 1935.

MARTINS, Heitor. A anatomia de Serafim Ponte Grande. O Estado de S. Paulo, 15 fev. 1969.

NUNES, Benedito. Oswald, caniba.l São Paulo, Perspectiva, 1979.

RIBEIRO FERNANDES, João. Crítica: os modernos. Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras, 1952.

SCHWARTZ, Jorge. Vanguarda e cosmopolitismo. São Paulo, Perspectiva, 1983.

WHITE, Erdmute. Oswald de Andrade et la révolution des lettres au Brésil. University of Texas at Austin, 1972. (Dissertarion).

ZANOTTO, llka Marinho. Serafim, criação de Oswald que já nasceu para o teatro. O Estado de S. Paulo. 1 de abril 1979. p. 32.

Downloads

Publicado

2012-11-01

Como Citar

JACKSON, K. D. 50 anos de Serafim: a recepção crítica do romance. Remate de Males, Campinas, SP, v. 6, p. 17–35, 2012. DOI: 10.20396/remate.v6i0.8636340. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8636340. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos