Banner Portal
O drama do poeta
PDF

Palavras-chave

Teoria Literária. Crítica literária. Semana de Arte Moderna.

Como Citar

STERZI, Eduardo. O drama do poeta. Remate de Males, Campinas, SP, v. 33, n. 1-2, p. 169–190, 2015. DOI: 10.20396/remate.v33i1-2.8636451. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8636451. Acesso em: 18 jun. 2024.

Resumo

Apesar da retórica de tabula rasa que aparece em tantos pontos de sua obra, Oswald de Andrade construiu sua combinação de literatura e teoria a partir de uma releitura renovadora de momentos decisivos da tradição. Dante Alighieri tem aí papel fundamental. É certo que as constantes referências a Dante na obra de Oswald podem ser vistas, por um lado, como um simples jogo com a tradição. Por outro, porém, podem ser interpretadas como expressões da consciência de que, na obra de Dante, se entabulara uma partida decisiva para a configuração da literatura – e das artes em geral – dali por diante. Ou seja, algumas das questões propostas originalmente por Dante talvez continuassem a interrogar os modernistas brasileiros – como, de resto, interpelavam, à mesma época, escritores de outras paisagens, como Eliot e Mandelstam. Busca-se aqui, por meio de um exame da reproposição de figuras dantescas na peça A morta, de 1937, avaliar a relevância do autor florentino para a constituição da ideia oswaldiana de Antropofagia (repensada aqui como uma teoria da poesia).
https://doi.org/10.20396/remate.v33i1-2.8636451
PDF

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Arte, inoperatividade, política. Trad. Simoneta Neto. In: Id., Giacomo Marramao, Jacques Rancière e Peter Sloterdijk. Política. Politics. Porto: Fundação Serralves, 2007.

AGAMBEN, Giorgio. Disappropriata maniera (1991). In: Categorie italiane. Studi di poetica e di letteratura. 2ª ed. aum. Roma e Bari: Laterza, 2010.

AGAMBEN, Giorgio. La comunità che viene. Turim: Bollati Boringhieri, 2001.

ALIGHIERI, Dante. Epistole. Org. Arsenio Frugoni e Giorgio Brugnoli. In: Opere minori. t. 2. Milano e Napoli: Ricciardi, 1979.

ALIGHIERI, Dante. La Commedia secondo l’antica vulgata. 4 v. A cura di Giorgio Petrocchi. 2ª ed. riveduta. Firenze: Le Lettere, 1994.

ALIGHIERI, Dante. Vita Nova. Org. Guglielmo Gorni. Torino: Einaudi, 1996.

ANDRADE, Mário de. [Carta a Carlos Drummond de Andrade de 29 de novembro de 1925.] (1925a) In: Carlos & Mário. Correspondência de Carlos Drummond de Andrade e Mário de Andrade. Org. Silviano Santiago. Rio de Janeiro: Bem-Te-Vi, 2002.

ANDRADE, Mário de. [Carta a Manuel Bandeira de 15 de novembro de 1925.] (1925b) In: ANDRADE, Mário de; BANDEIRA, Manuel. Correspondência (2000). Org. Marcos Antonio de Moraes. São Paulo: Edusp e Instituto de Estudos Brasileiros, 2001.

ANDRADE, Mário de. Oswald de Andrade: Pau Brasil, Sans Pareil, Paris, 1925 (1925c). In: ANDRADE, Oswald de. Pau-Brasil (1925). São Paulo: Globo, 2006.

ANDRADE, Oswald de. A crise da filosofia messiânica (1950). In: ANDRADE, Oswald de. A utopia antropofágica. São Paulo: Globo e Secretaria de Estado da Cultura, 1990.

ANDRADE, Oswald de. A morta (1937). In: ANDRADE, Oswald de. Panorama do fascismo. O homem e o cavalo. A morta. São Paulo: Globo, 2005.

ANDRADE, Oswald de. Dicionário de bolso (ca. 1930-ca. 1940). Org. Maria Eugenia Boaventura. São Paulo: Globo e Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, 1990.

ANDRADE, Oswald de. Manifesto antropófago (1928). In: ANDRADE, Oswald de. A utopia antropofágica. São Paulo: Globo e Secretaria de Estado da Cultura, 1990.

ANDRADE, Oswald de. Manifesto da Poesia Pau-Brasil (1924a). In: ANDRADE, Oswald de. A utopia antropofágica. São Paulo: Globo e Secretaria de Estado da Cultura, 1990.

ANDRADE, Oswald de. Marco Zero I. A revolução melancólica (1943). São Paulo: Globo, 2008.

ANDRADE, Oswald de. Marco Zero II. Chão (1945). São Paulo: Globo, 2008.

ANDRADE, Oswald de. Memórias sentimentais de João Miramar (1924b). São Paulo: Globo, 1996.

ANDRADE, Oswald de. Novas dimensões da poesia (1949a). In: ANDRADE, Oswald de. Estética e política. Org. Maria Eugenia Boaventura. São Paulo: Globo, 1992.

ANDRADE, Oswald de. O escaravelho de ouro (1946). In: ANDRADE, Oswald de. O santeiro do mangue e outros poemas. São Paulo: Globo e Secretaria de Estado da Cultura, 1991.

ANDRADE, Oswald de. Pau-Brasil (1925a). São Paulo: Globo, 1991.

ANDRADE, Oswald de. Pau-Brasil (1925b). In: ANDRADE, Oswald de. Os dentes do dragão. Entrevistas. Org. Maria Eugenia Boaventura. São Paulo: Globo e Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, 1990.

ANDRADE, Oswald de. Serafim Ponte Grande (1933). São Paulo: Globo, 1992.

ANDRADE, Oswald de. Sobre poesia (1949b). In: ANDRADE, Oswald de. Telefonema. Org. Vera Maria Chalmers. São Paulo: Globo, 1996.

ANTELO, Raúl. Políticas canibais: do antropofágico ao antropoemético (1996). In: Transgressão & modernidade. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2001.

BARAŃSKI, Zygmunt G. Notes on Dante and the Myth of Orpheus. In: Dante. Mito e poesia. Org. Michelangelo Picone e Tatiana Crivelli. Florença: Franco Cesati, 1997.

BLANCHOT, Maurice. La communauté inavouable (1983). Paris: Minuit, 2005.

BLANCHOT, Maurice. O olhar de Orfeu. In: O espaço literário (1955). Trad. álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.

CONTINI, Gianfranco. Dante come personaggio-poeta della Commedia (1958). In: Un’idea di Dante. Saggi danteschi (1970). Turim: Einaudi, 2001.

DE MAN, Paul. Literary History and Literary Modernity (1969). In: Blindness and Insight. Essays in the Rhetoric of Contemporary Criticism. 2ª ed. rev. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1997.

LAPLANCHE, Jean; PONTALIS, Jean-Bertrand. Vocabulário da psicanálise (1967). Trad. Pedro Tamen. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

LEONARDI, Anna Maria Chiavacci. Comentário (1994) a La Divina Commedia. Milão: Mondadori, 2009. v. 2.

PICONE, Michelangelo. Il canto V del Purgatorio fra Orfeo e Palinuro. L’Alighieri, [Ravenna], a. 40, n. 13, p. 39-52, gen.-giug. 1999.

POGUE HARRISON, Robert. The Body of Beatrice. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 1988.

PRADO, Paulo. Poesia Pau-Brasil (1925). In: ANDRADE, Oswald. Pau-Brasil (1925). São Paulo: Globo, 1991.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Perspectivismo e multinaturalismo na América indígena (1996). In: A inconstância da alma selvagem e outros ensaios de antropologia (2002). São Paulo: Cosac Naify, 2011.

WILHELM, Julius. Orpheus bei Dante. In: Medium Aevum Romanicum. Festschrift für Hans Rheinfelder. Org. Heinrich Bihler e Alfred Noyer-Weidner. Munique: Hüber, 1963.

Licença Creative Commons
O periódico Remate de Males utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.