Edgar Poe em tradução: Mallarmé, Artaud, Herberto Helder

Autores

  • Izabela Leal Universidade Federal do Pará
  • Marcelo Jacques de Moraes Universidade Aix-Marselha

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v35i1.8641512

Palavras-chave:

Tradução. Poesia. Musicalidade. Transgressão

Resumo

Este artigo se debruça sobre três traduções do poema “Israfel”, de Edgar Allan Poe: a de Mallarmé, a de Artaud e a de Herberto Helder. Assim como o poema de Poe antecipa em versos as considerações sobre poesia que ele irá formular no ensaio “O princípio poético”, as traduções também funcionam de algum modo como enunciação da poética dos autores em questão. Cabe assinalar os procedimentos tradutórios de cada um dos poetas, ressaltando o sentido da musicalidade para Mallarmé, a tradução transgressora de Artaud e a tradução da tradução, a partir da versão de Artaud, feita por Herberto Helder.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Izabela Leal, Universidade Federal do Pará

Possui graduação em Psicologia pela UFRJ (1994), mestrado em Letras pela PUC do Rio de Janeiro (2003), doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela UFRJ (2008) e fez um pós-doutorado junto ao Departamento de Letras Neolatinas da UFRJ com bolsa da FAPERJ. Atualmente é professora de Literatura Portuguesa na UFPA e professora do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPA.

Marcelo Jacques de Moraes, Universidade Aix-Marselha

Possui graduação em Psicologia pela UERJ (1986), mestrado em Letras Neolatinas pela UFRJ (1992) e doutorado em Letras Neolatinas pela UFRJ (1996). É professor de Literatura Francesa da UFRJ desde 1994. Fez estágios de Pós-doutorado na Universidade de Paris 8, com bolsa da CAPES (2003), e na Universidade de Paris 7, no âmbito do acordo CAPES-Cofecub (2010). É editor da revista Alea: Estudos Neolatinos desde 1999. Tem atuado regularmente como professor convidado da Universidade Aix-Marselha desde 2008. Tem diversos ensaios publicados no Brasil e no exterior, além de traduzir textos literários e da área de Ciência Humanas. Atua principalmente nas seguintes áreas: poesia francesa moderna e contemporânea, literatura e psicanálise, literatura e outras artes, tradução literária.

Referências

ARTAUD, Antonin. Le théâtre et son double. Paris: Gallimard, 1964.

ARTAUD, Antonin. Le pèse-nerf. In: Œuvres complètes I. Paris: Gallimard, 1976.

ARTAUD, Antonin. Préambule. In: Œuvres complètes I. Paris: Gallimard, 1976.

ARTAUD, Antonin. Les Tarahumaras. In: Œuvres complètes IX: Paris: Gallimard, 1979.

BAUDELAIRE, Charles. Œuvres complètes. Marcel A. Ruff (org.) Paris: Seuil, 1968.

BENJAMIN, Walter. A tarefa do tradutor. Trad. de Susana Kampff Lages. In: Escritos sobre mito e linguagem. São Paulo: Editora 34/Duas cidades, 2011. p. 101-119.

BERNARD, Suzanne. Mallarmé et la musique. Paris: Librairie Nizet, 1959.

BLANCHOT, Maurice. A parte do fogo. Trad. de Ana Maria Scherer. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

CAMPOS, Haroldo de. Post-Scriptum; Transluciferação Mefistofaústica. In: Deus e o Diabo no Fausto de Goethe. São Paulo: Perspectiva, 1981. p. 179-191.

CAMPOS, Haroldo de. O que é mais importante: a escrita ou o escrito? Revista USP. São Paulo, n. 15, p. 77-84, set./out./nov. 1992.

HELDER, Herberto. Doze nós numa corda. Lisboa: Assírio & Alvim, 1997.

HELDER, Herberto. Ou o poema contínuo. Lisboa: Assírio & Alvim, 2004.

HELDER, Herberto. Photomaton & Vox. Lisboa Assírio & Alvim, 1995.

HELDER, Herberto. Entrevista. In: Inimigo Rumor, n.11. Rio de Janeiro: 7letras, 2° semestre de 2001.

KIFFER, Ana. Antonin Artaud – uma poética do pensamento. La Coruña: Biblioteca-Arquivo Teatral Francisco Pillado Mayor, 2003.

MALLARMÉ, Stéphane. Œuvres complètes. Henri Mondor e G. Jean-Aubry (org.). Paris: Gallimard, 1945. (Bibliothèque de la Pléiade).

MALLARMÉ, Stéphane. Mallarmé. Augusto de Campos, Décio Pignatari e Haroldo de Campos (org. e trad.). São Paulo: Editora Perspectiva, 1991.

MALLARMÉ, Stéphane. Correspondance. Lettres sur la poésie. Bertrand Marchal (org.). Paris: Gallimard, 1995.

NANCY, Jean-Luc. L’Écoute. Paris: Galilée, 2002.

POE, Edgar Allan. Poetry and tales. New York: Library of America, 1984.

MALLARMÉ, Stéphane. Poemas e ensaios. Trad. de Oscar Mendes e Milton Amado. São Paulo: Globo, 1999.

REY, Jean Michel. O nascimento da poesia: Antonin Artaud. Trad. de Ruth Silviano Brandão. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

Downloads

Publicado

2015-04-22

Como Citar

LEAL, I.; MORAES, M. J. de. Edgar Poe em tradução: Mallarmé, Artaud, Herberto Helder. Remate de Males, Campinas, SP, v. 35, n. 1, p. 177–198, 2015. DOI: 10.20396/remate.v35i1.8641512. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8641512. Acesso em: 14 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)