O seiscentista Camillo Baldi e a pessoa do escritor de cartas privadas

Autores

  • Edmir Míssio Universidade Estadual do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v35i1.8641514

Palavras-chave:

Século XVII. Cartas. Psicologia

Resumo

O artigo apresenta o tratado interpretativo de Camillo Baldi, considerado o precursor da grafologia. Neste tratado, porém, o autor não se detém nos aspectos da análise grafológica, mas avança ainda para uma análise do discurso em função do reconhecimento da alma do escritor, bem como de seu pensamento, mais evidente pela argumentação. Baldi, curiosamente, iria recorrer a categorias retóricas como instrumentos para conjecturar acerca dos costumes, das disposições e da natureza do escritor, isto é, de uma lógica da psiquê.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edmir Míssio, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Pesquisador e tradutor de produtos letrados franceses e italianos dos séculos XVI e XVII. É autor do livro A civilidade e as artes de fingir (Edusp, 2013). Traduziu textos como Compêndio da poesia tragicômica, de Battista Guarini (Annablume, 2013) e Da dissimulação honesta (Martins Fontes, 2001), de Torquato Accetto . Atualmente faz pós-doutorado junto ao Instituto de Letras da UERJ sobre o tema da imagem da mulher em textos em italiano dos séculos XVI e XVII.

Referências

ARISTÓTELES. Fisiognomica. Trad. de Maria F. Ferrini. Milano: Bompiani, 2007.

ARISTÓTELES. On the Soul. Trad. de J. W. S. Hett. 6. ed. Cambridge: Harvard University Press, 1995.

BALDI, Camillo. Come da una lettera missiva si conoscano la natura e qualità dello scrittore. Pordenone: Edizioni Studio Tesi, 1992.

BALDI, Camillo. La lettre déchiffrée. Trad. de Anne-Marie Debet e Alessandro Fontana. Paris: Belles Lettres, 1993.

ERASMO. On the writing of letters. Trad. de Charles Fantazzi. In: ERASMO. Collected works of Erasmus. Toronto: Toronto Press. 1985. p.1-254.

FONTANA, Alessandro. Introduction. In: BALDI, C. La lettre déchiffrée. Trad. de Anne-Marie Debet e Alessandro Fontana. Paris: Belles Lettres, 1993. p. 9-73.

HIPÓCRATES. De l’art de la médecine. In: Traités d’Hippocrate: De la nature de l’homme, De l’ancienne médecine, Des humeurs, De l’art médical. T. I. Trad. de M. Le Chevalier de Mercy. Paris: Eberhart. 1823.

PETRARCA. Le familiari. Trad. de Ugo Dotti. Livro I. Roma: Archivio Guido Izzi. 1991.

PETRUCCI, Armando. Prefazione. In: BALDI, C. Come da una lettera missiva si conoscano la natura e qualità dello scrittore. Pordenone: Edizioni Studio Tesi, 1992. p.VIII-XII.

QUINTILIANO. L’istituzione oratoria. A cura di Rino Faranda e Piero Pecchiura. 2vs. Torino: UTET, 1979.

Silva Rhetoricae. Disponível em: http://rhetoric.byu.edu/.

Vocabolario della lingua italiana. T. I, p. I, Firenze: Apresso David Passigli, 1833.

Downloads

Publicado

2015-04-22

Como Citar

MÍSSIO, E. O seiscentista Camillo Baldi e a pessoa do escritor de cartas privadas. Remate de Males, Campinas, SP, v. 35, n. 1, p. 215–230, 2015. DOI: 10.20396/remate.v35i1.8641514. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8641514. Acesso em: 14 ago. 2022.