O lugar do livro é para sempre um lugar perdido: Edmond Jabès e o pensamento da obra

Autores

  • Carolina Anglada Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v37i1.8649241

Palavras-chave:

Edmond Jabès. Livro. Literatura francesa.

Resumo

A partir das recentes traduções para o português da obra do escritor Edmond Jabès, o presente artigo se propõe indagar sobre o estatuto do livro em sua obra, considerando a extensa e ininterrupta pesquisa que Jabès realiza relacionando livro literário e livro sagrado, narrativa e aforisma, exílio e morada, palavra escrita e oralidade. Trata-se de uma investigação acerca de alguns dos sentidos que emergem de uma obra poética inteiramente voltada à potência e à impotência da escrita e da leitura, em suas tensões irresolutas com questões formais, de memória e preservação. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Anglada, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Literaturas Modernas e Contemporâneas

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Ideia da prosa. Trad. João Barrento. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

CAMÕES, Luís de. Versos e alguma prosa de. Lisboa: Moraes Editores, 1977.

CAMPOS, Haroldo de. Galáxias. São Paulo: Ed. 34, 2004.

CAMPOS, Haroldo de. Poesia e modernidade: da morte da arte à constelação. O poema pós-utópico. In: CAMPOS, Haroldo de. O arco-íris branco. Rio de Janeiro: Imago, 1997, pp. 243-269.

CRASSON, Viviane Jabès. [Prefácio]. In: O livro das margens. Trad. Eclair Antonio Almeida Filho. São Paulo: Lumme Editor, 2014.

DERRIDA, J. Edmond Jabès et la question du livre. In: DERRIDA, J. L’écriture et la différence. Paris: Seuil, 1967, pp. 99-116.

JABÈS, Edmond. Desejo de um começo, angústia de um só fim. São Paulo: Lumme Editor, 2013.

JABÈS, Edmond. O livro das margens. Trad. Eclair Antonio Almeida Filho. São Paulo: Lumme Editor, 2014.

KANT, Immanuel. Crítica da faculdade do juízo. Trad. Valério Rohden e Antônio Marques. 2ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

LEIRIS, Michel. Espelho da tauromaquia. Trad. Samuel Titan Jr. São Paulo: Cosac & Naify, 2001.

MEIRA, Caio. Edmond Jabès e a tradução da forma. In: ALENCAR, Ana Amorim de; LEAL, Izabela & MEIRA, Caio (orgs.). Tradução literária: a vertigem do próximo. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2011.

NANCY, Jean-Luc. Demanda: literatura e filosofia. Trad. João Camillo Penna, Eclair Antonio Almeida Filho, Dirlevander do Nascimento Loyolla. Florianópolis: Ed. UFSC / Chapecó: Argos, 2016.

OLIVEIRA, Nilson. Um escritura das margens. In: FILHO, Eclair Antonio Almeida (org.). A escritura de Edmond Jabès e seus traços: livro, palavra, relato e voz. São Paulo: Lumme Editor, 2014, pp. 43-54.

OZ, Amós & OZ-SALBERGER, Fania. Os judeus e as palavras. Trad. George Schlesinger. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

PABÓN, Sergio Andrés Salgado. Edmond Jabès: experiência de diálogo. Tese de Doutorado em Estudios Literários. Facultad de Ciencias Sociales, Pontifícia Universidade Javeriana, Bogotá 2009.

Downloads

Publicado

2017-08-28

Como Citar

ANGLADA, C. O lugar do livro é para sempre um lugar perdido: Edmond Jabès e o pensamento da obra. Remate de Males, Campinas, SP, v. 37, n. 1, p. 241–259, 2017. DOI: 10.20396/remate.v37i1.8649241. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8649241. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

4. O organismo e suas fraturas