Silviano Santiago e a desconstrução: entrevista com Silviano Santiago

Autores

  • Raphael Meciano Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v38i1.8651017

Palavras-chave:

Silviano Santiago. Desconstrução. Pós-colonialismo.

Resumo

Trata-se de entrevista concedida em 14 de agosto de 2016 por Silviano Santiago, ensaísta, poeta e romancista. Nascido em Formiga, Minas Gerais, em 1936, é autor de um vasto trabalho intelectual e artístico, tendo iniciado sua formação em Letras no Brasil e a completado na França, concluindo seu doutorado na Sorbonne em 1968. Foi professor no Brasil (PUC-Rio) e no exterior, passando pelas universidades de Rutgers, Toronto, Nova York, Buffalo, Indiana e Novo México. A entrevista aborda o papel de Silviano Santiago no debate intelectual brasileiro, sua leitura da obra de Jacques Derrida e seu papel na disseminação do pensamento deste autor no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raphael Meciano, Universidade de São Paulo

Historiador, graduado em História pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP) (2014). Estagiou no centro de memória da Faculdade de Saúde Pública (FSP/USP), com a responsabilidade de fazer a manutenção da conservação do acervo histórico do centro de memória, bem como participou do grupo de estudos sobre "saúde pública, corpo e subjetividades contemporâneas" vinculado ao LIESP. Trabalhou durante dois anos no Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP), como documentalista, no projeto de organização do acervo fotográfico do Jornal Última Hora e Diários Associados. Atualmente é professor de história para ensino médio e fundamental. É também mestrando em História Social pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), com pesquisa em história intelectual contemporânea e literatura brasileira. O escopo principal da pesquisa é a recepção da obra de Jacques Derrida no Brasil e suas relações com as retomadas da tradição do modernismo literário brasileiro - principalmente a vanguarda antropofágica relacionada à obra de Oswald de Andrade.

Referências

SANTIAGO, Silviano. Vale quanto pesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira. 15ª edição. São Paulo: Ouro sobre azul, 2014.

ARANTES, Paulo. Um departamento francês de ultramar. Estudos sobre a formação da cultura filosófica uspiana (Uma experiência dos anos 60). São Paulo: Paz e Terra, 1994.

Downloads

Publicado

2018-06-07

Como Citar

MECIANO, R. Silviano Santiago e a desconstrução: entrevista com Silviano Santiago. Remate de Males, Campinas, SP, v. 38, n. 1, p. 437–453, 2018. DOI: 10.20396/remate.v38i1.8651017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8651017. Acesso em: 29 nov. 2022.