Recordações do escrivão Isaías Caminha

a literatura ficcional de testemunho de Lima Barreto

Palavras-chave: Lima Barreto, Testemunho, Literatura afro-brasileira.

Resumo

Este estudo tem como ponto de partida o livro Recordações do escrivão Isaías Caminha, de Lima Barreto (1961). Certa atenção especial será dada a “Breve notícia”, que antecede o texto da segunda edição. Pretende-se, a partir de Isaías, trazer à luz uma certa atividade, um procedimento próprio ao autor e presente em grande parte de sua obra: o testemunho ficcional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erick Araujo, Universidade Federal de Ouro Preto

Doutor em Bioética, ética aplicada e saúde coletiva, UFF. Realiza estágio pós-doutoral no Programa de História da UFOP.

Referências

BARBOSA, Francisco de Assis. Prefácio. In: BARRETO, Lima. Recordações do escrivão Isaías Caminha. São Paulo: Brasiliense, 1961, pp. 9-27.

BARRETO, Lima. Diário íntimo. São Paulo: Brasiliense, 1956.

BARRETO, Lima. Recordações do escrivão Isaías Caminha. São Paulo: Brasiliense, 1961.

BARRETO, Lima. Clara dos Anjos. Rio de Janeiro/São Paulo: Ediouro/Publifolha, 1997.

BARRETO, Lima. Da minha cela. In: Diário do Hospício e Cemitério dos Vivos. São Paulo: Cosac Naify, 2010a, pp. 282-94.

BARRETO, Lima. Diário do hospício e cemitério dos vivos. São Paulo: Cosac Naify, 2010b.

BARRETO, Lima. Interesse público. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz (Org.). Contos completos de Lima Barreto. São Paulo: Companhia das Letras, 2010c, pp. 458-459.

BARRETO, Lima. Opiniões de Gomensoro. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz (Org.). Contos completos de Lima Barreto. São Paulo: Companhia das Letras, 2010d, pp. 602-603.

BARRETO, Lima. Os enterros de Inhaúma. In: CORRÊA, Felipe Botelho (Org.). Sátiras e outras subversões. São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2016, pp. 346-347.

BATESON, Gregory. Steps to an ecology of mind. Londres: Jason Aronson, 1987.

BUARQUE DE HOLANDA, Sérgio. Prefácio. In: BARRETO, Lima. Clara dos Anjos. Rio de Janeiro/São Paulo: Ediouro/Publifolha, 1997, pp. 8-19.

CANDIDO, Antonio. A personagem do romance. In: A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2000. pp. 51-80.

CANGUILHEM, Georges. Estudos de história e de filosofia das ciências: concernentes aos vivos e à vida. Rio de Janeiro: Forense, 2012.

DELEUZE, Gilles. Nietzsche et la philosophie. Paris: PUF, 2010.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? São Paulo: Editora 34, 1997.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol. 2. São Paulo: Editora 34, 2008.

EVARISTO, Conceição. [Entrevista a Ivair Santos]. Conceição Evaristo, o reconhecimento da escritora. Instituto Portal-Afro [on-line]. 4 maio 2017, [s.p.]. Disponível em: http://www.portalafro.com.br/conceicao-evaristo-o-reconhecimento-da-escritora. Acesso em: 10 abr. 2018.

EVARISTO, Conceição. Literatura negra: uma poética de nossa afro-brasilidade. Scripta, v. 13, n. 25, 2009, pp. 17-31. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/6160270.pdf. Acesso em: 10 abr. 2018.

EVARISTO, Conceição. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza, 2003.

FIGUEIREDO, Carmem Lúcia Negreiros de. Uma corda sobre o abismo: diálogo entre Lima Barreto e Nietzsche. Alea, v. 6, n. 1, pp. 159-173, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-106X2004000100011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 Abr. 2018.

GOW, Peter. Of Mixed Blood: Kinship and History in Peruvian Amazonia. Oxford: Clarendon Press, 1991.

LEVI, Primo. É isto um homem? Trad. Luigi Del Re. Rio de Janeiro: Rocco, 1988.

LEVI, Primo. I sommersi e i salvati. Torino: Einaudi, 2007.

LOPES, Lorena. Os Lotófagos da Odisseia ou sobre o esquecimento do retorno. Caderno Pesquisa do Cdhis, v. 30, n. 2, pp. 169-185, 2017. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/41684. Acesso em: 30 abr. 2018.

MALATESTA, Errico. Os anarquistas e o sentimento moral. In: Escritos revolucionários. Trad. Plínio Augusto Coelho. São Paulo: Hedra, 2008.

NASCIMENTO, Abdias. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. São Paulo: Perspectiva, 2017.

NIETZSCHE, Friedrich. Assim falou Zaratustra. Trad. Mário da Silva. São Paulo: Círculo do Livro. [s.d.].

PENTEADO MARTHA, Alice Áurea. Lima Barreto e a crítica (1900 a 1922): a conspiração de silêncio. Acta Scientiarum, v. 22, n. 1, pp. 59-68, 2000. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/4175/2838. Acesso em: 10 abr. 2010.

REIS, Maria Firmina dos. Úrsula. Belo Horizonte: PUC Minas, 2017[1859].

SCHWARCZ, Lilia Moritz. Lima Barreto: triste visionário. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. São Paulo: Duas Cidades/Editora 34, 2000.

WOOLF, Virginia. A marca na parede e outros contos. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

Publicado
2019-06-12
Como Citar
Araujo, E. (2019). Recordações do escrivão Isaías Caminha. Remate De Males, 39(1), 403-422. https://doi.org/10.20396/remate.v39i1.8652207