O corpo desaparecido

a permanência da literatura em Ricardo Piglia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v39i2.8655616

Palavras-chave:

Ricardo Piglia, Ficção e sentido, Corpo e literatura

Resumo

Neste artigo, analiso como, em Ricardo Piglia (1941-2017), a escrita se coloca diante do fluxo vital. Para tanto, investigo de que modo, em seus escritos, a batalha pelo sentido termina por encontrar, na matéria em movimento, um obstáculo praticamente incontornável. Em minha reflexão, parto do corpo inerte como algo que convida a ficção a funcionar. A partir dessa ideia, sugiro que a busca do sentido atravessa a reflexão de Piglia, tanto na ficção quanto na crítica, e muito especialmente em sua relação com o gênero policial. A questão do sentido se adensa a partir da impossibilidade de narrar a experiência, tema benjaminiano que Piglia abraça com força. No final de meu percurso, interrogo uma substituição de palavras que descobri recentemente ao folhear os datiloscritos anotados por Piglia, que são parte de sua coleção pessoal, hoje guardada na biblioteca Firestone, em Princeton. Como sentido e verdade se relacionam? E como a narrativa oferece um espaço para que tal relação se desenrole plenamente? Essas são algumas das questões abordadas aqui, tendo a obra de Piglia simultaneamente como inspiração e objeto de análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Meira Monteiro, Universidade de Princeton

Doutorado em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas. Professor Titular da Universidade de Princeton, Estados Unidos.

Referências

DÍAZ-QUIÑONES, Arcadio. La literatura de una nación pequeña: Juan José Saer y Ricardo Piglia. In: FELIPPE, Eduardo Ferraz; PINTO, Júlio Pimentel (Org.). Só se perde o que realmente não se teve: leituras e diálogos com Ricardo Piglia. Rio de Janeiro: Estudos Americanos, 2019, pp. 145-163.

FERNÁNDEZ COBO, Raquel. Los diarios de Ricardo Piglia: una lectura en busca de la experiencia perdida. Castilla. Estudios de Literatura, n. 8, 2017, pp. 62-97.

GIORDANO, Alberto. Las perplejidades de un lector modelo: ensayo y ficción en Ricardo Piglia. Orbis Tertius, n. 11, 2005. Disponível em: https://www.orbistertius.unlp.edu.ar/article/download/OTv10n11a02/pdf_157/. Acesso em: 4 jun. 2019.

MUSEO NACIONAL Centro de Arte Reina Sofia. Ricardo Piglia, on Roberto Jacoby. Fev. 2011. Disponível em: https://www.museoreinasofia.es/en/multimedia/ricardo-piglia-roberto-jacoby. Acesso em: 4 jun. 2019.

MONTEIRO, Pedro. Literatura e respiração: Ricardo Piglia (1940-2017). Blog Peixe-Elétrico, jan. 2017. Disponível em: https://www.peixe-eletrico.com/single-post/2017/01/10/Literatura-e-respiração-Ricardo-Piglia-1940-2017. Acesso em: 25 maio 2019.

NOSTALGIA DE la luz. Direção de Patricio Guzmán. Chile/Espanha/França/Alemanha, Produzido por Renate Sache, Icarus Films, 2011. Rio de Janeiro: IMS, 2010. 1 DVD (90 min.).

PIGLIA, Ricardo. O último leitor. Trad. Heloisa Jahn. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

PIGLIA, Ricardo. Antología personal. Cidade do México: Fondo de Cultura Económica, 2014a.

PIGLIA, Ricardo. El último lector. Buenos Aires: Debolsillo, 2014b[2005].

PIGLIA, Ricardo. Formas breves. Buenos Aires: Debolsillo, 2014c[1999].

PIGLIA, Ricardo. Prisión perpetua. Buenos Aires: Debolsillo, 2014d[1988].

PIGLIA, Ricardo. Respiración artificial. Buenos Aires: Debolsillo, 2014e[1980].

PIGLIA, Ricardo. Los diarios de Emilio Renzi: años de formación. Barcelona: Anagrama, 2015.

PIGLIA, Ricardo. Las tres vanguardias: Saer, Puig, Walsh. Buenos Aires: Eterna Cadencia Editora, 2016a.

PIGLIA, Ricardo. Los diarios de Emilio Renzi: los años felices. Barcelona: Anagrama, 2016b.

PIGLIA, Ricardo. Los diarios de Emilio Renzi: un día en la vida. Barcelona: Anagrama, 2017a.

PIGLIA, Ricardo. Meios e finais: conversas em Princeton. Org. Paul Firbas. Trad. Marina Bedran. São Paulo: E-Galáxia, 2017b.

POE, Edgar Allan. The man of the crowd. Project Gutenberg. [s.d.]. Disponível em: http://www.gutenberg.org/files/2151/2151-h/2151-h.htm#link2H_4_0005. Acesso em: 4 jun. 2019.

POE, Edgar Allan. Collected Works of Edgard Allan Poe. Ed. Thomas Ollive Mabbot. Cambridge, MA: The Belknap Press, 1978.

ROSA, Luis Othoniel. Comienzos para una estética anarquista: Borges con Macedonio. Buenos Aires: Editorial Cuarto Propio, 2016.

SAER, Juan José. El entenado. Cidade do México: Elefanta Editorial, 2015[1983].

Downloads

Publicado

2019-11-21

Como Citar

MONTEIRO, P. M. O corpo desaparecido: a permanência da literatura em Ricardo Piglia. Remate de Males, Campinas, SP, v. 39, n. 2, p. 555-572, 2019. DOI: 10.20396/remate.v39i2.8655616. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8655616. Acesso em: 26 nov. 2020.