O argumento da simulação e seu caldo de cultura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v41i1.8663774

Palavras-chave:

O argumento da simulação, Nick Bostrom, Cinema

Resumo

Este trabalho propõe uma revisão do argumento da simulação de Nick Bostrom, sob uma perspectiva cultural e multimidiática, a fim de discutir eventuais influências culturais e ideológicas no desenvolvimento do argumento original. Também consideraremos críticas ou contra-argumentos propostos por outros autores que já discutiram esse assunto. Em suma, partimos da hipótese de que todo o argumento de Bostrom está tão contaminado por um “caldo de cultura” (midiático, metafísico, político e econômico), que é difícil confirmar o distanciamento que se espera de uma reflexão filosófica de tal monta. Em outras palavras, nos perguntamos se o argumento de Bostrom aparece como um subproduto de tal “caldo de cultura”, se surge como mais uma manifestação superestrutural na esteira do sistema de produção pós-industrial de extrema acumulação de capital financeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alfredo Suppía, Universidade Estadual de Campinas

Professor de cinema e audiovisual na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Referências

ABBOTT, Edwin A. Planolândia: um romance de muitas dimensões. São Paulo: Conrad, 2002.

BESNARD, Fabien. L’argument de la simulation. [Site pessoal]. [S.d.]. Disponível em: <http://fabien.besnard.pagesperso-orange.fr/refutation.html>. Acesso em: 29 dez. 2020.

BOSTROM, Nick. Existential Risks: Analyzing Human Extinction Scenarios and Related Hazards. Journal of Evolution and Technology, v. 9, n. 1, 2002. Disponível em: https://www.nickbostrom.com/existential/risks.html. Acesso em: 29 dez. 2020.

BOSTROM, Nick. Are You Living in a Computer Simulation? Philosophical Quarterly, v. 53, Issue 211, April 2003, pp. 243-255. Disponível em: https://doi.org/10.1111/1467-9213.00309. Acesso em: 29 dez. 2020.

BOSTROM, Nick. Nick Bostrom – The Simulation Argument [Interview]. Science, Technology & Future. 21 fev. 2013. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nnl6nY8YKHs&t=2s. Acesso em: 2 abr. 2021.

CAMPBELL, Tom et al. On Testing the Simulation Theory. International Journal of Quantum Foundations, v. 3, 2017, pp. 78-99.

CARROLL, Sean. Maybe We Do Not Live in a Simulation: The Resolution Conundrum. Preposterous Universe, 2016. Disponível em: https://www.preposterousuniverse.com/blog/2016/08/22/maybe-we-do-not-live-in-a-simulation-the-resolution-conundrum/. Acesso em: 29 dez. 2020.

DUFOUR, Éric. O cinema de ficção científica. Lisboa: Edições Texto & Grafia, 2012.

DYSON, Freeman. Search for Artificial Stellar Sources of Infrared Radiation. Science, v. 131, Issue 3414, 3 jun. 1960, pp. 1.667-1.668. Disponível em: https://science.sciencemag.org/content/131/3414/1667.abstract. Acesso em: 29 dez. 2020.

GAIMAN, Neil. American Gods. New York: William Morrow & Company, 2001.

HARARI, Noah Yourval. Why Humans Run the World. TED [canal do YouTube]. 24 jul. 2015. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nzj7Wg4DAbs&ab_channel=TED. Acesso em: 7 abr. 2021.

HARARI, Noah Yourval. Money. New York: Penguin, 2018.

INCEPTION [A origem]. Direção de Christopher Nolan e Emma Thomas. EUA/Reino Unido. Legendary Pictures/Syncopy Films. 2010, cor, 148 min. DVD.

KIPPING, David. A Bayesian Approach to the Simulation Argument. Universe, v. 6, n. 109, 2020a, pp. 1-12. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/343401093_A_Bayesian_Approach_to_the_Simulation_Argument. Acesso em: 29 dez. 2020.

KIPPING, David. Why you’re Probably Not a Simulation. Cool Worlds [canal do YouTube]. 4 set. 2020b. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=HA5YuwvJkpQ. Acesso em: 7 abr. 2021.

MERTON, Robert. K. The Self-Fulfilling Prophecy. The Antioch Review, v. 8, n. 2, Summer, 1948, pp. 193-210.

MOORE, Alan. Watchmen. New York: DC Comics Inc., 1987.

NELSON, Alondra. Introduction – Future Texts. Social Text, v. 20, n. 2 (71), Summer 2002, pp. 1-15.

POUNDSTONE, William. The Doomsday Calculation: How an Equation that Predicts the Future Is Transforming Everything We Know About Life and the Universe. New York: Little, Brown Spark, 2019.

HISTORIADOR que previu Bolsonaro [Hobsbawn Eric]. Meteoro Brasil [Youtube]. [S.d.]. disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mRwbWwGZsHo. Acesso em: 4 abr. 2021.

SANDBERG, Anders. The Physics of Information Processing Superobjects: Daily Life Among the Jupiter Brains. Journal of Evolution and Technology, v. 5, n. 1, 1999, pp. 1-34. Disponível em: http://www.jetpress.org/volume5/Brains2.pdf. Acesso em: 29 dez 2020.

TYSON, Neil deGrasse. Neil deGrasse Tyson Explains the Simulation Hypothesis. Star Talk [canal do YouTube]. [S.d.]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=pmcrG7ZZKUc&t=17s. Acesso em: 4 abr. 2021.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Como Citar

SUPPÍA, A. O argumento da simulação e seu caldo de cultura. Remate de Males, Campinas, SP, v. 41, n. 1, p. 152–182, 2021. DOI: 10.20396/remate.v41i1.8663774. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8663774. Acesso em: 22 out. 2021.