Banner Portal
Poesia & filosofia na poesia de Orides Fontela
PDF

Palavras-chave

Orides Fontela
Filosofia
Poesia
Teoria literária

Como Citar

ALVES, Nathaly Felipe Ferreira. Poesia & filosofia na poesia de Orides Fontela: experimentum linguae poético. Remate de Males, Campinas, SP, v. 43, n. 1, p. 180–212, 2023. DOI: 10.20396/remate.v43i1.8670380. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8670380. Acesso em: 21 jun. 2024.

Dados de financiamento

Resumo

O artigo tem como objetivo apresentar relações entre poesia e filosofia na obra de Orides Fontela. Para tanto, refletimos sobre como a filosofia não é somente entrada temática nos poemas, mas, sobretudo, matéria em sua fatura composicional. É assim que apresentamos a noção de experimentum linguae poético oridiano, já que, devido ao caráter especulativo e criativo dos poemas, percebemos que a linguagem, ao investigar o mundo, experimenta a si mesma, em uma espécie de “poética fenomenológica”. Também pensamos como a ordem afetiva, da experiência sensível, relaciona-se à formulação das metáforas, algo que redefine a relação entre imagem poética e experiência de mundo.

 

https://doi.org/10.20396/remate.v43i1.8670380
PDF

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Infância e história. Destruição e origem da história. Trad. Henrique Burigo. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

AGAMBEN, Giorgio. Experimentum linguae: l’expérience de la langue. Trad. Cláudio Oliveira. Rio de Janeiro: Circuito, 2018, p. 7.

ALVES, Nathaly Felipe Ferreira; NUNES FILHO, Wanderley Corino. Vozesfragmentos de Orides Fontela: conversa com Paulo Henriques Britto. Opiniães [USP], São Paulo, n. 18, 2021, p. 30.

ANAXIMANDRO. Os pensadores originários: Anaximandro, Parmênides, Heráclito. Trad. Emmanuel Carneiro Leão e Sérgio Wrublewski. Petrópolis: Vozes, 1991.

ARISTÓTELES. Obras. Madri: Aguilar, 1974.

ARRIGUCCI JR., Davi. Na trama dos fios, tessituras poéticas. Jandira: Revista de Literatura, Juiz de Fora, n. 2. out. 2005, pp. 113-123.

CAMPOS, Haroldo de. Da fenomenologia da composição à matemática da composição”. In: CAMPOS, Augusto de; CAMPOS, Haroldo de; PIGNATARI, Décio. Teoria da poesia concreta: textos críticos e manifestos 1950-1960. Cotia: Ateliê Editorial, 2006, pp. 133-136.

CANDIDO, Antonio. Prefácio. In: FONTELA, Orides. Alba. São Paulo: Roswitha Kempf, 1983, pp. 3-7.

CANDIDO, Antonio. [Orelha do livro]. In: FONTELA, Orides. Trevo. São Paulo: Duas Cidades [Claro Enigma], 1988.

CHAUÍ, Marilena. Experiência do pensamento: ensaios sobre a obra de Merleau-Ponty. São Paulo: Martins Fontes, 2002, p. 115.

CHAUÍ, Marilena. Poesia e filosofia [conferência]. Colóquio Orides Fontela: 50 anos de Transposição. São Paulo, FFLCH-USP, 17 e 18 out., 2019.

FONTELA, Orides. Uma – despretensiosa – minipoética. Cultura Vozes, Rio de Janeiro, ano 91, n. 1, 1997, pp. 118-125.

FONTELA, Orides. Sobre poesia e filosofia – um depoimento. In: PUCHEU, Alberto (Org.). Poesia (e) filosofia. Rio de Janeiro: Sete Letras, 1998, pp. 13-16.

FONTELA, Orides. Poesia reunida [1969-1996]. Org. Augusto Massi. Rio de Janeiro: Cosac Naify/7 Letras, 2006.FONTELA, Orides. Poesia completa. Org. Luís Dolhnikoff. São Paulo: Hedra, 2015.

HEIDEGGER, Martin. A caminho da linguagem [1959]. Trad. Marcia Sá Cavalcante Schuback. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.

HEIDEGGER, Martin. Que é uma coisa? Trad. Carlos Morujão. Lisboa: Edições 70, 1987[1962].

LOPES, Marcos Aparecido. O canto e o silêncio na poética de Orides Fontela. Ipotesi, Juiz de Fora, v. 12, jul./dez. 2008, pp. 115-128.

KANT, Immanuel. Crítica da faculdade do juízo. Trad. Valerio Rohden e António Marques. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005[1790].

KANT, Immanuel. Crítica da razão prática. Trad. Antônio Carlos Braga. São Paulo: Escala, 2006[1788].

MEIRELES, Cecília. Poesia completa. Vol. 1. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

NUNES, Benedito. Passagem para o poético. São Paulo: Ática, 1986.

NUNES, Benedito. A recente poesia brasileira. Expressão e forma. Revista Novos Estudos – Cebrap, n. 31, out. 1991.

OLIVEIRA, Cláudio. A poesia e a filosofia face ao indizível: do experimentum linguae em Giorgio Agamben. FronteiraZ, São Paulo, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo [PUC – SP], n. 24, jul. 2020.

OSAKABE, Haquira. O corpo da poesia. Notas para uma fenomenologia da poesia, segundo Orides Fontela. Remate de Males, Campinas, n. 22,2002, pp. 97-109.

RIAUDEL, Michel. Entretien avec Orides Fontela. In: QUINT, Anne-Marie (Org.). Le Conte et la ville: études de littérature portugaise et brésilienne. N. 5. Paris: Presses de la Sorbonne Nouvelle, 1998, pp. 147-177.

VILLAÇA, Alcides. Símbolo e acontecimento na poesia de Orides. Revista Novos Estudos – Cebrap, São Paulo, v. 29, n. 85, set./out. 2015[1992], pp. 295-312.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Licença Creative Commons

Downloads

Não há dados estatísticos.