Banner Portal
Figurações autorais de Machado de Assis nas primeiras recolhas, coletâneas e antologias
PDF

Palavras-chave

Machado de Assis
Autoria
História editorial

Como Citar

GUIMARÃES, Hélio de Seixas. Figurações autorais de Machado de Assis nas primeiras recolhas, coletâneas e antologias. Remate de Males, Campinas, SP, v. 43, n. 2, p. 369–391, 2023. DOI: 10.20396/remate.v43i2.8675002. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8675002. Acesso em: 24 jul. 2024.

Resumo

Este artigo examina um capítulo do longo e complexo processo de construção e consagração de Machado de Assis como autor literário – seja pelos modos como ele próprio atuou para se constituir e ser reconhecido como tal, seja pelas ações de terceiros – concentrando-se na análise das primeiras recolhas de seus escritos, por ele mesmo e pelos que a ele sobreviveram, e com especial atenção às duas primeiras coletâneas de textos de sua autoria, ambas publicadas em 1921: o volume 2 da Estante clássica da Revista de Língua Portuguesa, dirigida por Laudelino Freire, dedicado a Machado de Assis; e Machado de Assis por Alberto de Oliveira e Jorge Jobim, Coleção “Áurea”. Na atividade editorial do escritor e em torno dele, o que se observa é o movimento dúbio de ampliação do repertório de textos atribuídos a “Machado de Assis” e de restrição desse mesmo repertório com vistas à construção e consagração do escritor como figura exemplar, tanto linguística como moralmente, e ao estabelecimento de um primeiro cânone machadiano.

https://doi.org/10.20396/remate.v43i2.8675002
PDF

Referências

ASSIS, Machado de. Relíquias de casa velha. Rio de Janeiro: H. Garnier, Livreiro-Editor, 1906.

ASSIS, Machado de. Outras relíquias. Rio de Janeiro: H. Garnier, Livreiro-Editor, 1910.

ASSIS, Machado de. Machado de Assis por Alberto de Oliveira e Jorge Jobim. Rio de Janeiro: Livraria Garnier, 1921. (Coleção Áurea. Páginas Escolhidas dos Maiores Escritores)

ASSIS, Machado de. Novas relíquias. Org. Fernando Nery. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1932.

ASSIS, Machado de. Correspondência de Machado de Assis, tomo III: 1890-1900. Coord. Sergio Paulo Rouanet. Org. e comentários Irene Moutinho e Sílvia Eleutério. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 2011.

ATA n. 8, de 23 de outubro de 1998, Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT), Secretaria do Tribunal Pleno e do Órgão Especial (STPOE), 27 de novembro de 1998 na DJMG 27/11/1998. Disponível em: <https://sistemas.trt3.jus.br/bd-trt3/handle/11103/15301>. Acesso em: 29 ago. 2021.

BAREIKIS, Robert P. The German Anthology from Opitz to the Göttingen Museenalmanach. Cambridge: Cambridge University Press, 1965.

BARK, Joachim; PFORTE, Dietger. Die deutschsprachige Anthologie. 2 vol. Frankfurt: Vittorio Klostermann, 1970.

BOHNERT, Céline; GEVREY, Françoise. L’Anthologie – Histoire et enjeux d’une forme éditoriale du Moyen Âge au XXIe siècle. Reims: Éditions et Presses Universitaires de Reims, 2014.

BRAHAMCHA-MARIN, Jordi. La Poésie de Victor Hugo dans les anthologies (1819-1949). HALL Open Science [on-line], 2015. [Identificador: halshs-01649356]. Disponível em: <https://shs.hal.science/halshs-01649356v1/document>. Acesso em: 28 nov. 2023.

CAMPOS, Agostinho de (Org.). Paladinos da linguagem. 2. v. Paris/Lisboa: Livrarias Aillaud e Bertrand, 1922.

CATITA, Flávia Barreto Corrêa. Antes e depois de “O Almada”: percurso editorial e transcrição diplomática do manuscrito do poema herói-cômico de Machado de Assis. Tese (Doutorado em Literatura Brasileira) – Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, 2019.

CHARTIER, Roger. A pedra e o prelo: as consagrações de William Shakespeare. In: Da consagração literária: Shakespeare, Anchieta, Camões, Gregório de Matos, Voltaire, Machado de Assis. São Paulo: Editora Unesp, 2023. (no prelo)

DUBOIS, Jacques. L’Institution de la littérature: introduction à une sociologie. Burxelles: Édition Labor, 1978.

FRAISSE, Emmanuel. Les Anthologies en France. Paris: L’Harmattan, 2017.

FREIRE, Laudelino (Org.). Estante clássica da Revista de Língua Portuguesa. Dir. Laudelino Freire. Vol. 1. Rui Barbosa. Rio de Janeiro: Typo-Litho R. Röhe, nov. 1920.

FREIRE, Laudelino (Org.). Estante clássica da Revista de Língua Portuguesa. Dir. Laudelino Freire. Vol. 2. Machado de Assis. Rio de Janeiro: Typo-Litho R. Röhe, jan. 1921.

GUIMARÃES, Hélio de Seixas; LEBENSZTAYN, Ieda (Orgs.). Escritor por escritor – Machado de Assis segundo seus pares. 2 v. (1908-1939 e 1939-2008). São Paulo: Imprensa Oficial, 2019.

JOBIM, Jorge. Prefácio. In: ASSIS, Machado de. Machado de Assis por Alberto de Oliveira e Jorge Jobim. Rio de Janeiro: Livraria Garnier, 1921. (Coleção Áurea. Páginas Escolhidas dos Maiores Escritores)

ROSE, Mark. Authors and Owners: The Invention of Copyright. Cambridge/London: Harvard University Press, 1994.

SANTIAGO, Silviano. Jano, janeiro. [Com nota introdutória de John Gledson]. Teresa, v. 6-7, 2006, pp. 429-452. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/teresa/article/view/116635. Acesso em: 21 set. 2023.

SILVA, Julio Cesar da. Machado de Assis – Conceitos e pensamentos. São Paulo: Companhia Gráfico-Editora Monteiro Lobato, 1925.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Licença Creative Commons

Downloads

Não há dados estatísticos.