O patrimônio imaterial e a sustentabilidade de sua salvaguarda

Autores

  • Antônio Arantes Universidade de Cambridge

DOI:

https://doi.org/10.20396/resgate.v12i13.8645608

Palavras-chave:

Cultural politica. Construção social. Símbolo de identidade. Transformações culturais.

Resumo

O artigo reflete a maneira como se tem lilado com os conhecimentos e expressões da cultura popular no âmbito das políticas de preservação deste tipo de patrimônio, mostrando como falta ao processo a voz ativa das populações produtoras dessa cultura. Analisa as transformações sociais que geram o mercado da memória de grupos especificos e aponta para o constante embate das tradições com a politica e a economia e a necessidade de não se perder de vista a melhoria da qualidade de vida das diferentes comunidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio Arantes, Universidade de Cambridge

Antropólogo, doutor pela Universidade de Cambridge (Kings College) e presidente do IPHAN.

Downloads

Como Citar

ARANTES, A. O patrimônio imaterial e a sustentabilidade de sua salvaguarda. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 12, n. 1, p. 11-18, 2006. DOI: 10.20396/resgate.v12i13.8645608. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8645608. Acesso em: 25 nov. 2020.