Turismo, cultura e velhice bem-sucedida: contribuições para a elaboração de atividades turístico-culturais para idosos no contexto de fazendas históricas paulistas

Autores

  • Lívia Morais Garcia Lima Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/resgate.v18i20.8645696

Palavras-chave:

Combates & Rituais

Resumo

Apresente pesquisa propõe discutir perspectivas para a melhoria da qualidade de vida do cidadão idoso voltadas para o uso cultural do lazer, por meio de propostas de atividades de educação patrimonial não–formal e turismo cultural, no contexto das fazendas históricas paulistas, selecionadas pelo projeto em Políticas Públicas em andamento denominado: Patrimônio Cultural Rural Paulista: espaço privilegiado para pesquisa, educação e turismo (Centro de Memória da Universidade Estadual de Campinas - CMU/ Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Fapesp), fase 2, ao qual esta pesquisa está vinculada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Morais Garcia Lima, Universidade Estadual de Campinas

Dissertação de mestrado em Gerontologia defendida em 2010 na Faculdade de Ciências Médicas (FCM/Unicamp).

Referências

BACAL, S. Lazer e o Universo dos Possíveis. São Paulo: Aleph, 2003.

BARRETTO, M. Turismo e Identidade Local: Uma Visão Antropológica. Campinas, SP: Papirus, 2001.

CAMPOS, T.J. “Lazer e terceira idade: contributos do turismo no âmbito do Programa Clube da Melhor Idade”. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação em Gerontologia. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP: Unicamp, 2003.

DAVIS, K. Biography as Critical Methodology. Newsletter Research Committee of ISA, n. 38, Utrecht University, 2003.

DEBERT, G. G. Pressupostos da Reflexão Antropológica Sobre a Velhice. Textos didáticos n. 13. Campinas: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/Unicamp, pp. 7-30, 1994.

FAUSTINO, R. F. “O turismo em espaço rural como modo de valorização do Patrimônio Cultural: estudos de caso na média depressão periférica paulista: o caso das Fazendas Capoava e Ibicaba”. Tese de Doutorado. Programa de Pós–graduação em Geografia. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo. São Paulo: USP, 2006.

FREIRE, D; PEREIRA, L, L. “História oral, memória e turismo cultural”. In: MURTA MM, ALBANO C. (Org). Interpretar o Patrimônio: um Exercício do Olhar. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

HOOVER, S. L; SIEGEL, J. A. International Demographic Trends and Perspectives on Aging. San Diego: Cult. Gerontology, 1986.

JÚNIOR, A. B. “Turismo e antropologia no Brasil: estudo preliminar”. In: Junior AB; BARRETTO M. (Orgs). Turismo e Identidade Local: Uma Visão Antropológica. Campinas –SP: Editora Papirus, 2001.

KALACHE, A; GRAY, J.A.M. Health problems of older people in developing world. In: Pathy, M.S.J. (Org). Principles and pratice of geriatric medicine. New York, 1985.

LANG, A.B.S.G. História Oral: Procedimentos e Possibilidades. São Paulo: Ceru, 2001. MARCELLINO, N.C. Lazer e Humanização. Campinas: Papirus, 1983.

MERCADANTE EF. “Velhice: uma questão complexa”. In: CÔRTE B, MERCADANTE EF, ARCURI IG. (Org). Velhice e Envelhecimento/ Complex(idade). São Paulo: Vetor, 2005.

NERI A. “Feminização da velhice”. In: NERI A. (Org). Idosos no Brasil: Vivências, Desafios e Expectativa na Terceira Idade. São Paulo: Editora Perseu Abramo, 2007.

OLIVEIRA, G.S.D. “Gestão e vivências de velhices nas Repúblicas de Idosos de Santos”. Dissertação de mestrado. Programa de Pós–graduação em Antropologia. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo. São Paulo: USP, 2009.

PARK. M.“Educação formal versus educação não formal: impasses, equívocos e possibilidades de superação”. In: PARK, Margareth Brandini e FERNANDES, Renata Sieiro (Orgs). Educação Não-formal: Contextos, Percursos e Sujeitos. Campinas, SP: Unicamp/CMU; Holambra, SP: Editora setembro, p. 67 – 90, 2005.

QUEIROZ, M. I. P. “Relatos orais: do ‘indizível’ ao ‘dizível’”. In: Simson, O. R. M. (Org). Experimentos com Histórias de Vida (Itália – Brasil). São Paulo: Vértice, Editora Revista dos Tribunais, 1988.

SILVA, J. G. “Turismo em áreas rurais: suas possibilidades e limitações no Brasil”. In: ALMEIDA, J.A.; FROEHLICH, J. M; RIEDL, M, (Org.). Turismo Rural e Desenvolvimento Sustentável. Santa Maria: Centro Gráfico, 1998.

SIMSON, O.R.M. “História oral, memórias compartilhadas e empoderamento: um balanço de experiências de pesquisa”. Texto apresentado em Simpósio realizado na Universidade de Concórdia no Canadá, 2008.

SIMSON, O.R.M; GIGLIO, Z.G. “A arte de recriar o passado: história oral e velhice bemsucedida”. In: Desenvolvimento e Envelhecimento: Perspectivas Biológicas, Psicológicas, Sociológicas. NERI AN. (Org). Campinas, SP: Papirus, 2001. (Coleção Vivaidade).

SOUZA, H.M.R. Turismo na “Terceira Idade. Expectativas e Realidades”. Dissertação (Mestrado). ECA – Escola de Comunicação e Artes. Universidade de São Paulo: São Paulo, 2002.

TEIXEIRA, I.N.O; NERI, A.L. “Envelhecimento bem-sucedido: uma meta no curso da vida”. Revista Psicologia USP, São Paulo, v. 19, n.1, p. 81-94, jan. 2008.

TOGNON, M. “Patrimônio Cultural Rural Paulista: espaço para pesquisa, educação e turismo: (oitava chamada para o Programa de Pesquisas em Políticas Públicas da Fapesp – PPPP/2007)”. Cidade Universitária Zeferino Vaz, Campinas, SP: Centro de Memória – Unicamp, 2007.

Downloads

Publicado

2013-05-24

Como Citar

LIMA, L. M. G. Turismo, cultura e velhice bem-sucedida: contribuições para a elaboração de atividades turístico-culturais para idosos no contexto de fazendas históricas paulistas. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 18, n. 2, p. 97–110, 2013. DOI: 10.20396/resgate.v18i20.8645696. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8645696. Acesso em: 19 ago. 2022.