Sistemas de espaços livres e esfera pública em metrópoles brasileiras

  • Eugênio Fernandes Queiroga Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Sistemas de espaços livres. Esfera pública. Metrópoles brasileiras.

Resumo

Os sistemas de espaços livres constituem um fundamental complexo para os processos de produção do meio urbano e da reprodução da vida nas cidades. Apresentam-se resultados de pesquisa sobre relações entre sistemas de espaços livres e esfera pública em metrópoles brasileiras, onde se afirma a importância de ambos - espaço livre e esfera pública – para a qualidade da vida metropolitana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eugênio Fernandes Queiroga, Universidade de São Paulo
Doutor em Arquitetura e Urbanismo e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU/USP).

Referências

BRASIL. Lei 10.406/02, Capítulo III, disponível em , acessado em mar./2011.

HABERMAS, J. The theory of communicative action (1981). Boston: Beacon Press, 1989. 2 v., v. 2. Lifeworld and system: a critique of funcionalist reason.

HABERMAS, J. Entre naturalismo y religión (2005). Barcelona: Paidós, 2006.

HABERMAS, J. A inclusão do outro: estudos de teoria política (1996). 3. ed. São Paulo: Loyola, 2007.

MACEDO, S. et. al. “Considerações preliminares sobre o sistema de espaços livres e a constituição da esfera pública no Brasil”. In T NGARI, V., ANDRADE, R., SCHLEE, M. (Orgs.). Sistema de espaços livres: o cotidiano, apropriações e ausências. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Pós-Graduação em Arquitetura, 2009. 60-83.

MAGNOLI, Miranda M. E. M. “Espaços livres e urbanização: uma introdução a aspectos da paisagem metropolitana”. 1982. Tese (Livre-docência) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo.

MORIN, E. O método 1:. a natureza da natureza. Porto Alegre: Sulina, 2008.

QUEIROZ, A, QUEIROGA, E. “Novos processos urbanos e a implantação de parques regionais contemporâneos: estudo de caso na região de Limeira – SP”. In 10º ENEPEA – Encontro Nacional de Ensino de Paisagismo em Escolas de Arquitetura e Urbanismo no Brasil. Anais. Porto Alegre: PUC-RS, 2010. 1-12. (CD-ROM)

QUEIROGA, E. et. al. “Os espaços livres e a esfera pública contemporânea no Brasil: por uma conceituação considerando propriedades (públicas e privadas) e apropriações”. In T NGARI, V., ANDRADE, R., SCHLEE, M. (Orgs.). Sistema de espaços livres: o cotidiano, apropriações e ausências. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Pós-Graduação em Arquitetura, 2009. 84-99.

ROCHLITZ, Rainer (coord.). Habermas: o uso público da razão (2002). Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2005.

SANTOS, M. Espaço e método. São Paulo: Nobel, 1985.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996

Publicado
2012-11-23
Como Citar
Queiroga, E. F. (2012). Sistemas de espaços livres e esfera pública em metrópoles brasileiras. Resgate: Revista Interdisciplinar De Cultura, 19(1), 25-35. https://doi.org/10.20396/resgate.v19i21.8645703