Banner Portal
Comunidade quilombola no sul brasileiro: identidade, memória e sustentabilidade no Vale do Ribeira
PDF

Palavras-chave

Identidade. Memória. Sustentabilidade.

Como Citar

SOUZA, Jurandir de. Comunidade quilombola no sul brasileiro: identidade, memória e sustentabilidade no Vale do Ribeira. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 20, n. 2, p. 16–24, 2013. DOI: 10.20396/resgate.v20i24.8645742. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8645742. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

O presente artigo pretende estabelecer uma reflexão acerca das comunidades quilombolas localizadas no estado do Paraná, em especial a comunidade do João Surá. O processo percorrido nos últimos anos da invisibilidade histórica à emancipação política, contribuiu para o lançamento das bases que vão proporcionar aos comunitários a reconstrução da sua identidade cultural. Mesmo que submetido aos pressupostos da sociedade hegemônica, estes atores sociais irão reforçar as suas práticas sociais como preservação da memória como resistência.
https://doi.org/10.20396/resgate.v20i24.8645742
PDF

Referências

ALMEIDA, Alfredo W. B. de. Terras de Preto, Terras de Santo, Terras de Índio - Uso Comum e Conflito. Belém: NAEA/UFPA, 1989.

ALMEIDA, Alfredo W. B. de. “Comunidades tradicionais na resistência à expansão dos agronegócios e à devastação do meio ambiente. Disponível em: http://www.cptpe.org.br/modules.php?

name=News&file=article&sid=2862, acessado em 13/10/10.

AMOROZO, M. C. de M. “A abordagem etnobotânica na pesquisa de plantas medicinais”. In: DI STASI, L.C (Org.). Plantas Medicinais: Arte e Ciência. Um Guia de Estudo Interdisciplinar. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996.

BARROS, J.F.P de. O Segredo das Folhas: Sistema de Classificação de Vegetais no Candomblé Jêje-Nagô do Brasil. Rio de Janeiro: Pallas/UERJ, 1993.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON,Jean-Claude. A Reprodução: Elementos para Uma Teoria do Sistema de Ensino. Lisboa, 1970.

CASTELLS, Manuel. O Poder da Identidade. Oxforf: Blackwel,1997.

GOHN, Maria da Glória. Teoria dos Movimentos Sociais: Paradigmas Clássicos e Contemporâneos. SP:Loyola, 1997.

HAMPATÊ BÂ, A. Amkoullel. O Menino Fula. São Paulo: Palas Athena: Casas das Africas, 2003.

LEITE, Ilka B. “Quilombos no Brasil: questões conceituais e normativas”. s/d. Disponível em:

www.cfh.ufsc.br/~nuer/artigos/osquilombos.htm, acessado em 28/02/2008.

LOPES, Claudemira.V.G. “O conhecimento etnobotânico da comunidade quilombola do Varzeão, Dr Ulysses (PR): no contexto do desenvolvimento rural sustentável”. 164 f. Tese (Doutorado em Ciências), Departamento de Produção Vegetal, Setor de Ciências Agronômicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010.

Relatório do Grupo de Trabalho Clóvis Moura, Série Terra e Cidadania, ITCG-Pr Curitiba, 2008.

SOUSA SANTOS. Boaventura de. A Crítica da Razão Indolente: Contra o Desperdício da Experiência. Porto: Afrontamento, 2000.

QUINTANEIRO. Tânia. (et al). Um Toque de Clássicos. EDUFMG: Belo Horizonte. 2003.

WEBER, Max. “A ciência como vocação”. In: GERTH, Hans; MILLS, Wrigth. Max Weber. Ensaios de Sociologia. Tradução de Waltensir Dutra. RJ:Zahar,1979.

O periódico Resgate utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.