Banner Portal
Um experimento em arte-educação, fotografia e oralidade
PDF

Palavras-chave

Combates & Rituais

Como Citar

SIMÃO, Selma Machado. Um experimento em arte-educação, fotografia e oralidade. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 20, n. 2, p. 74–83, 2013. DOI: 10.20396/resgate.v20i24.8645747. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8645747. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

Tese de doutorado defendida em 2012, na Faculdade de Educação (FE/Unicamp). Orientadora: Olga. R. M. Von Simson.
https://doi.org/10.20396/resgate.v20i24.8645747
PDF

Referências

BARTHES, Roland. A Câmara Clara. Lisboa: Edições 70, 1980.

BENJAMIN, Walter. Teses Sobre a Filosofia da História, Obras Escolhidas. São Paulo: Brasiliense, 1996.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Lisboa: Difel, 1989.

BRANDÃO, Carlos R. Repensando a Pesquisa Participante. São Paulo: Brasiliense, 1985.

CANCLINI, Nestor Garcia. “O consumo serve para pensar”. In: Consumidores e Cidadãos – Conflitos Multiculturais de Globalização. Trad. Maurício Santana Dias. 4. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001.

CUNHA, Susana R. V. da. “Como vai a arte na educação infantil?” Disponível em: http://www.educared.org.ar/infanciaenred/elgloborojo/globo_2008/proyectosjugados/diciembre/arte.pdf. Acesso em 05/02/2011.

CERTEAU, Michel de. Invenção do Cotidiano. Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994.

COLI, Jorge. O que é Arte. São Paulo: Brasiliense,1995.

DEMARTINI, Zeila. “Culturas escolares: algumas questões para a História da Educação”. In: FERREIRA, Antonio G. Escolas, Culturas e Identidades. Coimbra, Sociedade de ciências da Educação/Fundação Calouste Guibenkin, vol 1, 2004, p. 91-102.

DEMO, Pedro. Avaliação Qualitativa. São Paulo: Autores Associados, 2002.

DERDYK, Edith. Formas de Pensar o Desenho. Desenvolvimento do Grafismo Infantil. São Paulo: Editora Scipione, 1989.

DEWEY, John. A Arte como Experiência. Os Pensadores. Rio de Janeiro: Abril Cultural, 1974.

FISCHER, Ernest. A Necessidade da Arte. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1976.

FURTER, Pierre. Educação e Reflexão. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1981.

GOHN, Maria da Gloria. Não-fronteiras: Universos da Educação Não-formal. São Paulo: Instituto Itaú Cultural, 2007.

GOMBRICH, Ernest. “Entrevista com Ernest Gombrich”. In: BARBOSA, Ana Mae (org) Arte-educação: Leitura no Subsolo. São Paulo: Cortez, 2005.

HERNÁNDEZ, Fernando. Cultura Visual, Mudança Educativa e Projeto de Trabalho. R.G.S: Artes Médicas, 2000.

IAVELBERG, Rosa. Para Gostar de Aprender Arte: Sala de Aula e Formação de Professores. Porto Alegre: Artmed, 2003.

JUNG, Carl G. O Desenvolvimento da Personalidade. Trad. F.V . do Amaral. Petrópolis: Vozes, 1986.

KNELLER, George F. Arte e Ciência da Criatividade. São Paulo: Ibrasa, 1978.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 1990.

LOWENFELD, Victor. The Nature of Criative Activity. Londres: Taylor & Francis, 1952.

MACHADO, Nilson José. Cidadania e Educação. São Paulo; Escrituras, 1997.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da Percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

MORIN, Edgar. A Inteligência da Complexidade. São Paulo: Peirópolis, 2000.

OSINSKI, Dulce. Arte, História e Ensino: Uma Trajetória. São Paulo: Cortez, 2001.

PERROTI, Edmir. “A cultura das ruas”. In: PACHECO, Elza Dias (org.). Comunicação Educação e Arte na Cultura Infanto-juvenil. São Paulo: Edições Loyola, 1991.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. “Memória, história e cidade: lugares no tempo, momentos no espaço”. ArtCultura, Uberlândia, MG, vol 4, p. 23-35. 2002.

READ, Herbert. Educação pela Arte. Trad. V. L. Siqueira. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

REVEL, Jacques. A Invenção da Sociedade. Lisboa: Disfel, 1989.

SACRISTÁN, Jose G. A Educação que Ainda é Possível. Ensaios Sobre uma Cultura para a Educação. Trad. Valério Campos. Porto Alegre: Artmed, 2007.

SAMAIN, Etienne (org) O Fotográfico. São Paulo: Editora Hucitec/Editora Senac São Paulo, 2005.

SCRIPTORI, Carmen C. “Aspectos pedagógicos e práticas escolares para o desenvolvimento da cooperação e da autonomia.”/ http://mestrado.mouralacerda.edu.br/arquivos/pdf/TextosDocentes/Texto_Carmen/EscolaConflitosViolencias.PDF/

Acesso em 10/05/2010.

SIMÃO, Selma M. Arte Híbrida – Entre o Pictórico e o Fotográfico. São Paulo: Editora UNESP, 2008.

SIMSON, Olga R. de M. Von. “O direito à memória familiar: história oral e educação não formal na periferia das grandes cidades”. In: SIMSON, Olga R. de M. Von. Educação Não-formal - Cenários da Criação. São Paulo: Editora da Unicamp, 2000.

VYGOTSKY, Lev S. A Formação Social da Mente: o Desenvolvimento os Processos Superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

WEBER, Max. Metodologia das Ciências Sociais. São Paulo: Ed. Unicamp, 1992.

O periódico Resgate utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.