A história pública e suas vertentes em 'The Public History Reader'

  • Ricardo Santhiago Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: História. Literatura. História pública.

Resumo

Um “reader” pode ser tão somente aquilo que a adoção deste termo exige que ele seja: uma antologia, um compêndio, uma reunião de trabalhos escritos por uma variedade de autores. Mas um “reader” de certa área de conhecimento, propondo-se como tal, pode ter também – e desejavelmente tem – um caráter pedagógico valioso: o de compilar aquilo que se produziu de mais significativo nessa área, embrulhando esse conteúdo numa obra única, amplamente acessível, que contribui, para o bem ou para o mal, para a fixação de um cânone. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Santhiago, Universidade Estadual de Campinas

Ricardo Santhiago é historiador e comunicólogo. É graduado em Jornalismo (PUC-SP, 2004), com especialização em Jornalismo Científico (Unicamp, 2006); mestre e doutor em História Social (USP, 2009/2013); pós-doutor em História (UFF, 2015). É professor da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas, ensinando disciplinas relacionadas a metodologia de pesquisa e história e filosofia da ciência. É pesquisador do Laboratório de História Oral e Imagem (LABHOI-UFF), do GEPHOM - Grupo de Estudo e Pesquisa em História Oral e Memória (EACH-USP) e do MusiMid - Centro de Estudos em Música e Mídia (ECA-USP). É autor e organizador de diversas obras, dentre as quais se destacam os livros "Solistas dissonantes: História (oral) de cantoras negras" (2009), "Depois da utopia: A história oral em seu tempo" (2013), "História oral na sala de aula" (2015) e "História pública no Brasil: Sentidos e itinerários" (2016). Idealizou e organizou os primeiros cursos e simpósios sobre história pública no Brasil, sendo fundador da Rede Brasileira de História Pública e membro de seu comitê gestor (2012-2014; 2014-2016). Atualmente, trabalha na finalização de um livro monográfico sobre história pública e coordena os projetos "A mulher brasileira fala, 30 anos depois: Memória, intersubjetividade, método", com apoio do CNPq (Edital Universal 2014), e "Saúde e interdisciplinaridade: A história oral - Trajetória e possibilidades de um método de pesquisa".

Referências

KEAN, Hilda; MARTIN, Paul (Orgs.). The Public History Reader. London; New

York: Routledge, 2013.

Publicado
2015-01-22
Como Citar
Santhiago, R. (2015). A história pública e suas vertentes em ’The Public History Reader’. Resgate: Revista Interdisciplinar De Cultura, 22(2), 103-106. https://doi.org/10.20396/resgate.v22i28.8645785