O traço da distinção: discutindo entendimentos sobre arquivos e memória

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/resgate.v24i2.8647862

Palavras-chave:

Arquivo. Memória. Lugares de memória.

Resumo

Este artigo apresenta reflexões acerca da articulação entre arquivo e memória. A partir da problemática em torno do uso dos termos arquivo e memória como sinônimos, busca entendimentos sobre as formas de alocação, fundamentação e acomodação para esta utilização. Resultado de pesquisas teórica e documental aborda, com base na Arquivística e na episteme científica, elementos que validam esta articulação. Nesse sentido, trata-se a questão da exteriorização, materialização e institucionalização de memórias em lugares pré-definidos, os reconhecidos lugares de memória. Em decorrência, direciona a análise da relação entre arquivo e memória a partir de três categorias: o documento de arquivo tradicional, o arquivo eletrônico e o fundo de arquivo. Conclui que as relações possíveis entre memória e arquivo se estabelecem por meio das associações com os saberes e as práticas da Arquivística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taiguara Villela Aldabalde, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Graduado em Arquivologia (2006) pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), mestre em História Social (2010) pela Universidade de São Paulo (USP) e doutor em Ciências da Informação (2015) pela Universidade de Brasília (UnB). Atualmente, é professor e pesquisador da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), alocado no Departamento de Arquivologia.

Maira Cristina Grigoleto, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Licenciada em História pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), é mestre e doutora em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília). Atualmente, é professora adjunta da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), no Departamento de Arquivologia.

Referências

BROTHMAN, Brien. The past that archives keep: memory, history, and the preservation of archival records. Archivaria, n.51, Ottawa, 2001, p. 48-80.

CASANOVA, Eugenio. Archivistica. 2 ed. Siena: Stab. Arti Grafiche Lazzeri, 1928. Disponível em: < http://www.icar.beniculturali.it/biblio/pdf/EuCa/totalCasanova.pdf>. Acesso em: 10 ago. 2016.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault: um percurso pelos temas, conceitos e autores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. 10 ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

COMPETITION AND MARKETS AUTHORITY. A report on the completed acquisition by Iron Mountain Incorporated of Recall Holdings Limited. Londres, 16 jun. 2016. Disponível em: <https://assets.publishing.service.gov.uk/media/57628172ed915d3cfd000058/iron-mountain-recall-final-report.pdf>. Acesso em: 20 jul. 2016.

COOK, Terry. Archival science and postmodernism: new formulations for old concepts. Archival Science: International Journal on Recorded Information, v.1, n.1, Dordrecht, 2001, p. 3-24.

COOK, Terry. Arquivos pessoais e arquivos institucionais: para um entendimento arquivístico comum da formação da memória em um mundo pós-moderno. Estudos Históricos, v.11, n.21, Rio de Janeiro, 1998, p. 129-149. Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2062/1201>. Acesso em: 12 jul. 2016.

DODEBEI, Vera; GOUVEIA, Inês. Memória do futuro no ciberespaço: entre lembrar e esquecer. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, v.9, n.5, Rio de Janeiro, out. 2008, p. 00. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/out08/F_I_art.htm>. Acesso em: 14 set. 2010.

DURANTI, Luciana. Archive as a place. Archives & Social Studies - A Journal of Interdisciplinary Research, v.1, n.0, Cartagena, 2007, p. 445-466. Disponível em: <http://archivo.cartagena.es/files/36-165-DOC_FICHERO1/07-duranti_archives.pdf>. Acesso em: 15 mai. 2016.

HOFMAN, Hans. El archivo. In: MCKEMMISH, Sue. et al. (Orgs.). Archivos: gestión de registros en sociedad. Cartagena: Concejalía de Cultura, 2007, p. 191-226.

KETELAAR, Eric. Gestión de registros y poder social. In: MCKEMMISH, Sue. et al. (Orgs.). Archivos: gestión de registros en sociedad. Cartagena: Concejalía de Cultura, 2007, p. 379-404.

JENKINSON, Hilary. A Manual of Archive Administration. Oxford: Clarendon Press, 1922.

LATOUR, Bruno. Ciência em ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. Tradução de Ivone C. Benedetti. 2. ed. São Paulo: Unesp, 2011.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 5 ed. Campinas: Unicamp, 2003.

LONG, George. Political Dictionary; forming a work of universal reference, both constitutional and legal; and embracing the terms of civil administration, of political economy and social relations, and od all the more important statistical departaments of finance and commerce. Londres: Charles Knight and CO., 1845. v.1.

MENESES, Ulpiano Bezerra de. Os paradoxos da memória. In: MIRANDA, Danilo Santos de (Org.). Memória e cultura: a importância da memória na formação cultural humana. São Paulo: Edições SESC/SP, 2007, p. 13-33.

MURGUIA, Eduardo Ismael. Archivo, memoria e história: cruzamientos e abordajes. Íconos - Revista de Ciencias Sociales, n.41, Quito, 2011, p. 17-37. Disponível em: <http://revistas.flacsoandes.edu.ec/iconos/article/view/387/380>. Acesso: 10 jul. 2016.

NORA, Pierre. Entre Memória e História. A problemática dos lugares. Projeto História - Revista do Programa de Estudos dos Pós-Graduados em História, v.10, n.10, São Paulo, 1993, p.7-28.

NASA (North American Space Agency). Report. Preliminary Design Review. Organization Mission Operations Manager/505, 1995. Disponível em: <http://edhs1.gsfc.nasa.gov/waisdata/complete/hold/PDR_Rids/121.pdf>. Acesso em: 15 mai. 2016.

PANCHENKO, Dimitri. Thales's Prediction of a Solar Eclipse. Journal for the History of Astronomy, n.25, 1994, p. 275. Disponível em:<http://articles.adsabs.harvard.edu/full/1994JHA....25..275P>. Acesso em: 12 jun. 2016.

PIGGOTT, Michael. Archivos y memoria. In: MCKEMMISH, Sue. et al. (Orgs.). Archivos: gestión de registros en sociedad. Cartagena: Concejalía de Cultura, 2007, p. 405-441.

RAMINGEN, Jakob von. Von der Registratur, Vnd Jren Gebäwen vnd Regimenten, deßgleichen von jhren Bawmeistern vnd Verwaltern vnd jrer qualificationen vnd habitibus, Heidelberg, 1571. Disponível em: <https://bildsuche.digitale-sammlungen.de/index.html?c=viewer&lv=1&bandnummer=bsb00010487&pimage=00001&suchbegriff=&l=de>. Acesso em: 29 nov 2016

SCHWARTZ, Joan M.; COOK, Terry. Archives, records, and power: the making of modern memory. Archival Science: International Journal on Recorded Information, v.2, n.1, Dordrecht, 2002, p. 1-19.

UPWARD, Frank. El contínuo de lós registros. In: MCKEMMISH, Sue. et al. (Orgs.). Archivos: gestión de registros en sociedad. Cartagena: Concejalía de Cultura, 2007, p. 275-307.

Downloads

Publicado

2016-12-22

Como Citar

ALDABALDE, T. V.; GRIGOLETO, M. C. O traço da distinção: discutindo entendimentos sobre arquivos e memória. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 24, n. 2, p. 7–26, 2016. DOI: 10.20396/resgate.v24i2.8647862. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8647862. Acesso em: 28 nov. 2021.