“Com os olhos no futuro da Demografia Histórica da América Latina”: uma homenagem à Maria Luiza Marcílio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/resgate.v25i2.8649741

Palavras-chave:

Demografia Histórica. População. América Latina. Brasil.

Resumo

A partir da recente comemoração dos cinquenta anos da Demografia Histórica, presta-se uma homenagem às contribuições de Maria Luiza Marcílio para a introdução e o desenvolvimento desses estudos no Brasil e na América Latina. Colocam-se em destaque os importantes aportes dados pela homenageada, através das suas atividades de docência, de orientação e de produção acadêmica neste campo. O balanço final sobre sua carreira revela que os temas e as vertentes de pesquisa abertas por Maria Luiza Marcílio continuam ainda hoje a estimular os pesquisadores da Demografia Histórica, da História da População e da História da Família na América Latina. Portanto, esta homenagem à Maria Luiza Marcílio não significa falar do passado da Demografia Histórica latino-americana ou brasileira. Trata-se de lançar os nossos olhares para os desafios que nos aguardam nos próximos anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Sílvia Volpi Scott, Universidade Estadual de Campinas

Possui Graduação em História pela Universidade de São Paulo (1981), mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1987) e doutorado em História e Civilização pelo Istituto Universitario Europeo (Florença, Itália, 1998). Professora vinculada ao Departamento de Demografia e ao Núcleo de Estudos de População (Nepo), ambos da Unicamp. Foi docente do Programa de Pós-Graduação em História da Unisinos (2005-2015) e coordenadora do mesmo Programa entre março de 2014 e fevereiro de 2015. Secretária Geral da Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP - gestão 2013-2014 e 2015-2016). Atua principalmente nos seguintes temas: família, demografia histórica, população, metodologia, emigração/imigração portuguesa para o Brasil. Foi contemplada com o Prêmio de História Alberto Sampaio (Portugal) pela tese de doutorado "Família, formas de união e reprodução no noroeste português" (1999).

Referências

ANNALES DE DÉMOGRAPHIE HISTORIQUE. 50 ans de démographie historique. Bilan histoeuiographique d’une discipline en renouvellement. 2015/1 (nº 129).

BACELLAR, Carlos de Almeida Prado. Os senhores da terra-família e sistema sucessório entre os senhores de engenho do oeste paulista, 1765-1855. 1987. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade de São Paulo, São Paulo. 1987.

COSTA, Maria Cristina Castilho; IVO, Consuelo. Declaração Universal dos Direitos Humanos, o documento mais importante elaborado pelo homem. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 83-96, apr. 2007. ISSN 2316-9125. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/37622/40336>. Acesso em: 21 nov. 2017.

FAUVE-CHAMOUX, Antoinette; BOLOVAN, Ian; Sølvi, Sogner (Orgs.). A global history of historical demography: half a century of interdisciplinarity. Bern: Peter Lang AG; International Academic Publishers, 2016.

HENRY, Louis. Técnicas de Análise em Demografia Histórica. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 1977.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Industrialization et mouvement ouvrier à São Paulo au début du XXe siècle. Le mouvement social, Paris, v. 55, n. oct-dec, p. 111-129, 1965.

MARCÍLIO, Maria Luiza. La ville de São Paulo: peuplement et population. 1750 - 1850. Université de Paris-Sorbonne, EHESS, França, 1967.

MARCÍLIO, Maria Luiza. La Ville de São Paulo - Peuplement et Population.1750-1850. 2. ed. Rouen-Paris: Editions de l'Université de Rouen, 1968.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Dos registros paroquiais à Demografia Histórica do Brasil. Anais de História, Assis-SP, v. 2, p. 81-100, 1970.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Crescimento histórico da população brasileira até 1872. Cadernos Cebrap, São Paulo, v. 16, p. 1-26, 1973.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Anthroponyme au Brésil. In: HENRY, Louis (Org.). Noms et prénoms. Aperçu historique sur la dénomination des personnes en divers pays. Dolhain: Ordina, 1974. p. 37-46.

MARCÍLIO, Maria Luiza; CHARBONNEAU, Hubert. Démographie historique. Paris: Presses Universitaires de France, 1979.

MARCÍLIO, Maria Luiza. La population de l’Amerique Latine de 1914 à 1975. Population et Famille, Bélgica, v. 52, n. 1, p. 1-29, 1981.

MARCÍLIO, Maria Luiza. A morte de nossos ancestrais. In: MARTINS, José de Souza (Org.). A morte e os mortos na sociedade brasileira. São Paulo: Hucitec, 1983a. p. 61-74.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Algunas proposiciones metodologicas para el estudio de la mujer latinoamericana. Cristianismo y Sociedad, México, v. 21, n. 3, p. 57-64, 1983b.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Sistemas demográficos no Brasil do século XIX. In: Marcílio, M.L. (org.) População & sociedade. Evolução das sociedades pré-industriais. Petrópolis: Vozes, 1984. p. 193-207.

MARCÍLIO, Maria Luiza. The population of Colonial Brazil. In: BETHELL, Leslie (Org.). The Cambridge history of Latin America. Cambridge: Cambridge University Press, 1984a. p. 37-63. v. 2.

MARCÍLIO, Maria Luiza. La población del Brasil Colonial. In: BETHELL, Leslie (Org.). Historia de América Latina. América Latina Colonial: población, sociedad y cultura. Barcelona: Crítica, 1984b, p. 39-60. v. 2.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Le peuplement du monde avant 1800: rapports et résumes. 2ème Congrès International de Démographie Historique. CNRS: Paris, 4 et 5 juin 1987 et INED, Paris, 6 juin 1987.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Migrações no Brasil Colonial: uma proposta de classificação. LPH - Revista de História, Mariana, RS, v. 1, n. 1, p. 36-45, 1990.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Padrões da família escrava. Travessia: Revista do Migrante, São Paulo, v. 9, p. 10-13, 1991.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Mortalidade e morbidade da cidade do Rio de Janeiro Imperial. Revista de História da USP, São Paulo, n. 127-138, 1993.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Histórias de vida e micro-análise no estudo longitudinal do migrante português no Brasil Colonial. In: Congreso de la Asociación de Demografía Histórica, 4., 1995, Bilbao. Anais… Universidad del País Vasco, 1995.

MARCÍLIO, Maria Luiza. História Social da Criança Abandonada. 1. ed. São Paulo: HUCITEC, 1998.

MARCÍLIO, Maria Luiza. A população do Brasil Colonial. In: BETHELL, Leslie (Org.). História de América Latina: América Latina Colonial. São Paulo: Edusp; Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 1999. p. 311-338. v. 2.

MARCÍLIO, Maria Luiza. La démographie historique en Amérique Latine: un bilan, Annales de Démographie Historique, Paris, p. 111-125, 2000.

MARCÍLIO, Maria Luiza. História da Escola em São Paulo e no Brasil. 1. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2005.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Registros paroquiais como fontes seriais que escondem realidades sociais inusitadas. In: SCOTT, Ana Silvia Volpi; FLECK, Eliane Cristina Deckmann (Orgs.). A corte no Brasil: população e sociedade no Brasil e em Portugal no início do século XIX. São Leopoldo: Oikos, 2008. p. 48-56.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Historical Demography in Latin America: An Assessment. FAUVE-CHAMOUX, Antoinette; BOLOVAN, Ian; Sølvi, Sogner (Orgs.). A global history of historical demography: half a century of interdisciplinarity. Bern: Peter Lang AG; International Academic Publishers, 2016.

MARCÍLIO, Maria Luiza. A história em todos os seus sentidos. Demografia histórica e questões contemporâneas. (Organização: Ana Scott et al.). Belo Horizonte: Editora PUC Minas, 2017.

MATTHIJS, Koen et al. (Orgs). The future of historical demography. Upside down and inside out. Leuven: Acco, 2016.

NADALIN, Sergio Odilon. A população no passado colonial brasileiro: mobilidade versus estabilidade. Topoi - Revista de História, Rio de Janeiro, v. 4, n. 7, p. 222-275, 2003.

NADALIN, Sergio Odilon. Questões referentes aos regimes demográficos no passado colonial brasileiro. In: SCOTT, Ana Silvia Volpi et al. (Orgs.). Gentes das Ilhas: trajetórias transatlânticas dos Açores ao Rio Grande de São Pedro. São Leopoldo: Oikos, 2014. p.13-30.

NADALIN, Sergio Odilon et al. Más allá del Centro-Sur: por uma historia de la población colonial em los extremos de los domínios portugueses em América (siglos XVII-XIX). In: CELTON, Dora; GHIRARDI, Mónica; CARBONETTI, Adrián (Orgs.). Poblaciones históricas: fuentes, métodos y líneas de investigación. Rio de Janeiro: ALAP, 2009. p. 137-153.

PÉREZ-BRIGNOLI, Héctor. Los caracteres originales de la demografía histórica latino-americana. In: Congreso de la Asociación Latinoamericana de Población, 1., 2004, Caxambu. Anais... Córdoba: ALAP, 2004. Disponível em: <http://www.alapop.org/alap/images/PDF/ALAP2004_386.pdf>. Acesso em: abr. 2017.

SAMARA, Eni de Mesquita. A Família na Sociedade Paulista do século XIX (1800-1860). 1980. Tese (Doutorado em História) – Universidade de São Paulo, São Paulo. 1980.

SCOTT, Ana Silvia Volpi. Dinâmica familiar da elite paulista (1765-1836): estudo diferencial de demografia histórica das famílias dos proprietários de grandes escravarias do Vale do Paraíba e região da capital de São Paulo. 1987. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, São Paulo. 1987.

Downloads

Publicado

2017-12-19

Como Citar

SCOTT, A. S. V. “Com os olhos no futuro da Demografia Histórica da América Latina”: uma homenagem à Maria Luiza Marcílio. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 25, n. 2, p. 7–26, 2017. DOI: 10.20396/resgate.v25i2.8649741. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8649741. Acesso em: 10 ago. 2022.