Esta é uma versão desatualizada publicada em 2020-12-18. Leia a versão mais recente.

Vicente Gomes Jardim

um “artista” e autor “de cor” no final do século XIX e início do XX

Autores

  • Surya Aaronovich Pombo de Barros Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.20396/resgate.v28i0.8658603

Palavras-chave:

Vicente Gomes Jardim, Parahyba do Norte, Intelectuais negros

Resumo

Este artigo busca investigar a vida de Vicente Gomes Jardim, um “artista” e “homem de cor” na Parahyba do Norte (1841-1905). Por meio de documentos oficiais, da imprensa, da literatura memorialística e da história social da escravidão e pós-abolição, reflete-se sobre esse membro de irmandade de pardos, fundador da Sociedade de Artistas Mechanicos e Liberaes da Parahyba e autor de textos técnicos. O objetivo é discutir a trajetória de um homem negro livre na transição entre o Império e a República, contribuindo para o debate sobre as experiências de “homens de cor” que se destacaram no período, privilegiando sua trajetória e feitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Surya Aaronovich Pombo de Barros, Universidade Federal da Paraíba

Doutora em História e Historiografia da Educação na Universidade de São Paulo.

Professora de Educação na Universidade Federal da Paraíba.

Referências

ACTOS DO GOVERNO. Gazeta da Parahyba – Folha Diária, Parahyba do Norte, p. 1, 9 fev. 1890a. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=808865&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=1631. Acesso em: 4 jun. 2019.

ALBUQUERQUE, Wlamyra R. A exaltação das diferenças: racialização, cultura e cidadania negra (Bahia, 1880-1900). 2004. Tese (Doutorado em História) –Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

ALBUQUERQUE, Wlamyra. Teodoro Sampaio e Rui Barbosa no tabuleiro da política: estratégias e alianças de homens de cor (1880-1919). Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 35, n. 69, p. 83-99, jun. 2015.

ALEXANDER, Michelle. A nova segregação: racismo e encarceramento em massa. São Paulo: Boitempo, 2018.

ALMANAK LAEMMERT. Rio de Janeiro, 1901-1907. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=313394&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20190&pagfis=20730 Acesso em: 3 jul. 2019.

ALMEIDA, Maria Cecília Fernandes de. Espaços públicos em João Pessoa (1889-1940): formas, usos e nomes. 2006. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Universidade de São Paulo, São Carlos, 2006.

ALVES, Naiara Ferraz Bandeira. Irmãos de cor e de fé: Irmandades negras na Parahyba do século XIX. 2006. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2006.

APEDIDO. Diario da Parahyba: Orgão de todas as classes, Parahiba do Norte, 3 jul. 1884. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=809144&pasta=ano%20188&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=113. Acesso em: 4 out. 2019.

APEDIDOS. Gazeta da Parahyba – Folha Diária, Parahyba do Norte, p. 3, 26 nov. 1889. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=808865&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=1418. Acesso em: 4 jun. 2019.

ARTISTA CONSTRUCTOR. Gazeta da Parahyba, Cidade da Parahyba, p. 4, 13 dez. 1888. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=808865&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=704. Acesso em: 4 jul. 2019.

AZEVEDO, Elciene. Orfeu de carapinha. A trajetória de Luiz Gama na imperial cidade de São Paulo. Campinas: Editora da UNICAMP, 1999.

BARROS, Surya Aaronovich Pombo de. Graciliano Fontino Lordão: um professor ‘de côr’ na Parahyba do Norte. Revista Brasileira de História da Educação, v. 18, p. e033, 2 out. 2018.

BARROS, Surya Aaronovich Pombo de. Universo letrado, educação e população negra na Parayba do Norte (século XIX). 2017. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

BIBLIOGRAPHIA. Jornal do Recife, Recife, p. 2, 26 fev. 1889. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=705110&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20188&pagfis=26766. Acesso em: 4 out. 2019.

BITTENCOURT, Liberato. Homens do Brasil. Em todos os ramos da atividade e do saber, de 1500 aos nossos dias. Volume II. Parahyba (Parahybanos Illustres). Rio de Janeiro: Livraria e Papelaria Gomes Pereira Editor, 1914.

BRAZ, Hyago Barbosa. Tratados arquitetônicos: Andrea Palladio, Giácomo Vignola, Vincenzo Scamozzi. 2015. Monografia (Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo) – Feira de Santana, Universidade Estadual de Feira de Santana, 2015.

CATACUMBAS. O Publicador, Cidade da Parahyba, p. 4, 22 jun.1869. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=215481&pasta=ano%20186&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=5409. Acesso em: 10 out. 2019.

COLUMNA LIVRE. Diario da Parahyba: Orgão de todas as classes, Parahiba do Norte, p. 2, 6 nov. 1884. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=809144&pasta=ano%20188&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=444. Acesso em: 4 out. 2019.

COMPANHIA FERRO carril da Parahyba. A União – Orgam do Partido Republicano do Estado da Parahyba, Parahyba, p. 3, 1º jun. 1898. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=171239&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=2827. Acesso em: 4 out. 2019.

CONTRACTANTE DE OBRAS. Almanak do Estado da Parahyba, Parahyba do Norte: Imprensa Oficial, 1899. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=820261&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=214. Acesso em: 20 mai. 2019.

CRUZ, Marileia dos Santos. A produção da invisibilidade intelectual do professor negro Nascimento Moraes na história literária maranhense, no início do século XX. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 36, n. 73, p. 209-230, out. 2016.

DEMISSÕES. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 2 ago. 1889. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=364568_07&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20188&pagfis=23299. Acesso em: 10 jun. 2019.

DOMINGUES, Petrônio. Cidadania levada a sério: os republicanos de cor no Brasil. In: GOMES, Flávio; DOMINGUES, Petrônio (Orgs.). Políticas da raça: experiências e legados da abolição e do pós-emancipação no Brasil. São Paulo: Selo Negro Edições, 2014. p. 121-154.

EDITAES. A União – Orgam do Partido Republicano do Estado da Parahyba, Parahyba, p. 3, 15 ago. 1896. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=171239&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=1303. Acesso em: 4 out. 2019.

EXERCICIO DE 1899. A União – Orgam do Partido Republicano do Estado da Parahyba, Parahyba, p. 3, 23 mai. 1899. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=171239&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=3527. Acesso em: 4 out. 2019.

EXTRACTO DO EXPEDIENTE. Gazeta da Parahyba – Folha Diária, Parahyba do Norte, p. 1, 7 fev. 1890. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=808865&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=1623 Acesso em: 10 jun. 2019.

FACTOS DIVERSOS. Pedro II – Orgão Conservador, Fortaleza, p. 2, 8 fev. 1889. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=216828&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20188&pagfis=12231 Acesso em: 10 out. 2019.

FIGUEIRÊDO, Márcio Tiago Aprígio de. “Solidários nos demos as mãos”: as associações mutualistas de trabalhadores na Parahyba do Norte (1881-1910). 2016. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.

FRAGA FILHO, Walter. Encruzilhadas da liberdade. Campinas: EDUNICAMP, 2006.

GAZETA DA PARAHYBA – Folha Diaria. Parahyba do Norte, p. 1, 15 jun. 1889. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=808865&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=892. Acesso em: 10 jun. 2019.

GAZETILHA. Jornal do Recife, Recife, p. 3, 12 nov. 1891. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=705110&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20188&pagfis=30231. Acesso em: 4 out. 2019.

GOMES, Angela de Castro. Essa gente do Rio… intelectuais cariocas e o modernismo. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 6, n. 11, p. 62-77, jan. 1993.

GOMES, Ângela de Castro. História e historiadores: a política cultural do Estado Novo. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 1999.

GRINBERG, Keila. As desventuras de Rufina: escravidão, liberdade e tráfico de seres humanos na fronteira sul do Brasil no século XIX. In: COTTIAS, Myriam; MATTOS, Hebe (Orgs.). Escravidão e subjetividades no Atlântico luso-brasileiro e francês (Séculos XVII-XIX). Marseille: Open Edition Press, 2016. Disponível em: https://books.openedition.org/oep/790. Acesso em: 10 fev. 2019.

GRINBERG, Keila. Em defesa da propriedade: Antonio Pereira Rebouças e a escravidão. Afro-Ásia, Salvador, v. 1, n. 21-22, p. 111-146, fev. 1998.

HONOR, André Cabral. Sociedade e cotidiano: as fontes d’água na formação da cidade de João Pessoa no período colonial. 2006. Monografia (Bacharelado em História) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2006.

IRMANDADE DE N. S. DAS MERCÊS. Almanak do Estado da Parahyba, Parahyba do Norte: Imprensa Oficial, 1899. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=820261&pasta=ano%20189&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=188. Acesso em: 20 mai. 2019.

JARDIM, Vicente Gomes. Manual do architecto brazileiro. Parahyba do Norte: Typ. d´O de Jayme Seixas & Co., 1888.

JARDIM, Vicente Gomes. Monographia da cidade da Parahyba do Norte. Gazeta da Parahyba, 1889. Parahyba do Norte, p. 2. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=808865&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=893. Acesso em: 10 out. 2019.

JARDIM, Vicente Gomes. Ao 15 de Novembro. Estado da Parahyba – Orgão Republicano, Parahyba do Norte, p. 3, 29 nov. 1890. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=809160&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20189&pagfis=279. Acesso em: 4 jun. 2019.

JARDIM, Vicente Gomes. Monographia da Cidade da Parahyba do Norte. Revista do Instituto Histórico e Geographico Paraibano, Cidade da Parahyba, v. 2, p. 85-111, 1910-1911. Disponível em: http://www.ihgp.net/revistas.htm. Acesso em: 4 set. 2018.

JUIZO MUNICIPAL. A União – Orgam do Partido Republicano do Estado da Parahyba, Parahyba, p. 3, 18 fev. 1897. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=171239&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=1851. Acesso em: 4 out. 2019.

JUIZO MUNICIPAL. Jornal da Parahyba – Orgão do Partido Conservador, Parahiba, p. 4, 3 nov. 1888. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=228397&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=176 . Acesso em: 4 out. 2019.

LIMA, Guaraciane Mendonça de. O collegio de educandos artífices - 1865-1874: a infância desvalida da Parahyba do Norte. 2008. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2008.

MAC CORD, Marcelo. Artífices da cidadania: mutualismo, educação e trabalho no Recife oitocentista. Campinas: Editora da UNICAMP, 2012.

MAC CORD, Marcelo; BATALHA, Claudio H. M. de (Orgs.). Organizar e proteger: trabalhadores, associações e mutualismo no Brasil (séculos XIX e XX). Campinas: Editora da UNICAMP, 2014.

MACHADO, Maria Helena Pereira Toledo. Maria Firmina dos Reis: escrita íntima na construção do si mesmo. Estudos Avançados, São Paulo, v. 33, n. 96, p. 91-108, ago. 2019.

MATTOS, Hebe Maria. Das cores do silêncio – os significados da liberdade no sudeste escravista. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1998.

MATTOS, Hebe. Raça e Cidadania no crepúsculo da modernidade escravista no Brasil. In: GRINBERG, Keila; SALLES, Ricardo (Orgs.). O Brasil Imperial, volume 3: 1870-1889. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

MEDEIROS, Coriolano. Schema Historico da Parahyba. Diario de Pernambuco, Recife, p. 10, 2 mai. 1935. http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=029033_11&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20193&pagfis=14901. Acesso em: 4 out. 2019.

MENESES, Marcondes Silva. O processo de demolição e desmonte das Irmandades Religiosas na Cidade da Parahyba (1923-1935): “o caso das Mercês”. 2014. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014.

NASCIMENTO, Álvaro. Trabalhadores negros e “paradigma da ausência”: contribuições à história social do trabalho no Brasil. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 29, n. 59, p. 607-626, set./dez. 2016.

NECROLOGIA. A Provincia., Recife, p. 7, 10 dez. 1905. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=128066_01&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=17369. Acesso em: 10 out. 2019.

NECROLOGIA, Jornal do Recife, Recife, p. 2, 20 mai. 1906. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=705110&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20190&pagfis=49306, Acesso em: 4 out. 2019.

NOGUEIRA, Helena de Cássia. As primeiras décadas da eletricidade e do saneamento básico na capital paraibana (1900-1940). 2005. Dissertação (Mestrado em Engenharia Urbana) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2005.

NOTICIARIO. Diario da Parahyba: Orgão de todas as classes, Parahiba do Norte, p. 1, 8 jun. 1884. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=809144&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=38. Acesso em: 4 jun 2019.

NOTICIAS DIVERSAS. Jornal da Parahyba – Orgão do Partido Conservador, Parahyba, p. 3, 19 jan. 1889. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=228397&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=215. Acesso em: 7 jun. 2019.

O FUTURO CONGRESSO. O Parahybano – Orgão do Povo, Diario Politico, Litterario e Noticioso, Parahyba do Norte, p. 2, 6 abr. 1892. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=758612&pasta=ano%20189&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=186. Acesso em: 21 jun. 2019.

OBITUÁRIO. O Publicador, Cidade da Parahyba p. 2, 4 mai. 1864. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=215481&pasta=ano%20186&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=222. Acesso em: 15 set. 2019.

PARAHYBA. Almanak do Estado da Parahyba, Parahyba do Norte: Imprensa Oficial, 1899. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=820261&Pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=109. Acesso em: 20 mai. 2019.

PARTE OFICIAL. O Liberal Parahybano, Cidade da Parahyba, 2 ago. 1879. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=704989&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=51. Acesso: em 21 jun. 2019.

PINTO, Ana Flávia M. Fortes laços em linhas rotas: literatos negros, racismo e cidadania na segunda metade do século XIX. 2012. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012.

PINTO, Ana Flávia M. Vicente de Souza: intersecções e confluências na trajetória de um abolicionista, republicano e socialista negro brasileiro. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 32, n. 66, p. 267-286, jan./abr. 2019.

PINTO, Rebeca Natacha O. De Chocolat: identidade negra, teatro e educação no Rio de Janeiro da Primeira República. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014.

PINTO, Rebeca Natacha; SCHUELER, Alessandra Martinez F de. Intelectuais negros e reformas sociais: pensamentos e projetos educacionais do Professor André Pinto Rebouças. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS “HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NO BRASIL”, 9., 2012, João Pessoa, PB. Anais [...] João Pessoa: Editora, 2012. p. 123-135.

PRESIDENCIA DA PROVINCIA. Jornal da Parahyba: Orgão do Partido Conservador, Cidade da Parahyba, p. 3, 4 mai. 1889. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=228397&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=293. Acesso em: 10 ago. 2019.

REGISTROS DE ÓBITOS, 1979-2007. FAMILY SEARCH. 1 sítio eletrônico. Disponível em: https://www.familysearch.org/search/collection/2177286. Acesso em: 1 jun 2018.

ROCHA, Solange Pereira da. Cardoso Vieira, um homem negro na composição das elites da Paraíba Oitocentista: biografia, memória e história. Revista Crítica Histórica, Maceió, v. 6, p. 1-18, dez. 2012.

ROCHA, Solange Pereira da. Gente negra na Paraíba oitocentista: população, família e parentesco espiritual. São Paulo: EDUNESP, 2009.

ROCHA, Solange Pereira da; FLORES, Elio Chaves. Trajetórias comparadas de homens negros de letras no Brasil: ensino de história, biografias, sociabilidades. In: OLIVEIRA, Ariosvalber de Souza; SILVA, Moisés Alves da; AIRES, José Luciano de Queiroz (Orgs.). Nas confluências do Axé: refletindo os desafios e possibilidades de uma educação para as relações étnico-raciais. João Pessoa: Editora do CCTA, 2015. p. 143-182.

SECÇÃO LIVRE. A União – Orgam do Partido Republicano do Estado da Parahyba, Parahyba, p. 2, 13 fev. 1896. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=171239&pasta=ano%20189&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pagfis=998. Acesso em: 4 out. 2019.

SCHUELER, Alessandra Martinez F de. “Fazer artes e viver de ofícios”: trabalho, liberdade e educação no pensamento de Manuel Raymundo Querino (1851-1923). In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA DA ANPUH, 27., 2013, Natal, RN. Anais [...] Natal: ANPUH, 2013.

SCHUELER, Alessandra Martinez F de. Trajetórias cruzadas e ação docente em luta por educação: André Rebouças, José do Patrocínio e Manuel Querino. In: FONSECA, Marcus Vinícius; BARROS, Surya Aaronovich Pombo de (Orgs.). A História da educação dos negros no Brasil. Niterói: EDUFF, 2016. p. 191-216.

SILVA, Alexandra Lima da. Pela liberdade e contra o preconceito de cor: a trajetória de Israel Soares. Revista Eletrônica Documento Monumento, Cuiabá, v. 21, n. 1, p. 1-17, jul. 2017.

SILVA, Aline Figueiroa da. O léxico na história do paisagismo no Nordeste do Brasil (XIX-XX). Historia Critica, Bogotá, n. 56, p. 85-111, abr. 2015.

SILVA, Ligia Maria Tavares. Características da urbanização na Paraíba. Revista Cadernos do Logepa – Série Texto Didático, João Pessoa, ano 3, n. 5, p. 34-40, jul./dez. 2004.

SILVA, Ligia Maria Tavares. Esquecimento e urbanização na Parahiba (1822-1860). In: SEMINÁRIO DE HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO, 10., Recife, Anais [...] São Paulo: Centro de Estudos Avançados de Conservação Integrada, 2008. p. 1-11.

SIRINELLI, Jean-François. Os intelectuais. REMOND, René (Org.). Por uma história política. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 2003.

SOUSA, Alberto; NOGUEIRA, Helena de Cássia. O plano de implantação da cidade da Parahyba (1585) – Parte II. Arquitextos, São Paulo, ano 8, n. 095, p. 1-10, abr. 2008.

SOUSA JR., Jose Pereira de. Irmandades religiosas: espaços de devoção e disputas políticas na Paraíba Oitocentista. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 25., 2009, Fortaleza. Anais [...] Fortaleza: ANPUH, 2009. p. 1-11.

SOUZA, Marcos Teixeira de. José do Patrocínio: uma trajetória em meio a memórias. Grau Zero – Revista de Crítica Cultural, Palhoça, v. 3, n. 1, p. 167-182, jan./jun. 2015.

THESOURARIA DE FAZENDA. Estado da Parahyba – Órgão Republicano, Parahyba do Norte, p. 1, 17 ago. 1890. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=809160&pesq=%22vicente%20gomes%20jardim%22&pasta=ano%20189&pagfis=85. Acesso em: 4 jun. 2019.

THOMPSON, E. P. A miséria da teoria ou um planetário de erros. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

VILLELA, Heloísa O. S. A trajetória de um professor negro no Brasil escravocrata. In: OLIVEIRA, Iolanda (Org.). Relações raciais no contexto social, na educação e na saúde. Brasil, Cuba, Colômbia e África do Sul. Rio de Janeiro: Quartet, 2012. p. 162-183.

Downloads

Publicado

2020-12-18

Versões

Como Citar

AARONOVICH POMBO DE BARROS, S. Vicente Gomes Jardim: um “artista” e autor “de cor” no final do século XIX e início do XX. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 28, p. e020024, 2020. DOI: 10.20396/resgate.v28i0.8658603. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8658603. Acesso em: 20 jun. 2021.