Banner Portal
Os sons da Independência do Brasil em Campinas
Capa: Lygia Eluf (sem título, série Desenhos da Quarentena, técnica: nanquim/papel, 35x15cm, 2020) e Carlos Lamari.
PDF

Palavras-chave

Independência do Brasil
Campinas (SP)
Música
Manuel José Gomes
Música local

Como Citar

WALDIGE MENDES NOGUEIRA, Lenita. Os sons da Independência do Brasil em Campinas. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 30, n. 00, p. e022008, 2022. DOI: 10.20396/resgate.v30i00.8668611. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8668611. Acesso em: 19 jul. 2024.

Resumo

Ligada à comarca de Itu e longe da intensa produção cafeeira que a caracterizaria posteriormente, vila de São Carlos era como se chamava Campinas até 1842. Sua economia era baseada na cana-de-açúcar, produzida em vários engenhos, denotando algum progresso econômico. Ali, em 1822, houve aclamação à Independência do Brasil e, em uma sessão da Câmara de Vereadores, foi elaborado um juramento assinado por quase uma centena de moradores, entre membros da elite agrícola, militar e eclesiástica e algumas pessoas que não faziam parte destes grupos. Dentre estas, se destacam dois músicos, Manuel Gomes da Graça, que logo deixou a profissão, e Manuel José Gomes, mestre de capela local. Com foco neste último, este artigo busca entender o papel da música nestas comemorações.

   
https://doi.org/10.20396/resgate.v30i00.8668611
PDF

Referências

ANDRADE, Ayres. Francisco Manuel da Silva e seu tempo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1967.

BRITO, Jolumá. História da Cidade de Campinas. Campinas: Edição do autor, 1959. v. 8.

BRITO, Jolumá. História da Cidade de Campinas. Campinas: Gráfica Saraiva, 1965. v. 20.

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPINAS, Livro de Atas, 1820-1824.

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPINAS, Ordens de Pagamento, 1818-1826.

CARDOSO, André. A Música na Capela Real e Imperial do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Música, 2005.

CENTRO DE MEMÓRIA-Unicamp, Tribunal de Justiça de Campinas, Testamentos, 1831.

CORBIN, Alain. Les cloches de la Terre: Paysages sonores et culture sensible dans les campagnes au XIXe siècle. Paris: Albin Michel, 1994.

CÚRIA Metropolitana de São Paulo, Livro n8-28-3794. Dispensas Matrimoniais f. 18.

CÚRIA Metropolitana de São Paulo, Processo de Genere et moribus, 2-85-1516, 1852.

CÚRIA Metropolitana de São Paulo, Registros de Provisões e outros papéis, 1818-1824.

D’ALINCOURT. Louis. Memória sobre a viagem do porto de Santos à cidade de Cuiabá [1825]. Brasília: Senado Federal; Conselho Editorial, 2006. Disponível em:

http://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/1113. Acesso em: 10 jan. 2022.

DEL PRIORE, Mary. Festas e Utopias no Brasil colonial. São Paulo: Ed. Brasiliense, 2000.

DUPRAT, Régis. Música na Sé de São Paulo Colonial. São Paulo: Paulus, 1995.

DUPRAT, Régis. Garimpo Musical. São Paulo: Novas Metas, 1985.

ELIAS, Norbert. Mozart, sociologia de um gênio. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

OCTAVIO, Benedito. Campinas e a Independência (Documentos e Notas). Campinas: Casa Genoud, 1922.

OCTAVIO, Benedito. Receita e despesa de Campinas em 1822. Campinas e a Independência (Documentos e Notas). Campinas: Casa Genoud, 1922.

MACHADO NETO, Diósnio. Administrando a festa: Música e Iluminismo no Brasil colonial. 2008. Tese (Doutorado em Música) – Universidade de São Paulo. São Paulo, 2008.

MATTOS, Odilon Nogueira de. Nascimento de Campinas. Campinas: Arquidiocese de Campinas. Disponível em: http://arquidiocese-de-campinas.com/historia/nascimento-de-campinas/. Acesso em: 21 jan. 2022.

MENEGUELLO, Cristina. Das ruas para o museu: a paisagem sonora como memória, registro e criação. MÉTIS. história & cultura. Caxias do Sul: v. 16, n. 32, p. 24-32, jul./dez. 2017.

NOGUEIRA, Lenita W. M. Maneco Músico, pai e mestre de Carlos Gomes. Campinas: Pontes Editores, 2018. 2ª ed.

NOGUEIRA, Lenita W. M. Museu Carlos Gomes: Acervo de Manuscritos Musicais. São Paulo: Arte & Ciência, 1997.

PUPO, Celso M. Campinas, seu berço e sua juventude. Campinas: Academia Campinense de Letras, 1969.

RIO DE JANEIRO - Imperio do Brasil. Gazeta do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 19 out. 1822, p. 1.

SAINT-HILAIRE, Auguste. Voyage dans les provinces de Saint-Paul et de Sainte-Catherine. Paris: Arthus Bertrand, 1851. Ed. fac-sim. (Biblioteca Guita e José Mindlin). Disponível em: https://digital.bbm.usp.br/handle/bbm/7243. Acesso em: 10 jan. 2022.

SANTOS, Antonio da Costa. Campinas, das origens ao futuro: Compra e venda de terra e água em um tombamento na primeira sesmaria da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição das Campinas do Mato Grosso de Jundiaí (1732-1992). Campinas: Editora da Unicamp, 2002.

SMALL, Christopher. Musicking: The Meanings of Performance and Listening. Middleton: Wesleyan University Press, 31 jul. 1998.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura

Downloads

Não há dados estatísticos.