Banner Portal
A bernarda de Francisco Ignacio
Capa: Lygia Eluf (sem título, série Desenhos da Quarentena, técnica: nanquim/papel, 35x15cm, 2020) e Carlos Lamari.
PDF

Palavras-chave

Bernarda de Francisco Ignacio
Independência do Brasil
Historiografia
Museu Paulista
Museu Republicano de Itu

Como Citar

MATTOS, Renato de; MENEZES BORREGO, Maria Aparecida de. A bernarda de Francisco Ignacio: das disputas historiográficas às representações no Museu Paulista. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 30, n. 00, p. e022010, 2022. DOI: 10.20396/resgate.v30i00.8668835. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8668835. Acesso em: 19 jul. 2024.

Resumo

O artigo propõe a análise da bernarda de Francisco Ignacio, ocorrida em São Paulo entre os meses de maio e setembro de 1822, e de suas implicações no processo de independência do Brasil. A partir do exame das apropriações feitas por estudiosos nos textos oitocentistas, bem como das disputas historiográficas de que foi alvo na passagem para o século XX, no contexto de afirmação da identidade paulista no cenário nacional, discutiremos as formas de representação da bernarda e de seus personagens nas salas expositivas do Museu Paulista, evidenciando os esforços de Afonso d’Escragnolle Taunay para impor o protagonismo de São Paulo e dos paulistas no nascimento do Brasil e na sua independência.

https://doi.org/10.20396/resgate.v30i00.8668835
PDF

Referências

ABRÊU, Eide. Os encantos do arquivo e os trabalhos do historiador. Reflexões a partir da Coleção Marquês de Valença. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 247-275, jan.-jun. 2011.

ABUD, Katia Maria. O sangue intimorato e as nobilíssimas tradições: a construção de um símbolo paulista, o bandeirante. 1986. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1986.

ALMEIDA, Antônio da Rocha. Marechal-de-campo João Carlos d'Oeynhausen e Gravenburg. Marquês de Aracati. Revista do Instituto do Ceará, v.77, 1968, p. 358-360.

AMARAL, Antônio Barreto do. Dicionário de história de São Paulo. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2006.

BEIER, José Rogério. Sobre mapas e História: Affonso Taunay e a formação de uma coleção cartográfica para o Museu Paulista (1917-1922). In: CINTRA, Jorge Pimentel; SCHNEIDER, Alberto Luiz; BEIER, José Rogério (orgs.). Affonso Taunay e o Museu Paulista: um projeto de memória (1917-1945). Jundiaí: Paco Editorial, 2021, p. 195-220.

BITTENCOURT, Vera Lúcia Nagib. De alteza real a imperador: o governo do Príncipe D. Pedro, de abril de 1821 a outubro de 1822. 2006. Tese (Doutorado) − Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

BORREGO, Maria Aparecida de Menezes. Affonso Taunay e a construção de Relatos monçoeiros. In: CINTRA, Jorge Pimentel; SCHNEIDER, Alberto Luiz; BEIER, José Rogério (orgs.). Affonso Taunay e o Museu Paulista: um projeto de memória (1917-1945). Jundiaí: Paco Editorial, 2021, p. 135-161.

BREFE, Ana Cláudia. Museu Paulista: Affonso de Taunay e a memória nacional, 1917-1945. São Paulo: Editora Unesp, 2005.

COLLECÇÃO das Leis do Brazil de 1821. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1889.

DEBES, Célio. Introdução. In: D´OLIVEIRA, José Joaquim Machado. Quadro histórico da Província de São Paulo. Ed. fac-similar. São Paulo: Governo do Estado, 1978. (Coleção Paulística, v. 4). p. 11-28.

DELATORRE, Aparecida Vanessa. São Paulo à época da independência: contribuição para o estudo do chamado movimento “bernardista” 1821/1823. 2003. Dissertação (Mestrado) ‒ Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

DOCUMENTOS Interessantes para a História e Costumes de São Paulo. São Paulo: Typographia do “Diario Official”, vol. I, 1894.

D´OLIVEIRA, José Joaquim Machado. Quadro histórico da Província de São Paulo. Ed. fac-similar. São Paulo: Governo do Estado, 1978. (Coleção Paulística, v. 4).

DOLHNIKOFF, Miriam. José Bonifácio de Andrada e Silva: projetos para o Brasil. São Paulo: Cia. das Letras/ Publifolha, 2000.

FERREIRA, Antonio Celso. A epopéia bandeirante: letrados, instituições, invenção histórica (1870-1940). São Paulo: Editora Unesp, 2002.

FERRETTI, Danilo J. Zioni; CAPELATO, Maria Helena Rolim. João Ramalho e as origens da Nação: os paulistas na comemoração da descoberta do Brasil. Tempo, Rio de Janeiro, v. 4, n. 8, p. 67-87, 1999.

FERRETTI, Danilo José Zioni. A construção da paulistanidade: identidade, historiografia e política em São Paulo (1856-1930). 2004. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

GOMES, Ângela de Castro. Essa gente do Rio... os intelectuais cariocas e o modernismo. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 6, n. 11, p. 62-77, 1993.

LEME, Marisa Saenz. A construção do poder de governo na província de São Paulo e o Estado em formação no Brasil independente: entre a Revolução do Porto e a outorga constitucional. In: ODALIA, Nilo; CALDEIRA, João Ricardo de Castro (Orgs.). História do Estado de São Paulo: a formação da unidade paulista. São Paulo: Editora Unesp; Arquivo Público do Estado; Imprensa Oficial, 2010. p. 373-406.

LEONZO, Nanci. Um motim e uma polêmica: A propósito da “Bernarda” de Francisco Inácio. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, v.24, p. 181-184, 1982.

LIMA, Solange; CARVALHO, Vânia. São Paulo Antigo, uma encomenda da modernidade: as fotografias de Militão nas pinturas do Museu Paulista. Anais do Museu Paulista, São Paulo, n. 1, p. 147-178, 1993.

MARINS, Paulo César Garcez. O museu da paz: Sobre a pintura histórica no Museu Paulista durante a gestão Taunay. In: OLIVEIRA, Cecília Helena de Salles. O Museu Paulista e a gestão Afonso Taunay: escrita da história e historiografia, séculos XIX e XX. São Paulo: Museu Paulista da USP, 2017, p. 159-191.

MARINS, Paulo César Garcez. Uma personagem por sua roupa: o gibão como representação do bandeirante paulista. Tempo, Rio de Janeiro, v. 26, n. 2, p. 404-429, maio/ago. 2020.

MARQUES, Manuel Eufrásio de Azevedo. Apontamentos históricos, geográficos, biográficos, estatísticos e noticiosos da Província de São Paulo, seguidos da cronologia dos acontecimentos mais notáveis desde a fundação da Capitania de São Vicente até o ano de 1876. Publicação comemorativa do IV Centenário da Cidade de São Paulo. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1952. 2 v. (Biblioteca Histórica Paulista, 1).

MATTOS, Renato de. Política e negócios em São Paulo: da abertura dos portos à Independência (1808/1822). São Paulo: Fapesp/Intermeios, 2019.

MEDICCI, Ana Paula. Administrando conflitos: o exercício do poder e os interesses mercantis na capitania/província de São Paulo (1765-1822). 2010. Tese (Doutorado) − Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

MENDES, André Oliva Teixeira. São Paulo e seus documentos interessantes: representações e patrimonizalização da história paulista. Curitiba: Prismas, 2017.

MONTEIRO, Tobias. História do Império: a elaboração da independência. Rio de Janeiro: F. Briguiet, 1927.

OLIVEIRA, Cecília Helena L. de Salles. Vidas em paralelo: o Museu Paulista e a construção da memória dos fundadores do Império. Atas do IX Seminário Nacional do Centro de Memória – UNICAMP, 2019, p. 1-18.

OLIVEIRA, Cecília Helena L. de Salles. A astúcia liberal: relações de mercado e projetos políticos no Rio de Janeiro, 1820-1824. 2ª ed. São Paulo: Intermeios/PPGH-USP, 2020.

OLIVEIRA, Luis Albino de Souza. [Correspondência]. Destinatário: Afonso d’Escragnolle Taunay. Campinas, 23 mar. 1917. Pasta 103. Museu Paulista. Fundo Museu Paulista.

PETRONE, Maria Thereza Schorer. A lavoura canavieira em São Paulo: expansão e declínio, 1765-1851. São Paulo: Difel, 1968.

POLIDORI, Eduardo. Fundação de São Vicente, de Benedito Calixto: da encomenda à exibição no Museu Paulista (1898-1939). Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 27, p. 1-32, 2019.

REVISTA do Instituto Historico e Geographico de S. Paulo. São Paulo: Typographia do “Diario Official”, vol. I, 1895.

REVISTA do Instituto Historico e Geographico de S. Paulo. São Paulo: Typographia do “Diario Official”, vol. VII, 1902.

REZENDE, Lydia de Souza. [Correspondência]. Destinatário: Afonso d’Escragnolle Taunay. Piracicaba, 5 maio 1918. Pasta 104. Museu Paulista. Fundo Museu Paulista.

SAINT-HILAIRE, Auguste de. Segunda viagem a São Paulo e quadro histórico da província de São Paulo. Brasília: Senado Federal, 2002.

SILVA, José Bonifácio de Andrada e. Correspondência remetida a S. A. R. In: TAUNAY, Afonso d’Escragnole. Cartas de D. Pedro, príncipe regente, a José Bonifácio e deste ao príncipe, durante a jornada a S. Paulo, agosto a setembro de 1822. Annaes do Museu Paulista, São Paulo, t. 3, p. 68-70, 1927.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da; BACELLAR, Carlos de Almeida Prado; GOLDSCHMIDT, Eliana Réa; NEVES, Lúcia M. Bastos P. História de São Paulo colonial. São Paulo: Editora Unesp, 2009.

SILVA, Rodrigo da. Sobre taipas e textos: um estudo sobre as narrativas a respeito da cidade de São Paulo. São Paulo: Alameda, 2013.

SOUSA, Alberto. Os Andradas. São Paulo: Typographia Piratininga, 1922.

SOUZA, Jonas Soares de. Painéis de Azulejos do Museu Republicano “Convenção de Itu”. São Paulo: EDUSP; Museu Paulista, 2003.

TAUNAY, Affonso de E. Guia do Museu Republicano “Convenção de Itu”. São Paulo: Departamento Estadual de Informações, 1946.

TAUNAY, Affonso de E. História da cidade de São Paulo. Brasília: Senado Federal, 2004.

TAUNAY, Affonso de E. [Correspondência]. Destinatário: Luis Albino de Souza. São Paulo, 13 jun. 1917a. Pasta 103. Museu Paulista. Fundo Museu Paulista.

TAUNAY, Affonso de E. Museu Paulista. Correio Paulistano. São Paulo, 24 dez. 1917b, p.2.

TAUNAY, Affonso de E. Painéis do Museu de Itu. Jornal do Commercio. Rio de Janeiro, 20 maio 1945, p. 2.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura

Downloads

Não há dados estatísticos.