Banner Portal
Expansão e acesso à educação superior: como fica a distribuição por sexo?
PDF

Palavras-chave

Educação superior. Expansão e acesso. Gênero

Como Citar

JEZINE, Edineide. Expansão e acesso à educação superior: como fica a distribuição por sexo?. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 2, n. 3, p. 430–449, 2016. DOI: 10.22348/riesup.v2i3.7576. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8650560. Acesso em: 29 maio. 2024.

Resumo

acesso e permanência de estudantes em situação de vulnerabilidade. Nesse conjunto objetiva analisar as concepções de igualdade de gênero nas políticas de educação superior; e como estão distribuídas as matrículas por setores público e privado, considerando a variável sexo. Trata-se de um estudo qualitativo apoiado em dados quantitativos da expansão do número de cursos e matrículas, considerando o Censo da Educação Superior (2013) que a ponta os 10 cursos com maior número de matrículas do sexo feminino e do sexo masculino. Tendo por base esses dados a análise busca apreender a dinâmica na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) sob a perspectiva da sexualização/generificação das carreiras (ROSEMBERG, 2001; CARVALHO, 2010; FERREIRA, NUNES, KLUMB, 2013. Ao se analisar o acesso a essa modalidade de ensino de homens e mulheres na UFPB, os dados apontam que mais mulheres ingressam e concluem os cursos superiores. Todavia, ao se analisar a distribuição por cursos, ainda mantém-se a feminilidade e masculinidade de determinadas carreiras profissionais. Nesse sentido, os resultados da investigação apontam que o processo de expansão da educação superior não vem acompanhado de motivações profissionais a cursos que, historicamente, se constituem como masculinos, o caso das Engenharias, e/ou cursos femininos, o caso da Pedagogia, mantendo-se processos de desigualdade entre os sexos nas carreiras profissionais.

https://doi.org/10.22348/riesup.v2i3.7576
PDF

Revista Internacional de Educação Superior utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.