As concepções de “Nova Universidade” e “Multiversidade” de José Mariano da Rocha Filho: modernização conservadora

Autores

  • Breno Antonio Sponchiado Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

DOI:

https://doi.org/10.22348/riesup.v3i1.7654

Palavras-chave:

Reitor Mariano da Rocha Filho. Nova universidade. Multiversidade.

Resumo

O texto analisa as ideias mestras do pensamento de José Mariano da Rocha Filho, o pioneiro da interiorização do Ensino Superior no Brasil na UFSM. Perscruta o seu deslumbramento pelo modelo norte-americano de Universidade e seu projeto de transplantá-lo para o centro do Rio Grande do Sul, encontrando apoio do Governo Militar na sua proposta desenvolvimentista e dependente. Mostra que a “Nova Universidade” e a “Multiversidade” concebidas pelo Reitor representaram, por um lado, um avanço modernizador na estruturação, gestão e expansão do Ensino Superior e, ao mesmo tempo, um processo ideologicamente conservador e até reacionário, porquanto assentado em um ideário antidemocrático, centralizador e com um viés isolacionista. O que explica sua pouca duração. A pesquisa se instrumentalizou em análise crítica da produção bibliográfica de Mariano da Rocha e outros comentaristas e biógrafos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Breno Antonio Sponchiado, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Professor da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Câmpus de Frederico Westphalen

Downloads

Publicado

2017-04-26

Como Citar

SPONCHIADO, B. A. As concepções de “Nova Universidade” e “Multiversidade” de José Mariano da Rocha Filho: modernização conservadora. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 3, n. 1, p. 6–26, 2017. DOI: 10.22348/riesup.v3i1.7654. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8650573. Acesso em: 5 dez. 2021.