O trabalho de conclusão de curso e as diretrizes curriculares

a experiência do curso de pedagogia (UFU-Campus do Pontal)

Palavras-chave: Ensino de graduação, Curso de pedagogia, Trabalho de conclusão de curso, Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

O artigo aborda a experiência do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Uberlândia (campus do Pontal), localizado na cidade de Ituiutaba-MG, e a adoção do Trabalho de Conclusão de Curso como componente curricular obrigatório desde sua criação, no ano de 2007. As Diretrizes Curriculares Nacionais tanto as que tratam dos cursos de licenciaturas em geral quanto as que têm como objetivo regulamentar o curso de Pedagogia têm sido omissas em relação ao Trabalho de Conclusão de Curso o que delega às Instituições de Ensino Superior (IES) a decisão sobre adotar ou não o TCC no formato optativo ou obrigatório. No caso aqui em específico, dos 3 cursos de Pedagogia da UFU (2 presenciais e 1 a distância) apenas o do campus do Pontal adotou desde o início o TCC obrigatório, assim, nossa análise baseia-se nos dados obtidos a partir das primeiras turmas que concluíram a graduação em Pedagogia na década inicial de existência desse curso (até o ano de 2017) e que apresentaram 218 TCC’s em defesas públicas, discutindo-se questões relativas ao campo educacional. Esses trabalhos apresentaram grande diversidade temática, considerando-se as subáreas do CNPq, além de quase a metade deles ter decorrido de Iniciação Científica, Estágio Supervisionado, Programas de Ensino (PIBID, PET, etc.). Acreditamos fomentar maior reflexão sobre os cursos de graduação em Pedagogia que devem possibilitar aos alunos a experiência da produção de textos, apoiada nos parâmetros da escrita acadêmica e da pesquisa científica, de forma que o TCC pode ser uma ferramenta fundamental nessa tarefa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sauloéber Társio de Souza, Universidade Federal de Uberlândia

Doutorado em Educação na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor associado da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). 

Referências

ANDRÉ, Marli E.D. Pesquisa em Educação: Buscando Rigor e Qualidade. Cadernos de Pesquisa, n.113, p.51-64, julho/2001.

ANDRÉ, Marli E.D. Pesquisa em Educação: questões de teoria e método. Anais do V Encontro Nacional de Pesquisa em Educação e Ciências. Bauru-SP, 2005.

BRASIL. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Disponível em: http://www.cnpq.br/documents/10157/186158/TabeladeAreasdoConhecimento.pdf
Acesso em 28/dez/2019.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), 2014.

BRASIL. Curso de Pedagogia Campus do Pontal, UFU. Projeto Pedagógico, 2018. Disponível em: https://www.sei.ufu.br/sei/modulos/pesquisa/md_pesq_documento_consulta_externa.php?yPDszXhdoNcWQHJaQlHJmJIqCNXRK_Sh2SMdn1U-tzOTpmmgT33WB409R1o6PfBT2L9wc_C_9l07RwQK7iBcpv00Kr4zz6VOvvJlqfMbG8J_RACwiP2VFvndQltw_eAn Acesso em: 28/dez/2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer nº 2/2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial e Continuada dos Profissionais do Magistério da Educação Básica. Brasília, DF: CNE, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução do CNE/CP nº 1/06. Brasília, 2006.

BRASIL. Universidade Federal de Uberlândia. SEI Resolução n. 32/2017. Conselho Universitário. Uberlândia, 2017.

FARIA FILHO, L. Avaliação da pós-graduação em Educação: questões, dilemas e algumas proposições. Revista Educação em Foco, ano 19, n. 27, p. 173-205, jan./abr. 2016.

FRAUCHES, Celso da Costa. Diretrizes Curriculares para os Cursos de Graduação. Editora ABMS: 2008.

WARDE, Míriam J. O papel da pesquisa na Pós-Graduação em educação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 73, p. 67-75, maio 1990.
Publicado
2020-04-19
Como Citar
Souza, S. T. de. (2020). O trabalho de conclusão de curso e as diretrizes curriculares . Revista Internacional De Educação Superior, 7, e021011. https://doi.org/10.20396/riesup.v7i0.8658272
Seção
Relatos de experiências