Políticas de acesso a educação superior

uma análise no instituto de ciências exatas e tecnologia / Universidade Federal do Amazonas

Palavras-chave: Processos seletivos, Ações afirmativas, Democratização

Resumo

Esse artigo teve por objetivo descrever as formas de acesso adotadas no Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICET) ao longo do seu desenvolvimento com vistas ao direito e à democratização da população em condição socioeconômica desfavorável. Em busca da resposta do objetivo proposto, foi realizado pesquisa e análise bibliográfica e documental. Trata-se de um estudo de cunho explicativo e descritivo, caracterizada como um estudo de caso com abordagem quantitativo-qualitativa, baseado no método do materialismo histórico dialético. Este artigo está subdividido em cinco seções: concepções de políticas públicas de acesso à educação superior, direito e democratização do acesso à educação superior, reserva de vagas no ICET e, por fim, breve histórico e contextualização dos processos seletivos adotados pelo ICET. Com esse estudo, foi possível perceber que a distribuição das vagas totais entre reserva de vagas e ampla concorrência tem ocorrido de forma progressiva e cumprindo com as determinações das Leis n. 12.711 de 2012 e n. 13.409 de 2016 e, que a disponibilização e distribuição das vagas entre as diversas categorias de reserva de vagas também têm ocorrido de forma progressiva. Foi possível verificar que as ações afirmativas são políticas públicas educacionais voltadas ao acesso à educação superior pública dos grupos sociais mais desfavorecidos ou discriminados, e tem contribuido no combate a desigualdade e discriminação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alan Sérgio Mazzari, Universidade Federal do Amazonas

Mestrando em Educação Universitária pela Facultad de Humanidades y Artes de la Universidad Nacional de Rosário de la República Argentina. Sendo professor da UFAM (Universidade Federal da Amazonas).

Nádia Maciel Falcão, Universidade Federal do Amazonas

Doutora em Educação (2014) pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Rio de Janeiro. Desde 2005 é Professora efetiva da UFAM, Manaus. Professora e orientadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFAM, Manaus. 

Ramon Fica Carrasco , Universidade Nacional de Rosario

 Professor efetivo da UNR - Universidade Nacional de Rosario, Argentina. Professor e orientador do Programa de Pós- Graduação em Educação Universitária da UNR, Argentina. 

Referências

AMARAL, Shirlena Campos de Souza; MELLO, Marcelo Pereira. Políticas Públicas de Acesso aso Ensino Superior: Avançando na análise da Política de Cotas com a Utilização do ENEM/SISU na UENF. Revista Científica Internacional, edição 25, v. 1, artigo n. 3, 2013. Disponível em: file:///C:/Users/user/Downloads/238-537-1-SM.pdf. Acesso em: 28 de março de 2020.

BARBOSA, Maria Gláucia Linhares Batista. As Políticas Educacionais da Secretaria Estadual de Educação do Estado de Rondônia (1998-2010). 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2012.

BARBOSA NETO, Donizete Calheiros Marques; SANTOS, Diego da Guia; RITA, Luciana Peixoto Santa; FINGER, Andrew Beheregarai; SILVA, Maria Beatriz Oliveira da. Políticas Públicas e Programas de acesso a Educação Superior no Brasil: um estudo sobre o FIES. PROFIAP – Mestrado profissional em administração pública, (s. d). Disponível em: http://www.profiap.org.br/profiap/eventos/2016/i-congresso-nacional-de-mestrados-profissionais-em-administracao-publica/anais-do-congresso/41422.pdf. Acesso em: 28 de março de 2020.

BARBOSA, Valci Aparecida. Políticas de democratização da educação superior: análise do Programa de Integração e de Inclusão Étnico-racial da Unemat – PIIER/UNEMAT (2005/2 a 2011/1). 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado de Mato Grosso, Cáceres, 2013.

BARROS, Aparecida da Silva Xavier. Expansão da Educação Superior no Brasil: Limites e possibilidades. Educ. Soc., Campinas, v. 36, n. 131, p. 361-390, abril a junho de 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v36n131/1678-4626-es-36-131-00361.pdf. Acesso em: 28 de março de 2020.

BITTENCOURT, Evaldo de Souza. Políticas de Educação na atualidade como desdobramento da Constituição Federal e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação. In: MORAES, Bianca Mota... [et al.]. Políticas Públicas de Educação. Rio de Janeiro, RJ: Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Universidade Federal Fluminense, 2016. Disponível em: http://www.mprj.mp.br/documents/20184/1161651/livropoliticaspublicasdeeducacao_vol1_versaodigital_1ed.pdf. Acesso em: 28 de março de 2020.

BORGES, Gabriela Ferreira de Mello; ARAÚJO, Clarice Alves; PEREIRA, Dulceana. Politicas Públicas e Políticas Educacionais: primeiras aproximações. Revista Encontro de Pesquisa em Educação, Uberaba, v. 1, n. 1, p. 62-75, outubro de 2013. Disponível em: file:///C:/Users/user/Downloads/673-3095-1-PB.pdf. Acesso em: 28 de março de 2020.

Publicado
2020-07-17
Como Citar
Mazzari, A. S., Falcão, N. M., & Carrasco , R. F. (2020). Políticas de acesso a educação superior. Revista Internacional De Educação Superior, 7, e021025. https://doi.org/10.20396/riesup.v7i0.8659088
Seção
Artigos