Manual agronômico do café

camponeses, terra, contradição e apagamento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v27iI.8665449

Palavras-chave:

Manual agronômico, Café, Camponês, Escrita, Apagamento

Resumo

Este estudo apresenta uma análise linguístico-discursiva do Manual de Implementação dos Itens Fundamentais do Currículo de Sustentabilidade do Café (CSC). Trata-se de um manual agronômico assinado pela Plataforma Global do Café, associação internacional que se ocupa de questões que tocam a cadeia produtiva cafeeira. Nosso objetivo é trazer uma investigação sobre a distância entre o Manual, texto injuntivo sobre as práticas na cafeicultura, e o camponês, alvo frequentemente declarado desse dizer-como-fazer. Esta investigação se sustenta sobre uma articulação entre duas linhas de pesquisa no campo da Linguística, a saber: a História das Ideias Linguísticas e a Análise do Discurso Materialista, notadamente através das categorias teórico-analíticas efeito-leitor (HORTA NUNES, 2008b) e forma sujeito (ORLANDI, 2013). Esse gesto permite expandir uma reflexão sobre os manuais enquanto instrumentos tecnológicos, os quais se fundam por um efeito da escrita enquanto forma única e excludente de materialização do conhecimento. O resultado da análise empreendida torna observável a contradição constitutiva do Manual. Sobre e sob um movimento institucional de apagamento da relação dos camponeses com a terra, o manual agronômico é voltado justamente a esses sujeitos, que historicamente se encontram à margem, a uma só vez, dessa tecnologia e dos saberes legitimados que ela materializa.       

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sheila Maria Resende, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Linguística no Instituto de Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

AUROUX, Sylvain. [1992] A revolução tecnológica da gramatização. Campinas: Editora da Unicamp, 2014 [1992].

BRASIL. Senado Federal. Lei n. 11.326, de 2006. Disponível em: https://legis.senado.leg.br/sdleg-getter/documento?dm=4080268&disposition=inline. Acesso em: 23 jul. 2020.

CAMINHA, Pero Vaz de. Carta a El Rei D. Manuel. São Paulo: Dominus, 1963.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

NUNES, José Horta. O Discurso Documental na História das Ideias Linguísticas e o Caso dos Dicionários. Alfa, São Paulo, v. 52, n. 1, 81-100, 2008a.

NUNES, José Horta. Uma articulação da análise de discurso com a história das ideias linguísticas. Letras (UFSM), v. 18, p. 107-124, 2008b.

ORLANDI, Eni Puccinelli. A leitura e os leitores. Campinas: Editora Pontes, 1998.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Um fato, um acontecimento, uma história: ideias linguísticas no Brasil, Relatos, Campinas, n. 6, 2000.

ORLANDI, Eni Puccinelli. História das Ideias Linguísticas. Construção do Saber Metalinguístico e Constituição da Língua Nacional. Campinas: Pontes; Cárceres: Unemat Editora, 2001.

ORLANDI, Eni Puccinelli. [1993] As formas do silêncio: No movimento dos sentidos. 6 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

ORLANDI, Eni Puccinelli. [1990] Terra à vista: Discurso do confronto: Velho e Novo Mundo. 2. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2008.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Língua e conhecimento linguístico: para uma história das ideias no Brasil. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

PAYER, Maria Onice. Educação popular e linguagem: Reprodução, confrontos e deslocamentos de sentidos. 2. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

PLATAFORMA GLOBAL DO CAFÉ. Manual de Implementação dos Itens Fundamentais do Currículo de Sustentabilidade do Café (CSC).

SILVA, M. V. da; PFEIFFER, C. C. Pedagogização do espaço urbano. RUA, Campinas, SP, v. 20, p. 87–107, 2015. DOI: 10.20396/rua.v20i0.8638247. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8638247.

SILVA, T. D. A biodiversidade e a floresta tropical no discurso de meio ambiente e desenvolvimento. 1995. 187 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1995.

Downloads

Publicado

2021-04-26

Como Citar

RESENDE, S. M. Manual agronômico do café: camponeses, terra, contradição e apagamento. RUA, Campinas, SP, v. 27, n. 1, p. 79–96, 2021. DOI: 10.20396/rua.v27iI.8665449. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8665449. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Estudos