O serviço social no programa de residência multiprofissional em atenção à saúde da Unifesp/SP

  • Terezinha De Fátima Rodrigues Universidade Federal de São Paulo
  • Bruna Roberta Nascimento Costa Universidade Católica de Santos
  • Carmem Lúcia Brandalise Prefeitura Municipal de Santos
  • Maíra Heise Secretaria Municipal de Saúde de Santos
  • Marcelle Relva de Moraes Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Silvia Maria Tagé Thomaz Universidade Federal de São Paulo
Palavras-chave: Residência multiprofissional. Serviço social. Interdisciplinaridade. Trabalho em equipe.

Resumo

O artigo tem como objetivo compartilhar a experiência de implantação do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Universidade Federal de São Paulo, Campus Baixada Santista, no município de Santos/SP. Reflete a inserção da área de Serviço Social, seus desafios à profissão que tem nesta modalidade de ensino e trabalho profissional, possibilidades da educação continuada com a complementaridade de conhecimentos e espaço de formação, norteada pelo Projeto de Reforma Sanitária e o Projeto ético-político da profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Terezinha De Fátima Rodrigues, Universidade Federal de São Paulo
Professora Adjunto na Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP - Campus Baixada Santista - Departamento de Políticas Públicas e Saúde Coletiva. Vice-coordenadora do curso de Serviço Social - Campus Baixada Santista - gestão 2014-2016. É docente no curso e coordenadora da Comissão de TCC. Tutora, docente e representante da área de serviço social no Programa de Residência Multiprofissional em Atenção à Saúde - Campus Baixada Santista (2010-2015). Atualmente, tutora no Programa de Residência Multiprofissional Redes de Atenção Psicossocial/Campus Baixada Santista. Foi representante da microregião (ABC e Baixada Santista) na Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social- ABEPSS Sul II (2012/2014).
Bruna Roberta Nascimento Costa, Universidade Católica de Santos
Assistente Social formada pela Universidade Católica de Santos. Participante do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação em Saúde- NEPEC que esta vinculado ao Programa de Mestrado em Saúde Coletiva.da mesma universidade. Realizou por 2 anos estagio na Santa Casa de Santos e atualmente trabalha em Organização Não Governamental que realiza atendimento a Crianças e Adultos com câncer.
Carmem Lúcia Brandalise, Prefeitura Municipal de Santos
Mestre em Ensino em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo, com especialização em Política Pública, pela Universidade de Brasília. Graduada em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1986. Iniciou atuação profissional no município de Joinville onde assessorava associações de bairros em projetos sociais. Trabalhou como extensionista rural em projetos de assentamento de reforma agrária no Paraná. Em 1989 passou a trabalhar na Prefeitura Municipal de Santos, inicialmente na gerência de serviços da Secretaria de Assistência Social; 1992 na Secretaria de Saúde, no Departamento de Vigilância Epidemiológica, em ações de educação em saúde, avaliação e monitoramento de programas. Participou do processo de seleção e formação dos profissionais do Programa de Agente Comunitário de Saúde e Saúde da Família, sendo responsável técnica pela capacitação dos agentes no Curso de Formação Inicial, respondendo também pela coordenação local do curso realizado em parceria com a CEFOR-SP. 
Maíra Heise, Secretaria Municipal de Saúde de Santos
Graduada em Serviço Social pela Universidade Estadual de São Paulo - UNESP. Foi Aprimorando do curso de Aprimoramento de Serviço Social em Pediatria da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Concluiu a Residência Multiprofissional de Atenção a Saúde e Curso de Pós Graduação Lactu Sensu Formação e Cuidado em Rede da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. Atualmente está cursando o Programa de Pós Graduação Strictu Sensu Interdisciplinar em Ciências da Saúde da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. Atua como assistente social no Centro Psicossocial Álcool e outras Drogas - CAPS AD da Secretaria Municipal de Saúde de Santos e como Professora da Graduação de Serviço Social na Universidade de São Paulo.
Marcelle Relva de Moraes, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Graduada em Serviço Social pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) no ano de 2010. Atualmente é residente no Programa de Residência Multiprofissional em Atenção à Saúde, pós-graduação lato sensu, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) campus Baixada Santista. Neste programa o profissional da área da saúde atua tanto no cenário da atenção básica quanto na atenção hospitalar visando a continuidade de um cuidado integral.
Silvia Maria Tagé Thomaz, Universidade Federal de São Paulo
Graduação em Serviço Social pela Universidade Católica de Santos (1978), mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999) e doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de São Paulo - Campus Baixada Santista e estatutário da Universidade Federal de São Paulo. Coordena o Programa de residência Multiprofissional em Atenção à Saúde. Coordena o NEPSSA - Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Saúde Sócio Ambiental. Experiência em docência na área de Serviço Social e Saúde Pública, com ênfase em Prática Profissional.

Referências

BERTANI, I. F.; REZENDE, R. M. (Orgs). Conversas interessantes sobre saúde. Programa de Extensão QUAVISSS. Franca: UNESP-FHDSS, 2007.

CECCIM. R. B. Residências em saúde: as muitas faces de uma especialização em área profissional integrada ao SUS. In: FAJARDO, A. P.; ROCHA, C. M. F.; PASINI, V. L. (Org.) Residências em Saúde: fazeres & saberes na formação em saúde. Brasil. Ministério da Saúde. Grupo Hospitalar Conceição. Porto Alegre: Hospital Nossa Senhora da Conceição. 2010, p. 18-22.

CFESS. Resolução nº 273. Código de Ética Profissional do Assistente Social. 9ª ed. rev. e atual. Brasília (DF), 1993.

CFESS. Resolução nº 383. Caracteriza o assistente social como profissional da saúde. Brasília (DF), 1999.

CFESS. Parâmetros para Atuação de Assistentes Sociais na Política de Saúde. Brasília (DF), 2010.

FAZENDA, I.C.A. Integração e interdisciplinaridade do ensino brasileiro: efetividade ou ideologia? 4 a. ed. São Paulo: Loyola; 1997.

NETO, J. P. A construção do projeto ético-político do Serviço Social em frente à crise contemporânea. Capacitação Profissional. Módulo 1. Brasília: CFESS: UNB, 1999.

NOGUEIRA, V.M.R. A importância da equipe interdisciplinar no tratamento de qualidade na área de saúde. Revista Katálysis. Florianópolis (SC). Departamento de Serviço Social da UFSC, n. 01, junho/1997.

UNIFESP. Projeto Político-Pedagógico do Campus Baixada Santista. A Educação interprofissional na formação em saúde. São Paulo, 2006.

UNIFESP. Campus Baixada Santista. Projeto Político Pedagógico do Curso de Serviço Social. São Paulo, 2009.

UNIFESP. UNIFESP. Projeto Político Pedagógico do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde. São Paulo, 2010.

Publicado
2015-05-06
Como Citar
Rodrigues, T. D. F., Costa, B. R. N., Brandalise, C. L., Heise, M., Moraes, M. R. de, & Thomaz, S. M. T. (2015). O serviço social no programa de residência multiprofissional em atenção à saúde da Unifesp/SP. Serviço Social E Saúde, 10(2), 127-142. https://doi.org/10.20396/sss.v10i2.8634844
Seção
Artigos