Estudo socioeconômico: indicadores e metodologia numa abordagem contemporânea

Maria Inês Gândara Graciano, Neide Aparecida de Souza Lehfeld

Resumo


Este artigo objetiva a atualização dos indicadores e da metodologia para a realização do estudo socioeconômico construídos nas últimas três décadas por Graciano (1980), e Graciano; Lehfeld; Neves Filho (1996,1999). Pretende ainda contribuir com os profissionais da área de Serviço Social oferecendo subsídios técnicos para a realização do referido estudo, visando ao conhecimento da realidade social e à viabilização de direitos, em consonância com o projeto ético-político.


Palavras-chave


Indicadores sociais. Estratificação social. Metodologia. Serviço social

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS POPULACIONAIS. Critério de

classificação econômica Brasil. Disponível em: http://www.abep.org.br/codigosguias/ABEP_CCEB.pdf. Acesso em: 22 ago. 2007.

BENJAMIN, C. Reforma, nação e barbárie. Inscrita, Brasília, v. 1, n. 1, p. 7-14, nov. 1997.

BRASIL. Ministério da Saúde. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Disponível em:

http://www.saude.gov.br/doc/lei8080.htm. Acesso em: 01 jul. 2001.

BRASIL. Código de ética do assistente social. In: CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO (Org.). Legislação Brasileira para o Serviço Social. São Paulo: CEFESS, 1993a.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. CBO - Classificação Brasileira de Ocupações 2002. Disponível em: http://www.mtecbo.gov.br/indexFaqs.asp. Acesso em: 22 ago. 2007.

BRASIL. Ministério do Trabalho. Classificação Brasileira de ocupações CBO - 1994. Brasília: Secretaria de Políticas de Emprego e Salário, 1995. 2v.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 8.662 de 7 de junho de 1993b. Dispõe sobre a profissão de assistente social e da outras providências. In: CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. Legislação Brasileira para o Serviço Social: coletânea de leis, decretos e regulamentos para instrumentação da(o)

assistente social. São Paulo: Conselho Regional de Serviço Social, 2006. p. 32-49.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 6 maio 2008.

BRASIL. Presidência da República. Lei n. 11.274, de 6 fevereiro de 2006. Altera a redação dos arts. 29, 30, 32 e 87 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, dispondo sobre a duração de 9 (nove) anos para o ensino fundamental, com matrícula obrigatória a partir dos 6 (seis)

anos de idade. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-

/2006/Lei/L11274.htm. Acesso em: 6 maio 2008.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL - CFESS. Parâmetros para a

Atuação de Assistentes Sociais na Saúde. Brasília: CFESS. nov. 2009. 47 p.

FÁVERO, E. T. O estudo social: fundamentos e particularidades de sua construção na área judiciária. In: CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. O estudo social em perícias, laudos e pareceres técnicos: contribuição ao debate no judiciário, penitenciário e na previdência social. São Paulo: Cortez, 2003. p. 9-51.

FÁVERO, E. T.; MELÃO, M. J. R.; JORGE, M. R. T. (Org.). Componentes do Trabalho: Objetivos, Atividades, Tempo e Instrumentos. In: FÁVERO, E. T. O Serviço Social e a psicologia no Judiciário: construindo saberes, conquistando direitos. São Paulo: Cortez, 2005. p. 97-133.

GRACIANO, M. I. G. Critérios de avaliação para classificação socio-econômica. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 1, n. 3, p. 81-103, out. 1980.

GRACIANO, M. I. G.; LEHFELD, N. A. S.; NEVES FILHO, A. Critérios de avaliação para classificação sócio-econômica: elementos para a atualização parte II. Serviço Social & Realidade, Franca, v. 5, n. 2, p. 171-201, 1996.

GRACIANO, M. I. G.; LEHFELD, N. A. S.; NEVES FILHO, A. Critérios de avaliação para a classificação sócio-econômica: elementos de atualização. Serviço Social & Realidade, Franca, v. 8, n. 1, p. 109-28, 1999.

GRACIANO, M. I. G. et al. Aproximação e configuração da realidade socio-econômica dos usuários do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo: uma nova metodologia construída pelo Serviço Social. Bauru: Construindo o Serviço Social, Bauru, n. 9, p. 173-98, 2001.

GRACIANO, M.I.G. O Estudo Socieconomico e Políticas Sociais. In: KOGA, D.; GANEV, E.; FAVERO, E.(org.). Cidades e questões sociais. São Paulo: Andross. 2008. p. 225-44.

GUERRA, Y. A categoria instrumentalidade do Serviço Social no equacionamento de pseudo problemas da/na profissão. Construindo o Serviço Social, Bauru, n. 3, p. 9-29, 1998.

GUERRA, Y. Instrumentalidade no trabalho do assistente social. In: Programa de capacitação continuada para assistentes sociais - Módulo 04: O trabalho do assistente social e as políticas de sociais. Brasília: CFESS-ABEPSS – CEAD/NED-Unb, 1999. p. 52-63.

GURVITCH, G (1966) apud GOHN, M. da G. Classes sociais e movimentos sociais. In: Capacitação em Serviço Social e Política Social: módulo 02: crise contemporânea, questão social e serviço social. Brasília: CEAD, 1999. p. 35-54.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico 2000: características da população e dos domicílios - parte 1 e 2. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2000.

JANNUZZI, P. M. Indicadores sociais no Brasil. 3. ed. Campinas: Alínea, 2004.

LOURENÇÃO, C. de M.; GRACIANO, M. I. G.; MENDES, E. F. de O. Avaliação da importância do estudo socioeconômico familiar para o planejamento e intervenção da equipe interdisciplinar do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais HRACF/USP – Bauru. Construindo o Serviço Social. Bauru, n. 4, p. 121-40. 1998.

MARTINELLI, M. L. O exercício profissional do assistente social na área da saúde: algumas reflexões éticas. Serviço Social & Saúde, Campinas, v. 6, n. 6, p. 21-34, maio 2007.

MARTINELLI, M. L.; KOUMROUYAN, E. Um novo olhar para a questão dos instrumentais técnico-operativos em Serviço Social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 15, n. 45, p. 137-41, ago. 1994.

MIOTO, R. C. Estudos socioeconômicos. In: CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL – CFESS, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL – ABEPSS. Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009. p. 481-96.

PAVÃO, A. P. A. R.; GRACIANO, M. I. G.; BLATTNER, S. H. B. Os indicadores do estudo sócio econômico na construção do relatório social no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais. Serviço Social & Saúde, Campinas, v. 5, n. 5, p.183-216, maio 2006.

PEREIRA, A.; GRACIANO, M. I. G. Estudo sócio-econômico: um instrumento estratégico do Serviço Social na área da saúde e reabilitação. Construindo o Serviço Social, Bauru, n. 4, p. 93-120, 1998.

RODRIGUES, M. L. Elucidação de alguns conceitos básicos: prática profissional e dinâmica da ação. In: RODRIGUES, M. L. Ações e interlocuções: estudos sobre a prática profissional do assistente social. São Paulo: Veras, 1999. p. 15-9.

SARMENTO, H. B. de M. Instrumentos e técnicas em Serviço Social: elementos para uma rediscussão. 1994. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1994.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Portaria 4722/09 SME, 16 de outubro de 2009. Dispõe sobre a organização das Unidades de Educação Infantil, de Ensino Fundamental e Médio e dos Centros Educacionais Unificados da Rede Municipal de Ensino e dá outras providências. Disponível em:http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/Documentos/OrganizaEscola2010/PORTARIA4722_Organizacao_Unidades.pdf. Acesso em: 12 julho 2010.

SPOSATI, A. O. Assistência na trajetória das políticas sociais brasileiras: uma questão em análise. São Paulo: Cortez, 1985.




DOI: https://doi.org/10.20396/sss.v9i1.8634873

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Serviço Social e Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Serv. Soc. & Saúde, Campinas (SP) - e-ISSN 2446-5992.