Violência e controle sócio-penal contra adolescentes com práticas infracionais

Autores

  • Maria Liduína de Oliveira e Silva Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/sss.v9i1.8634876

Palavras-chave:

Adolescentes. Violência. Controle sócio-penal e prática infracional

Resumo

Esse artigo aborda a situação dos adolescentes em conflito com a lei, a partir do imbricamento da relação violência e controle sócio-penal, constitutiva no capitalismo contemporâneo e operacionalizada pelo Sistema de Administração da Justiça Juvenil Brasileiro. Aborda também os principais marcos históricos do controle nas legislações de proteção a infância e a adolescência, bem como, reflete criticamente a relação questão social, Estado penitência e judicialização das relações sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Liduína de Oliveira e Silva, Universidade Federal de São Paulo

Doutorado (2005) e mestrado (1999) em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; especialização (1993) em teoria e metodologia no Serviço Social e graduação em Serviço Social (1987) e em Pedagogia (1993), ambas pela Universidade Federal do Pará. Vice-Presidente da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), regional São Paulo e Mato Grosso do Sul (gestão 2009 2010). Coordenadora do Curso de Serviço Social (gestão 2009-2013). Coordenadora da Câmara de Ensino de Graduação do Campus Baixada Santista (2012/junho/14). Atualmente, é professora adjunta do Curso de Serviço Social da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP- BS), vice-coordenadora do Centro de Educação em Direitos Humanos (2012-2014) Unifesp/BS e Coordenadora da Universidade da Terceira Idade da Universidade Federal de São Paulo - Campus BS (2014/15). 

Referências

BARATTA, A. Criminologia Crítica e Crítica do Direito Penal: introdução à sociologia do direito penal. 2 ed. Rio de Janeiro: Instituto Carioca de Criminologia Freitas Bastos, 1999. (Coleção Pensamento Criminológico, 1).

BATISTA, N. Caros Amigos. São Paulo, n. 77, ano VII, p 28-33, 2003.

BATISTA, N. Introdução crítica ao direito penal brasileiro. Rio de Janeiro: Revan, 8º edição, novembro de 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília: 1991.

BRASIL. Código Penal. Decreto-lei n. 3.914, de 9 de dezembro de 1941. São Paulo: Rideel Ltda, 1999.

BRASIL. Código de Menores. São Paulo: Forense, 1982.

MARX, K. Crítica da filosofia do direito de Hegel. Tradução de Conceição Jardim e Eduardo Lúcio Nogueira. 2. ed. Portugal: Editora Presença; Brasil: Livraria Martins Fontes, [s.d].

MENDEZ, E. G. Infância e cidadania na América Latina. Tradução de Ângela Maria Tijiwa. São Paulo: Hucitec/Instituto Airton Senna, 1998.

MÉSZAROS, I. Para além do capital. Campinas: Editora da UNICAMP; São Paulo: Boitempo, 2002.

PASSETTI, E. Anarquismos e sociedade de controle. São Paulo: Cortez, 2003.

WACQUANT, L. As prisões da miséria. Tradução André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

Downloads

Publicado

2015-05-06

Como Citar

SILVA, M. L. de O. e. Violência e controle sócio-penal contra adolescentes com práticas infracionais. Serviço Social e Saúde, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 27–37, 2015. DOI: 10.20396/sss.v9i1.8634876. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/sss/article/view/8634876. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)