Banner Portal
Educação, saúde, serviço social e humanização: desafios éticos e propostas institucionais emancipatórias
PDF

Palavras-chave

Humanização. Educação. Emancipação. Ética. Serviço Social

Como Citar

NUNES, César. Educação, saúde, serviço social e humanização: desafios éticos e propostas institucionais emancipatórias. Serviço Social e Saúde, Campinas, SP, v. 7, n. 1/2, p. 31–48, 2015. DOI: 10.20396/sss.v7i1/2.8634931. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/sss/article/view/8634931. Acesso em: 24 jun. 2024.

Resumo

O artigo busca caracterizar sobre as matrizes políticas e culturais de nossa prática social, com enfoque para as identidades produzidas pela tradição colonial, sobreposta pela experiência política do império brasileiro, ambas estruturadas a partir da hegemonia das relações escravocratas e patriarcais, consagradas pela onipotência do Estado e suas influências na realidade política. A República e suas fases ou etapas não altera essa identidade até a eclosão de um novo sujeito social, reconhecido nas lutas e movimentos sociais que conquistaram a redemocratização do país após a ditadura militar (1964-1985) consignando um novo marco histórico, jurídico e social que se materializa nas novas grades de leis e direitos sociais: o estatuto da Criança e do Adolescente, o SUS, as instituições de proteção e direitos da Mulher, as lutas pela igualdade étnica e cultural, as iniciativas de políticas públicas de inclusão e reparação social, as perspectivas de um novo “ethos” ambiental do Brasil, o reconhecimento social tutelar da condição do idoso, dos portadores de necessidades especiais, dos índios, do negro, dos homossexuais, entre outros segmentos e vanguardas civis emancipatórias. Apresenta as tendências históricas e os constituintes éticos e políticos dessa tradição de dominação e aponta possibilidades de inversão, superação e desarticulação dessas tendências ou matrizes autoritárias, a partir da prática política, da ressignificação da formação ética e educacional, da reconstituição dos valores sociais numa prospectiva de solidariedade, humanização, justiça social e democratização política.

https://doi.org/10.20396/sss.v7i1/2.8634931
PDF

Referências

BAUMAN, Z. Globalização: as conseqüências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1999.

HABERMAS, J. O discurso filosófico da modernidade. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VIRILIO, P. The Lost Dimension. New York: Semiotext, 1991.

HOBSBAWN, E. A Era dos Extremos: o breve século XX. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

PRIGOGINE, I. A administração do caos. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

SARTRE, J. Crítica da Razão Dialética. São Paulo: Paz e Terra, 1989.

ANDERSON, P. O Fim da História: de Hegel a Fukuyama. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1992.

NUNES, C. Educar para a Emancipação. Florianópolis: Editora Sóphos, 2003.

A Serviço Social e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.