Banner Portal
Repensando a interdisciplinaridade: contributos à atuação do assistente social na área da saúde
PDF

Palavras-chave

Revisão de literatura. Interdisciplinaridade. Formação continuada. Serviço social

Como Citar

MARCONDES, Nilsen Aparecida Vieira; BRISOLA, Elisa Maria Andrade; SANTOS, Sandra Regina dos; CHAMON, Edna Maria Querido de Oliveira. Repensando a interdisciplinaridade: contributos à atuação do assistente social na área da saúde. Serviço Social e Saúde, Campinas, SP, v. 11, n. 1, p. 67–98, 2015. DOI: 10.20396/sss.v11i1.8635028. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/sss/article/view/8635028. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

A trajetória reflexiva que segue está apoiada numa revisão de literatura. O foco da análise volta-se para o tripé Interdisciplinaridade, Formação Continuada e Serviço Social considerando queisso traz subsídios para o profissional envolvido com ações no âmbito da saúde. Entretanto, considera-se também bastante pertinente, enquanto elementos complementares à análise, a exposição de algumas ideias referentes à conceituação da palavra, resgate histórico, motivações para se refletir e agir interdisciplinarmente, reflexos destas atitudes dentro dos ambientes acadêmicos, societário, e por fim sobre os desafios que se colocam aos que desejam trilhar por este caminho.

https://doi.org/10.20396/sss.v11i1.8635028
PDF

Referências

BAPTISTA, M.V.; RODRIGUES, M.L. A formação pós-graduada – Stricto Sensu – em Serviço Social: Papel da pós-graduação na formação profissional e desenvolvimento do Serviço Social. In: Cadernos ABESS-CEDEPSS, v. -, n. 5, maio. p. 108-134, 1992.

BOURGUIGNON, J. A. A particularidade histórica da pesquisa no Serviço Social. Katálysis, Florianópolis: EDUFSC, v.10, n. especial. p. 46-54, 2007.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social. Política Nacional de Assistência Social. Brasília, DF, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. V Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Brasília, DF, 2010. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/sobre-a-capes/planonacional-

de-pos-graduacao>. Acesso em: 07 fev. 2012.

BUARQUE DE HOLANDA, A. Dicionário da Língua Portuguesa. Curitiba: Positivo, 2010.

CARVALHO, D. B. B.; SILVA E SILVA, M. O. da. Conclusão. In: _____;______(Orgs.). Serviço Social, Pós-Graduação e Produção de Conhecimento no Brasil. São Paulo: Cortez, 2005. p. 133-138.

CHAMON, E. M. Q. de O. Apresentação. In: ______(Org.). Gestão de Organizações Públicas e Privadas: uma abordagem interdisciplinar. Rio de Janeiro: Brasport, 2007. p. VII-IX.

CHAMON, E. M. Q. de O. Memorial. São José dos Campos/SP: [s.n], 2011.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. Código de Ética do Assistente Social. Lei nº 8.662/93 de regulamentação da profissão. Brasília: Teixeira Gráfica e Editora Ltda, 2007.

CUNHA, J.R. Epistemologia e Modernidade. O Positivismo: Comte. Revista FGV Direito. Rio de Janeiro, 2008. Disponível em: http://academico.direitorio.fgv.br/wiki/Epistemologia_e_Modernidade. Acesso em: 04 out. 2011.

ELY, F. R. Serviço Social e Interdisciplinaridade. Katálysis, Florianópolis: EDUFSc, v.6, n. 1, p.113-117, jan./jun. 2003.

FAZENDA, I.C.A. (Org). Dicionário em construção: interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez, 2002.

FRAGA, C. K. A atitude investigativa no trabalho do assistente social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 31, n. 101. p. 40-64, 2010.

GUERRA, Y. O potencial do ensino teórico-prático no novo currículo: elementos para o debate. Katálysis. Florianópolis: EDUFSC, v.8, n. 2, p.147-154, jul./dez. 2005.

IAMAMOTO, M. V. Reforma do Ensino Superior e Serviço Social. Temporalis, Goiás, v.1, n. 1, p. 35-79, reimpressão jul. 2004.

IAMAMOTO, M. V. Serviço Social em Tempo de Capital Fetiche. São Paulo: Cortez, 2011.

LARA, R. Pesquisa e Serviço Social: da concepção burguesa de ciências sociais à perspectiva ontológica. Katálysis. Florianópolis: EDUFSC, v.10, n. especial. p.73-82, 2007.

LENOIR, Y. Três interpretações da perspectiva interdisciplinar em educação em função de três tradições culturais distintas. Revista E-Curriculum, PUCSP, São Paulo, vol. 1, nº 1, 2006. Disponível em: http://www.pucsp.br/ecurriculum. Acesso em: 29 set. 2011.

MARQUES, M.T.C.; RAMALHO, M.P. Os Movimentos Ecológicos e a

Interdisciplinaridade. In: SÁ, J. M. de (Org.). Serviço Social e Interdisciplinaridade: Dos fundamentos filosóficos à prática interdisciplinar no Ensino, Pesquisa e Extensão. São Paulo: Cortez, 2010. p. 59-75.

MINAYO, M. C. S. et al. Métodos, técnicas e relações em triangulação. In: MINAYO, M. C. S.; ASSIS, S. G.; SOUZA, E.R. (Orgs.). Avaliação por triangulação de métodos: Abordagem de Programas Sociais. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2010. p. 71-103.

PARÂMETROS para atuação de Assistentes Sociais na Política de Assistência Social. Conselho Federal de Serviço Social – CFESS, Brasília: [s.n.], 2009. (Série: Trabalho e Projeto Profissional nas Políticas Sociais).

POLÍTICA de Ensino Superior no Brasil: A regulamentação da LDB e as implicações para o Serviço Social – Relatório Final – ABEPSS, CFESS, ENESSO. Temporalis, Goiás, v.1, n. 1, p.165-179, reimpressão jul. 2004.

RAICHELIS, R. O lugar da Política de Assistência Social na Seguridade Social e o compromisso do Assistente Social frente às novas demandas. In: Encontro Regional de Seguridade e Controle Social, out. 2011, São José dos Campos/SP. (Anotações).

ROEHE, M.V. Uma abordagem fenomenológica-existencial para a questão do conhecimento em psicologia. Revista Estudos de Psicologia, UFRN, Rio Grande do Norte, Vol. 11, nº 2, 2006. Disponível em: http://redalyc.uaemex.mx/pdf/261/26111204.pdf. Acesso em: 05 out. 2011.

SÁ, J. M. de. Apresentação. In: SÁ, J. M. de. (Org.). Serviço Social e

Interdisciplinaridade: Dos fundamentos filosóficos à prática interdisciplinar no Ensino, Pesquisa e Extensão. São Paulo: Cortez, 2010. p. 7-10.

SÁ, J. M. de. Especialização versus interdisciplinaridade: uma proposta alternativa. In: SÁ, J. M. de. (Org.). Serviço Social e Interdisciplinaridade: Dos fundamentos filosóficos à prática interdisciplinar no Ensino, Pesquisa e Extensão. São Paulo: Cortez, 2010. p. 23-58.

SAMPAIO, C.C. et al. Interdisciplinaridade em questão: Análise de uma política de saúde voltada à mulher. In: SÁ, J. L. M. de (Org.). Serviço Social e Interdisciplinaridade: Dos fundamentos filosóficos à prática interdisciplinar no Ensino, Pesquisa e Extensão. São Paulo: Cortez, 2010. p. 77-95.

SARMENTO, H. B. de M. Ética e Serviço Social: fundamentos e

contradições. Katálysis, Florianópolis: Edufsc, v.14, n. 2, p. 210-221, jul./dez. 2011.

SETUBAL, A. A. Desafios à pesquisa no Serviço Social: da formação acadêmica à prática profissional, Katálysis. Florianópolis: EDUFSC, v.10, n. especial, p. 64-72, 2007.

SEVERINO, A. J. Subsídios para uma reflexão sobre novos caminhos

da interdisciplinaridade. In: SÁ, J. M. de (Org.). Serviço Social e

Interdisciplinaridade: Dos fundamentos filosóficos à prática interdisciplinar no Ensino, Pesquisa e Extensão. São Paulo: Cortez, 2010. p. 11-21.

SILVA E SILVA, M. O. da et al. A pesquisa, a produção e a divulgação de conhecimento dos programas de Pós-Graduação na área de Serviço Social. In: CARVALHO, D. B. B.; SILVA E SILVA, M. O. da (Orgs.). Serviço Social, Pós-Graduação e Produção de Conhecimento no Brasil. São Paulo: Cortez, 2005. p. 69-131.

SILVEIRA, J. I. Sistema Único de Assistência Social: institucionalidade e processos interventivos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 30, n. 105, p. 335-361, 2009. SIMÕES, C. Curso de Direito do Serviço Social. São Paulo: Cortez, 2010.

SPOSATI, A. Pesquisa e produção de conhecimento no campo do Serviço Social. Katálysis, Florianópolis: EDUFSC, v.10, n. especial, p.15-25, 2007.

WOJTYLA, K. J. Por suas próprias palavras. São Paulo: Cidade Nova, 2002.

YAZBEK, M. C.; SILVA E SILVA, M. O. da. Das origens à atualidade da profissão: a construção da Pós-Graduação em Serviço Social no Brasil. In: CARVALHO, D. B. B.; Serv. Soc. & Saúde, Campinas, SP v. 11, n. 1 (13), p. 67-98 jan./ jun. 2012 ISSN 1676-6806

SILVA E SILVA, M. O. da (Orgs.). Serviço Social, Pós-Graduação e Produção de Conhecimento no Brasil. São Paulo: Cortez, 2005. p. 25-49.

A Serviço Social e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.