Banner Portal
Trajetória da proteção social brasileira à infância e à adolescência nos marcos das relações sociais capitalistas
PDF

Palavras-chave

Desigualdade social. Proteção social. Direitos. Criança e adolescente

Como Citar

MELIM, J. I. Trajetória da proteção social brasileira à infância e à adolescência nos marcos das relações sociais capitalistas. Serviço Social e Saúde, Campinas, SP, v. 11, n. 2, p. 167–184, 2015. DOI: 10.20396/sss.v11i2.8635161. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/sss/article/view/8635161. Acesso em: 24 fev. 2024.

Resumo

O presente artigo é fruto das reflexões e análises iniciadas a partir do desenvolvimento das atividades de pesquisa e extensão do Núcleo de Estudos da Criança e do Adolescente (NECA) – da Universidade Federal do Espírito Santo. Nesse contexto, as linhas que se seguem procuram expressar os debates realizados, bem como as análises construídas a partir da leitura crítica da realidade, especialmente no que se refere à trajetória da proteção social brasileira voltada para as crianças e adolescentes, à conquista do marco regulatório – Estatuto da Criança e do Adolescente – e aos principais desafios que se apresentam para a consolidação dos direitos na ordem burguesa.

https://doi.org/10.20396/sss.v11i2.8635161
PDF

Referências

ADORNO, S. A gestão filantrópica da pobreza urbana. São Paulo em perspectiva. São Paulo, v. 4, n. 2, p. 9-17, 1990.

ANDERSON, P. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, E. et al. Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

BEHRING. E. R.; BOSCHETTI, I. Política Social: fundamentos e história. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

BRAGA, R. A restauração do capital: um estudo sobre a crise contemporânea. São Paulo: Xamã, 1996.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição [da] República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

COSTA, A. C. É possível mudar. São Paulo: Cortez, 1993. Serv. Soc. & Saúde, Campinas, SP v. 11, n. 2 (14) p. 167-184 jan./jun. 2012 ISSN 1676-6806183

CUNHA, E. P.; CUNHA, E. S. M. Políticas Públicas Sociais. In: CARVALHO, A. (Org.). Políticas Públicas. Belo Horizonte: UFMG, PROEX, 2002.

DOIMO, A. M. Movimentos sociais e participação política: a problemática contemporânea da ação-direta. In: CAMINO, L.; LHULLIER, L.; SANDOVAL, S. Estudos sobre comportamento político: teoria e pesquisa. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1997.

IAMAMOTO, M. V. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e

formação profissional. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

LAURELL, A. C. Avançando em direção ao passado: a política social do

neoliberalismo. In: LAURELL, A. C. (Org.). Estado e políticas sociais no neoliberalismo. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

RIZZINI, I; PILOTTI, F. A arte de governar crianças: a história das políticas sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Universitária Santa Úrsula, 1995.

RIZZINI, I. O século perdido: raízes históricas das políticas públicas para a infância no Brasil. Rio de Janeiro: Santa Úrsula, 1997.

SPOSATI, A. Políticas sociais nos governos petistas. In: MAGALHÃES, I. et al. (Orgs.). Governo e cidadania: Balanço e reflexões sobre o modo petista de governar. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 1999.

A Serviço Social e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.