Abuso sexual de crianças e adolescentes: trama, drama e trauma

  • Vicente de Paula Faleiros Universidade Católica de Brasília
Palavras-chave: Abuso sexual de crianças e adolescentes. Incesto. Violência sexual intrafamiliar. Superação da violência

Resumo

Neste texto é abordada a questão do abuso sexual de crianças e adolescentes tanto como uma relação complexa de violência, segredo e cumplicidade intra-familiar como uma relação social inserida no imaginário social como trama de relações, drama social e trauma para os vitimizados. O artigo aponta também para a superação dessa violência, propugnando por um paradigma de pensamento e ação fundados na defesa dos direitos humanos, na apreensão da complexidade da questão da violência sexual e da sexualidade, na mudança das dinâmicas familiares e de seu contexto, e na construção de redes sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vicente de Paula Faleiros, Universidade Católica de Brasília
Graduação em Direito pela Faculdade de Direito de Franca (1966), graduação em Serviço Social pela Universidade de Ribeirão Preto (1966), especialização em planejamento pela UnB e pelo IRFED- Institut de Recherches en Développement (Paris), doutorado (PhD) pela Université de Montreal (1984) e pós-doutrados pela EHESS - Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais- Paris (1991) e Université de Montréal (1996). Especialista em Gerontologia pela SBGG- Sociedade Brasileira de Geriatria e Gentologia. Professor titular aposentado da Universidade de Brasília é atualmente professor colaborador da mesma, e professor da Universidade Católica de Brasília . Tem experiência nas áreas de Políticas Públicas, Políticas Sociais e Serviço Social com ênfase nos seguintes temas: criança e adolescente, assistência social, saúde pública, previdência, regulação, teoria e metodologia do servico social, velhice/gerontologia e violência. O grupo de pesquisa do CNPq é Geracionalidade, Imaginário e Violência- GEVIM. É professor emérito da Universidade de Brasília.Autor e Consultor.

Referências

ARENDT, H. Da violência. Brasília, Editora da UnB, 1985

COHEN, C. O incesto. Um desejo. Casa do Psicólogo Livraria e Editora Limitada, São Paulo. 1993.

COSTA, J. de J. da (Coord.) Rompendo o silêncio. Seminário multiprofissional de capacitação sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. CDCA, Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini/Procuradoria Geral da Justiça, São Luis, 1997.

DELTAGLIA, L. La Réparation des Abus Sexuels, in CASTRO, D. (sous la direction), Incestes. Paris, L´Esprit du Temps, 1995, p. 351-357.

DIDIER-WEILL, A.. Caïn, l`homme furieux. In: DANZIGER, C. Violences des familles. Paris, Autrement, 1997, p.17-21

DUARTE, J. C.; ARBOLEDA, M. D. R. C. (2000). El abuso sexual infantil: um grave problema social. In DUARTE, J. C.; ARBOLEDA, M. D. R. C. (Orgs). Guía para la evalución del abuso sexual infantil. Madrid, Pirámide.

FALEIROS, E. T. S. (2000) Repensando os Conceitos de Violência, Abuso e Exploração Sexual de Crianças e de Adolescentes. MJ/DCA/UNICEF/VISÃO MUNDIAL/CECRIA. Brasília.

FALEIROS, V. de P.; FALEIROS, E. T. S. (2001). Circuito e curtos-circuitos. Atendimento, defesa e responsabilização do abuso sexual contra crianças e adolescentes.São Paulo, Veras Editora

FALEIROS, V. de P. (1997) Estratégias em Serviço Social. São Paulo, Cortez

FALEIROS, V. de P. (1998) Redes de Exploração e Abuso Sexual e Redes de Proteção. Brasília, Anais do VIII Congresso Nacional de Assistentes Sociais, Goiânia.

FALEIROS, V. de P. A questão da violência. In: SOUSA, Jr. J. G. et al. Educando para os direitos humanos. Porto Alegre, Síntese, 2004, p. 83-98

LAZARTIGUES, A. (1995) Quand l´inceste devient réalité. In: CASTRO, D. (sous la direction) Incestes. L´Esprit du Temps. Paris, p. 49-70

LEMPERT, B. (1995). La menace incestueuse. In: CASTRO, D. (sous la direction) (1995) Incestes. L´Esprit du Temps. Paris

MADANES, Cloé (1997) Sexo, amor e violência – Estratégias para a transformação. Campinas/SP, Editorial Psy

MILLER, A. (1984) C`est por ton bie. Racines de la violence dans l´éducation de l`enfant.Paris, Aubier

PINHEIRO, V. L. (2001). Família, Violência e Silêncio. NECASA. Núcleo de Estudos e Atendimento da Criança da Universidade Federal de Goiânia. Dissertação de Mestrado

RODRIGUES, A. A. (2000). A violência doméstica contra crianças e adolescentes: a análise da realidade no Distrito Federal a partir do atendimento realizado pelo SOS Criança no período 1997/1998. Brasília, UnB, Pós-Graduação em Política Social, Dissertação de Mestrado

SAFFIOTI, H. I. B. O poder do macho. São Paulo: Moderna, 1987.

SEBOLD, J. (1987) Indicators of child sexual abuse in males. Special Issue: Child sexual abuse". Social Casework, 1987, Feb Vol. 68 (2), pp. 75-80 (in Orchard Place Treatment Ctr, Des Moines, IA). Traduzido por Edileusa Rocha, revisado por Vicente Faleiros e Eva Silveira Faleiros.

TEICHER, M. H. (2002). Feridas que não cicatrizam: a neurobiologia do abuso infantil. In www.sciam.com.br

Publicado
2005-01-19
Como Citar
Faleiros, V. de P. (2005). Abuso sexual de crianças e adolescentes: trama, drama e trauma. Serviço Social E Saúde, 2(1), 65-82. https://doi.org/10.20396/sss.v2i1.8636441
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)