Banner Portal
Percepção da equipe multiprofissional infanto-juvenil cardiovascular sobre a integralidade
PDF

Palavras-chave

Equipe multidisciplinar
Integralidade
Cardiovascular
Infantil

Como Citar

SILVA, C. P.; MEDEIROS, T. S.; SANTOS, R. G. L. dos. Percepção da equipe multiprofissional infanto-juvenil cardiovascular sobre a integralidade: uma análise qualitativa. Serviço Social e Saúde, Campinas, SP, v. 18, p. e019009, 2019. DOI: 10.20396/sss.v18i0.8654631. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/sss/article/view/8654631. Acesso em: 27 fev. 2024.

Resumo

O objetivo desse artigo foi analisar a percepção da equipe multidisciplinar em relação ao princípio da integralidade no atendimento infanto-juvenil na Fundação Pública Estadual Hospital de Clínicas Gaspar Vianna – FPHCGV, referência em serviços de cardiopediatria em Belém, no Estado do Pará. Realizou-se estudo qualitativo, utilizando-se entrevistas semiestruturadas. A sistematização e a interpretação dos dados foram realizados pela análise de conteúdo definida por Minayo1 (2008). Os resultados do estudo apontaram lacunas na efetivação da assistência integral destinada ao público infanto-juvenil nos serviços de saúde, conforme revelado nas falas dos profissionais, além das dificuldades ao acesso à rede de serviços de cardiopediatria, a falta de assistência ao familiar no período de hospitalização que ocasiona empecilhos e repercussões no cuidado desses sujeitos, a falta de infraestrutura para efetivação do atendimento aos usuários considerando as peculiaridades destes, assim como, à falta de diálogo entre os membros da equipe e a não participação nas atividades em grupo, além da constatação da presença do modelo hospitalocêncrico presente em detrimento da prática interdisciplinar nas instituições de saúde.

https://doi.org/10.20396/sss.v18i0.8654631
PDF

Referências

Minayo, M. C. S de (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: vozes, 2001. p. 07.

Cappellesso, VR, Aguiar, AP de. Cardiopatias congênitas em crianças e adolescentes: Caracterização Clínico-Epidemiológica em um hospital infantil de Manaus-AM. Revista Mundo Saúde (impr.); 41(2): [144-153], mar. 2017. Tab. Artigo em português | MS | id: mis-39052.

Cecílio LCO. As necessidades de saúde com o conceito estruturante na luta pela integralidade e eqüidade na atenção em saúde. In: Pinheiro R, MRA, organizadores. Os sentidos da integralidade na atenção e no cuidado à saúde. Rio de Janeiro: IMS/UERJ/ ABRASCO; 2001. p.113-26.

Oliveira Pereira TTS; Nascimento dos Santos B., Monalisa; Nobrega de Almeida Augusto, Maria Cecília. O Cuidado em Saúde: o Paradigma Biopsicossocial e a Subjetividade em Foco. Revista de Saúde Mental, vol. IX, núm. 17, julio-diciembre, 2011, pp. 523-536 Universidade Presidente Antônio Carlos Barbacena, Brasil. Acessado em 20 de dez de 2018 Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=42023679002

Maria C. De C. Furtado, liane c. Toyonaga silva, débora f. Melloi , regina a. Garcia lima , mariana d. Petril , marina, m. Rosário. Integralidade da assistência à criança na percepção do aluno de graduação em enfermagem rev bras enferm, brasília 2012 jan-fev; 65(1): 56-64

Adorno, AM Nogueira; Guerra. Humanização em gestão; percepção da equipe de enfermagem em uma maternidade escola. Dissertação (mestrado) universidade federal de goiás, faculdade de medicina, 2014.

Zucco e Senna; R. In: Mônica de Castro m.; Zucco, Luciana P..; Lima, Ana Beatriz. Serviço Social na Saúde Coletiva - Reflexões e Práticas. Ed. Garamond, Rio de janeiro: Garamond, 2012.296 p

_________In: Arantes e Senna; Mônica de Castro.; Zucco, Luciana P.; lima, Ana Beatriz. Serviço Social na Saúde coletiva e reflexões e práticas. Edição: 1ª set de 2012. Ed. Garamond,

Mota, Ana e.[et al], (Org.). Serviço social e saúde: formação e trabalho profissional.3 ed-São Paulo: Cortez, Brasília-DF opas; OMS, ministério da saúde, 2008.

Fazenda, I.C.A (Org); Godoy, H. P. Interdisciplinaridade: pensar, pesquisar, intervir. SP: Cortez, 2014.

Morais, G S. da N. Relação dialógica entre profissionais de enfermagem e mães de crianças hospitalizadas em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica. [Dissertação de mestrado]. João pessoa: universidade federal da paraíba; 2007. 131p. 16. Acesso em 20 de dez de 2018.

Andrade; Letícia. Cuidado Paliativo e Serviço Social um exercício de coragem; Org. Ed. Setembro; 2014

Pinheiro, Roseni. Integralidade. In: dicionário da educação profissional em saúde. Disponível em: <http://www.epsjv.fiocruz.br/dicionario/verbetes/intsau.html>. Acesso em 25 de dez 2018.

A Serviço Social e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.