Banner Portal
Sistema de Saúde universal e defesa da vida em tempos de crises
PDF

Palavras-chave

Editorial
Serviço social
SUS

Como Citar

JOAZEIRO, Edna Maria Goulart. Sistema de Saúde universal e defesa da vida em tempos de crises. Serviço Social e Saúde, Campinas, SP, v. 21, n. 00, p. e022001, 2023. DOI: 10.20396/sss.v21i00.8674909. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/sss/article/view/8674909. Acesso em: 16 jul. 2024.

Resumo

Ao apresentarmos este exemplar da Revista Serviço Social & Saúde,  convidamos os leitores para refletirem sobre os múltiplos desafios postos à Rede de Atenção à Saúde no Brasil, um país com dimensão continental e fortemente marcado pela desigualdade social. Esperamos que esse encontro permita a  abertura  de  diálogos  com vistas  a aprofundar  a  discussão que contribua  para  a  emergência  de novas  perspectivas  de análises em consonâncias com os desafios desse tempo e do futuro que há de vir. 

https://doi.org/10.20396/sss.v21i00.8674909
PDF

Referências

AROUCA, Antônio Sérgio da Silva. O dilema preventivista: contribuição para a compreensão e crítica da medicina preventiva. Tese de doutoramento apresentada à Faculdade de Ciências Médicas, UNICAMP,1975.

BEHRING, Emil. Gesammelte Abhandlungen zur atiologischen Therapie von ansteckender Kranskheiten. Stuttgart: George Thieme Verlag, 1893.

BREILH, Jaime. Epidemiologia: economía, medicina y política. Santo Domingo: Colección SESPAS, 1981.

CANGUILHEM, Georges. Milieu et normes de l’Homme au travail. In: Cahiers Internacionaux de Sociologie, Éditions Du Seuil, Vol III, Cahier Double, Deuxième Année, 1947. p. 120-36.

CANGUILHEM, Georges. La connaissance de la vie. Paris : Vrin, 1965.

CANGUILHEM, Georges. Le normal et le pathogique. Paris : Puf, 1966.

CANGUILHEM, Georges. Étude d’histoire et des phisophie des sciences. Paris : Vrin, 1968.

CANGUILHEM, Georges. Ideologie et racionalité dans l’historie des sciences de la vie. Paris: Vrin, 1977.

CANGUILHEM, Georges. Escritos sobre a Medicina. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

II INQUÉRITO NACIONAL SOBRE INSEGURANÇA ALIMENTAR NO CONTEXTO DA PANDEMIA DA COVID-19 NO BRASIL [livro eletrônico]: II VIGISAN: Relatório final/Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar – PENSSAN. São Paulo, SP: Fundação Friedrich Ebert: Rede PENSSAN, 2022. Disponível em: https://olheparaafome.com.br/wp-content/uploads/2022/06/Relatorio-II-VIGISAN-202 2.pdf. Acesso em: 22 set. 2022.

POSSAS, Cristina de Albuquerque. Epidemiologia e Sociedade: heterogeneidade estrutural e Saúde no Brasil. São Paulo: Hucitec, 1989.

MENDES, Áquila. A saúde pública brasileira no contexto da crise do Estado ou do capitalismo? Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 24, supl.1, p. 66-81, 2015.

MENDES, Áquila; CARNUT, Leonardo. Capitalismo contemporâneo em crise e sua forma política: o subfinanciamento e o gerencialismo na saúde pública brasileira. Saúde e Sociedade, São Paulo, v.27, n.4, p.1105-1119, 2018.

MENDES, Áquila; CARNUT, Leonardo. Capital, Estado, Crise e a Saúde Pública brasileira: golpe e desfinanciamento. SER Social, [S. l.], v. 22, n. 46, p. 9–32, 2020. DOI: 10.26512/ser_social.v22i46.25260.

MERHY, Emerson Elias. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. 3a Ed. São Paulo: Editora Hucitec, 2007.

SILVA, Maria Ozanira da Silva et al. Do declínio ao acirramento da pobreza no Brasil (2003-2020): Agravamento das desigualdades no contexto da COVID-19 e respostas do Estado Brasileiro para proteção social. In: MARQUES, João Carlos Souza et al. (Orgs.). Pandemia e socioeconomia: os impactos da COVID-19 no Brasil, Nordeste e Maranhão. São Luís: EDUFMA, 2022, p. 247-285.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Serviço Social e Saúde

Downloads

Não há dados estatísticos.