OPERADORES DE ARGUMENTAÇÃO E DIÁLOGO

  • João Wanderley Geraldi Unicamp/IEL
  • Eduardo R. J. Guimarães Unicamp/IEL
  • Rodolfo Ilari Unicamp/IEL

Resumo

-

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANSCOMBRE, J. C. & DUCROT, O. (1977.) "Deux mais en français?" Lingua 4: 23-40.

BALLY, Ch. (1932). Linguistigue générale et linguistigue française. 4ª edição, (Berna: França, 1965).

DUCROT, O. (1973). La preuve et le dire. (Paris: Mame)

DUCROT, O. & VOGT, C. A. (1979) "De magis à mais: une hipothèse sémantique" Revue de Linguistique Romane, 171-172: 317-341.

GERALDI, J. W. (1978). Se a semântica fosse também pragmática...•ou para uma análise semântica dos enunciados condicionais. (Diss. de mestrado - UNICAMP).

GERALDI, J. W. (1981). Tópico-comentário e orientação argumentativa". in. V RIOS. Sobre a estruturação do discurso. Campinas, UNICAMP, 63-90.

GUIMARÃES, E. R. J. {1980). "Argumentação e pressuposição", Comunicação apresentada no V Encontro Nacional de Linguística, PUC-Rio de Janeiro. (A sair nas Atas do V Encontro Nacional de Linguística)

GUIMARÃES, E. R. J. (1981a). "Algumas considerações sobre a conjunção embora". Série Estudos 7. (= Português: Estudos Linguísticos) 86-94.

GUIMARÃES, E. R. J. (1981b). "Estratégias de relação e estruturação do texto. in: V RIOS: Sobre a estruturação do discurso. Campinas, UNICAMP, 91-113.

HALLIDAY, M. A. K. e HASAN, R. (1976) Cohesion in spoken and written English. (Londres: Longman).

ILARI, R. (1981). "A articulação tópico-comentário: um problema de semântica ou de representações mentais". In: Série Estudos, 7 (=Português: Estudos linguísticos). Uberaba, FIUBE. 62-71.

ORLANDI, E. L. P. (1978). "Protagonistas do/no discurso". Série Estudos, 4 (= Foco e preposição) Uberaba, FISTA. 30 41.

OSAKABE, H. 1976). Argumentação e discurso Político. São Paulo, Kairós. PÊCHEUX, M. (1969). Analyse automatique du discours (Paris: Dunod)

.

ROMUALDO, J. A. (1981). "Assimetria no diálogo: relação entrevistador/entrevistado"(neste volume).

VOGT, C. A.(1976). "Indicações para uma análise semântico-argumentativa das conjunções porque, pois e já quê•. Alpha, nº 22-23, 139-155.{republicado em VOGT 1980).

VOGT, C. A. (1980). Linguagem, Pragmática e Ideologia. São Paulo, Hucitec, Funcamp.

Publicado
2012-11-17
Como Citar
Geraldi, J. W., Guimarães, E. R. J., & Ilari, R. (2012). OPERADORES DE ARGUMENTAÇÃO E DIÁLOGO. Cadernos De Estudos Lingüísticos, 9, 143-157. https://doi.org/10.20396/cel.v9i0.8636732