PROPRIEDADES FONÉTICAS E GENERALIDADE DE PROCESSOS FONOLÓGICOS: O CASO DO "R" CAIPIRA

  • Brian F. Head Unicamp

Resumo

-

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABAURRE, B. 1973. Identidade de representações básicas e fatores de diferenciação superficial no componente fonológica de línguas cognatas. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas, 1973.

ALP=Atlas Linguístico da Paraíba. Vide Aragão e Menezes 1984.

ALPI=Atlas Linguístico de la Península Ibérica. Madrid, Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 1962.

ALS=Atlas Linguístico de Sergipe. (No prelo).

AMARAL, A. 1920. O dialecto caitpira. São Paulo, Casa Editora “O Livro”.

ANAIS 1958. Anais do Primeiro Congresso de Língua Falada no Teatro. (Salvador, 1956). Rio de Janeiro, MEC.

Anais do Primeiro Congresso de Língua Nacional Cantada (São Paulo, 1937). São Paul, Departamento de Cultura, 1938.

APFB-Atlas Prévio dos Falares baianos. Vide Rossi et al. 1963.

ARAGÃO, Ma. S. e C. Menezes 1984 [1985]. Atlas Linguístico da Paraíba. V.1: Cartas léxicas e fonéticas. V. 2: Análise das formas e estruturas linguísticas encontradas. Brasília, UFPB/CNPq.

AURÉLIO 1986. = Ferreira, Aurélio B. de H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2a. ed. Rio de Janeiro, Editora Nova Fronteira.

BARBOSA, J. Morais. 1965. Études de phonologie portugaise. Lisboa, Junta de Investigação do Ultramar.

BOLÉO, M. de Paiva e Maria Helena Santos Silva 1962. O Mapa dos Dialectos e Falares de Portugal Continental. Boletim de Filologia XX (=v. III, Actas do IX Congresso Internacional de Linguística Românica) 85-112.

BORTONI-RICARDO, S. 1985. The urbanization of rural dialect speakers: a sociolinguistic study in Brazil. Cambridge University Press.

BUENO, F. Silveira. 1958. O dialeto paulista, Jornal de Filologia, IV, 3/4 : 1-33.

CÂMARA Jr., J. Mattoso. 1953. Para o estudo da fonêmica portuguesa. Rio de Janeiro, Organização Simões.

CÂMARA Jr., J. Mattoso.1968. Brazilian linguistics. Current Trends in Linguistics. Thomas A. Sebeok, ed. 4: 229-247. The Hague, Mouton.

CÂMARA Jr., J. Mattoso. 1970. Estrutura da Língua Portuguesa. Petrópolis: Editora Vozes.

CÂMARA Jr., J. Mattoso. 1972. The Portugueses Language. Trad de A. Naro. Chicago/Londres, University of Chicago Press.

CHAVES de Melo, G. 1971. A língua do Brasil. 2ª. Ed. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas.

CHOMSKY, N. e M. Halle. 1968. The Sound Pattern of English. New York, Harper and Row.

CINTRA. C. 1984. O Domínio Atual da Língua Portuguesa, Humanidades (Brasília), II, 7: 108-114.

CUNHA, C. Falares Regionais. Atlas Cultural do Brasil, Rio de Janeiro, MEC/CFC/FENAME, págs. 111-117.

CUNHA, C. 1979. Gramática da Língua Portuguesa. 5ª. Ed. Rio de Janeiro, FENAME.

CUNHA, C. e L. Cintra. 1985. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 2ª. Ed. Rio de Janeiro, Editora Nova Fronteira.

ELIA, S. 1963. Ensaios de Filologia. Rio de Janeiro, Livraria Acadêmica.

ELIA, S.1975. Ensaios de Filologia e Linguística. 2ª. Ed. Rio de janeiro, Grifo/MEC.

ELIA, S. 1976. Ensaios de Filologia e Linguística. 3ª. Ed. Rio de Janeiro, Grifo.

FELDMAN, D. 1972. On Utterance-final [ ] e [ ] in Portuguese, Papers in Linguistics and Phonetics to the Memory of Pierre Dellattre, A. Valdman, ed. The Hague/Paris, Mouton, págs. 129-141.

GRAMMONT, M. 1960. Traité de Phonetique. Paris. Librairie Delagrave.

HALL, R. 1943a. The unit Phonemes of Brazilian Portuguese, Studies in Linguistics, I. 15 (April, 1943), 1-6.

HALL, R. 1943b. Occurrence and Orthographic Representation of Phonemes in Brazilian Portuguese, Studies in Linguistics, II, 1 (May 15, 1943), 6-13.

HEAD, B. 1963. A comparison of the segmental phonology of Lisbon and Rio de Janeiro. Tese de Doutoramento, Universidade do Texas, Austin.

HEAD, B. 1973. O estudo do R-caipira no contexto social, Revista de Cultura Vozes 67 (8) [=Panorama da Sociolinguística]: 43-49.

HEAD, B. 1978. Subsídios do Atlas Prévio dos Falares Baianos para o estudo de uma variante dialetal controvertida, Cadernos de Estudos Linguísticos, 1: 21-34.

HEAD, B. 1981. Social factors in the perception of phonetic differences. Cadernos de Estudos Linguísticos, 2: 158-166.

HEAD, B. 1985. A alternância entre consoantes líquidas: um caso de condicionamento múltiplo. XI Anais de Seminários do GEL [Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo], São José do Rio Preto, UNESP, págs. 142-158.

HEFFNER, R. –M. 1950 General Phonetics. Madison, The University of Wisconsin Press.

ISTRE, G. 1971. A phonological Analysis of a Brazilian Portuguese Interior Dialect. Tese de Doutoramento, Lousiana State University and Agricultural and Mechanical College.

JAKOBSON, R. 1965. Fonema e Fonologia. Trad. De J. Mattoso Câmara, Jr. Rio de Janeiro, Livraria Acadêmica.

JAKOBSON, R., Fant, G. e M. Halle 1952. Preliminaries to Speech Analysis. The Distinctive Features and their Correlates. Cambridge, Mass. MIT Press.

LACERDA, A. s. d. (1960?) Fonética Geral, notas mimeografadas do curso. Coimbra: Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra.

LACERDA, A. e G. Hammarstron 1952. Transcrição fonética do português normal. Revista do Laboratório de Fonética Experimental (Coimbra), I: 119-135.

LACERDA, A. e N. Rossi 1958. Particularidades fonéticas do comportamento elocucional do falar do Rio de Janeiro (em confronto com o português normal de Portugal). Revista do Laboratório de Fonética Experimental (Coimbra), IV: 5-102.

LADEFOGED, P. 1971. Preliminares to Linguistic Phonetics.Chicago/Londres, University of Chicago Press.

LADEFOGED, P. 1975. A Course in Phonetics. New York, Harcourt Brace Jovanovich.

MARQUES, da Cruz, J. 1943. Português Prático. São Paulo, Melhoramentos.

MARROQUIM, M. 1945. A Língua do Nordeste (Alagoas e Pernambuco).São Paulo, Companhia Editora Nacional.

MARTINET, A.1955. Économie des changements phonétiques. Berne, A. Francke.

MATEUS, Ma. H. Mira. 1982. Aspectos da Fonologia Portuguesa. Lisboa, Instituto Nacional da Investigação Científica/Centro de Linguística da universidade de Lisboa.

MATTOSO, Câmara, J.Vide CÂMARA, Jr., J. Mattoso.

MENDONÇA, Renato.1948. A influência africana no português do Brasil. Porto. Livraria Figueirinhas.

MORAIS BARBOSA, J. Vide BARBOSA, J. Morais.

MOTA, J. e V. Rollenberg.1986. Consoantes implosivas no falar baiano, Atas do I Simpósio sobre a Diversidade Linguística no Brasil, Salvador, Universidade Federal da Bahia, págs. 125-137.

NASCENTES, A. 1953. O linguajar carioca. 2ª. Ed. Rio de janeiro, Organização Simões.

OLIVEIRA, Marco Antônio de. 1983. Phonological variation and change in Brazilian Portuguese: The case of the liquids. Tese de doutoramento. Universidade de Pennsylvania.

PDBL=Pequeno Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. 11ª. Ed., Supervisionado... por Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira.

PENHA, Jr. 1976. Vocabulário rural sul-mineiro. Franca, UNESP.

PIKE, K. 1943. Phonetics. Ann Arbor, The University of Michigan Press.

PONTES, E. 1972. Estrutura de verbo no português coloquial: Petrópolis, Editora Vozes.

Projeto Censo da Variação Linguística no Estado do Rio de Janeiro. Sistema de Transcrição, 1983.

REED, D. e Y. Leite. 1947. The Segmental Phonemes of Brazilian Portuguese. Standard Paulista Dialect. In K. Pike, Phonemics: A Technique of Reducing Language to Writing, Ann Arbor, Mich., The University of Michigan Press, págs. 194-202.

RIBEIRO, J. et. al. 1977 Esboço de um atlas linguístico de Minas Gerais. 1º vol., Rio de Janeiro, MEC/Fundação Casa de Rui Barbosa/ Universidade Federal de Juiz de Fora.

RODRIGUES, A. D. 1986. Línguas Brasileiras: para o conhecimento das línguas indígenas. São Paulo, E. Loyola.

RODRIGUES, A. N. 1974. O dialeto caipira na região de Piracicaba. São Paulo, Editora Ática.

RODRIGUES, F. Iório. 1974. O linguajar matuto. Edição mimeografada. Maceió: Curso de Aperfeiçoamento em Letras, Universidade Federal de Alagoas.

ROSSIM N. et al. 1963. Atlas Prévio dos Falares Baianos. Rio de Janeiro, Instituto Nacional do Livro.

ROUSSELOT. P.-J. 1924. Principes de phonétique expérimental. 2.v. Paris. H. Didier, Editeur.

SANTIAGO, P. 1977. Dinâmica de uma linguagem. O falar de Alagoas. Maceió, Universidade Federal de Alagoas.

SAPIR, E. 1912. Language and Environment, American Anthropologist, n.s., 14: 226-242. Também em Selected Writings of Edward Sapir in Language, Culture and Personality, ed. Berkeley/Los Angeles. University of California Press, 1951, págs. 89-103.

SERAINE, F. 1938. Contribuição ao Estudo da Pronúncia Cearense, Anais do Primeiro Congresso da Língua Nacional Cantada. São Paulo, Departamento de Cultura, págs. 437-484.

SILVA Neto, S. 1963. Introdução ao estudo da língua portuguesa no Brasil. 2ª. Ed. Rio de Janeiro, Instituto Nacional do Livro.

SWEET, H. 1970. A Handbook of Phonetics. (Cópia fac-similada da 1a. ed. 1877). London MacGrath Publishing Company.

TEIXEIRA, J. 1938. O falar mineiro, Revista do Arquivo Nacional (São Paulo). XLV: 5-100.

TEIXEIRA, J. 1944. Estudos da Dialetologia Portuguesa: Linguagem de Goiás. Vol. II São Paulo, Editora Anchieta.

TEYSSIER, P. 1984. História da Língua Portuguesa. Lisboa, Livraria Sá da Costa Editora.

VASCONCELOS, J. Leite de. 1901. Equisse de une dialectologie portugaise. Paris/Lisboa, Aillaud. 2ª., ed. Lisboa, Centro de Estudos Filológicos, 1970.

VIANA, A. Gonçalves. 1883. Essai de phonétique et de phonologie de la langue portugaise d’après de dialecte de Lisbonne (Extrait de la Romania t. XII). Paris, Imprimérie Dapeley-Gouverneur. 2ª. ed. No Boletim de Filologia, VII (1941), 161-243. Também em A. Gonçalves Viana 1973, págs. 83-152.

VERNEY, Luís Antonio. Verdadeiro Método de Estudar. Valensa, Oficina de Antonio Balle, 1746 ) (cita-se a edição de Antônio Salgado Jr., Lisboa, Livraria Sá da Costa Editora, 1949).

VERNEY, Luís Antonio. 1892. Exposição da pronúncia normal portuguesa para uso de nacionais e estrangeiros. Lisboa, Imprensa Nacional.

VERNEY, Luís Antonio.1903. Portugais, Phonétique et phonologie. Morphologie. Textes. Leizig, B. G. Teubner.

VERNEY, Luís Antonio. 1973. Estudos de fonética portuguesa. Lisboa, Imprensa Nacional/Casa da Moeda.

WELLS, R. 1974. Phonemics in the Nineteenth Century, 1876-1900, Studies in the History of Linguistics. Traditions and Paradigms, Dell Hymes, ed. Bloomington/London, Indiana University Press, págs. 434-453.

Publicado
2012-11-09
Como Citar
Head, B. F. (2012). PROPRIEDADES FONÉTICAS E GENERALIDADE DE PROCESSOS FONOLÓGICOS: O CASO DO "R" CAIPIRA. Cadernos De Estudos Lingüísticos, 13, 5-39. https://doi.org/10.20396/cel.v13i0.8636786
Seção
Artigos