DO QUE RIEM OS AFÁSICOS

  • Maria Irma Hadler Coudry Unicamp/IEL
  • Sírio Possenti Unicamp/IEL

Resumo

-

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AUTHIER REVUZ, J. (1982). "Hétérogeneité montrée et hétérogeneíté constitutive: éléments pour une aprroche de l'autre dans de discours". in: DRLAV, 26. Paris, Centre de Recherche de L'Université de Paris VII. p. 91-151.

BAKHTIN, M. (1979). Marxismo e filosofia da linguagem. S. Paulo, Hicitec.

DASCAL, M. (1985). "Language use in joke, and dreams: sociopragmatics vs. psychopragmatics". In Language & Communication, 5 (2). pp. 95-106.

DASCAL, M (1989). "Why does language matter do anificial intelligence'!". Trabalho apresentado no Simpósio Internacional Comunicação, Significado & Conhecimento. Lisboa, 13-15 set. 1989. Mimeo

FRANCHI, C. (1976). Hipóteses para uma teoria funcional da linguagem. Campinas, Unicamp. ·Tese de doutoramento. Inéd.

FRANCHI, C. (1977) "Linguagem atividade constitutiva". Almanaque, 5. São Paulo, Editora Brasiliense. pp. 11-27. (reeditado em Cadernos de Estudos linguísticos. 22 Homenagem a Carlos Franchi Campinas. Unicamp. 1992. pp. 9-39).

FREUD, S. (1905). Os chistes e sua relação com o inconsciente. Rio de Janeiro, Imago Editora. 1977.

GADET, F. e Hak, T. (orgs). Flor uma análise automática do discurso; uma introdução à obra de Michel Pêcheux . Campinas, Editora da Unicamp. 1990.

GERALDI, J. W. (1990). Portos de passagem. São Paulo, Martins Fontes.

LURIA, A. R. (1979). Curso de psicologia geral. vol. IV. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira

MAINGUENEAU, D. (1987). Novas tendências em análise do discurso. Campinas. Editora da Unicamp. Pontes. 1989.

PÊCHEUX, M. & Fuchs, C. (1975). "A propósito da análise automática do discurso, atualização e perspectivas". in: Gadett Hak (orgs). pp. 163-252.

PÊCHEUX, M. (1983). "Análise do discurso: três épocas". In Gadet, F e Hak, T. (orgs) pp .311-319.

POSSENTI, S. (1991). "Pelo humor na linguística". DELTA. 7(2) São Paulo. PUCSP pp. 491-519.

POSSENTI, S. e Coudry, M. I. H. (1991). "A relevância de piadas em protocolos de afasia". in Estudos Linguísticos XX; anais de seminários do GEL. Franca, União das Faculdades Francanas pp 725-732

RASKIN, V. (1985). Semantic machanisms of humor. Dodrech D. Reidel Publishing Company.

RASKIN, V. (1987). "Linguistic heuristics of humor; a script based semantic approach" in: International Journal or Sociology of Language. 65. pp. 11-25.

Publicado
2012-10-20
Como Citar
Coudry, M. I. H., & Possenti, S. (2012). DO QUE RIEM OS AFÁSICOS. Cadernos De Estudos Lingüísticos, 24, 47-57. https://doi.org/10.20396/cel.v24i0.8636866
Seção
Artigos