PROCESSOS DE SIGNIFICAÇÃO E PESQUISA NEROLINGUÍSTICA

Autores

  • Edwiges Maria Morato Unicamp/IEL

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v32i0.8636946

Resumo

-

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AUTHIER-RÉVUZ, J. (1993). Les non-coincidences du dire et leur représentation méta­ énonciative. Étude linguistique et discursive de la modalisation autonymique. Thése de Doctorat d’Ètat. In: Linguisticae Investigationes.

BENVENISTE, É. (1966). Problemes de Linguistique Générale. Vol. I. Paris: Gallimard.

BENVENISTE, É. (1974). Problemes de Linguistique Générale. Vol. II. Paris: Gallimard.

BOLLER, F. (1978). Comprehension Disorders in Aphasia: A Historical Review. In: Brain and Language 5: 149-165.

COUDRY, M. I. H. (1988). Diário de Narciso- Discurso e Afasia. São Paulo: Martins Fontes. DASCAL, M. (1983). Pragmatics and Philosophy of Mind. Amsterdam: John Benjamins. FRANCHI, C. (1977). Linguagem- atividade constitutiva. In: Almanaque 5: 9-27.

FRANÇOZO, E. (1987). Linguagem Interna e Afasia. Tese de Doutoramento. UNICAMP. Inédita.

FREGE, G. (1978). Lógica e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Cultrix.

HUMBOLDT, W. (1972). Linguistic Variability & Intellectual Development. Philadelphia: University of Pennsylvania Press.

JAKOBSON, R. (1981). Linguística e Comunicação. São Paulo: Martins Fontes.

MARX, O. M. (1966). Aphasia studies and language theory in the 19th century. In: Bulletin of the history of medicine 40: 328-49.

MORATO, E. (1996a). A construção meta-enunciativa no discurso de sujeitos com afasia e neurodegenerescência: Subsídios teórico-metodológicos para a elaboração de um protocolo de investigação neurolinguística (projeto de pesquisa)

MORATO, E. M. & VILLAÇA-KOCH, I. G. (1996b). Language and Cognition: the (dis)encounter between Linguistics and Cognitive Sciences. a publicar in: TEXT.

MORATO, E. M. & VILLAÇA-KOCH, I. G. (1996c). A pesquisa em Neurolinguística: problemas e perspectivas. a publicar in Seminários de Estudos Linguísticos do GEL.

MORATO, E. M. & VILLAÇA-KOCH, I. G. (1995a). Significação e Neurolinguística. Temas de neuropsicologia e Neurolinguística (Damasceno, B. P. & Coudry, M. I. H., orgs.). São Paulo: SBNp

MORATO, E. M. & VILLAÇA-KOCH, I. G. (1995b). Um estudo da confabulação no contexto neuropsicológico: O discurso à deriva ou as sem-razões do sentido. Tese de Doutoramento. UNICAMP. Inédita.

NORMAND, C. (1990). La Quadrature do Sens. Paris: PUF.

PARRET. H. (1988). Enunciação e Pragmática. Campinas: Editora da Unicamp.

PÊCHEUX, M. (1990). O discurso: Estrutura ou Acontecimento. Campinas: Pontes.

POSSENTI, S. (1992). Um cérebro para a linguagem. Abralin 13:75-84.

WIITGENSTEIN, L. (1975). Investigações Filosóficas. São Paulo: Abril Cultural.

Downloads

Publicado

2012-09-19

Como Citar

MORATO, E. M. PROCESSOS DE SIGNIFICAÇÃO E PESQUISA NEROLINGUÍSTICA. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 32, p. 25–35, 2012. DOI: 10.20396/cel.v32i0.8636946. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8636946. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>