Masakarí: VOCABULÁRIO MAXAKALI DE CURT NIMUENDAJU

Autores

  • Gabriel Antunes Araújo UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v31i0.8636990

Resumo

-

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, Gabriel Antunes. Estudo de Fonética e Fonologia da Língua Maxakali. Campinas, IELUnicamp, Monografia Bolsa de Iniciação Científica, relatório 1. 1995.

______. Estudo de Fonética e Fonologia da Língua Maxakali. Campinas, IEL-Unicamp, Monografia Bolsa de Iniciação Científica, relatório 2. 1996.

FOLHA DE S. PAULO. Bh lança campanha por índios maxakalis. Cotidiano, p.2, 25/10/95. São Paulo, 1995.

CÂMARA JR., Joaquim Mattoso. A Obra Lingüística de Curt Nimuendaju. Rio de Janeiro: Museu Nacional, 1959.

D’ANGELIS, Wilmar da Rocha. Kaingang e a relação entre os traços de modo. Campinas: IELUnicamp, Monografia à Seleção do Doutorado, 1994a.

______. Geometria da Traços e Línguas Indígenas (Macro-Jê). Cadernos de Estudos Lingüísticos . Campinas: IEL-Unicamp. no. 27, 1994b:113-134.

GUDSCHINSKY, Sarah & POPOVICH, A. Harold & POPOVICH, Frances B. Native Reaction and Phonetic Similarity in Maxakali Phonology. Language, vol 46 (1), 1970:77-88.

IBGE. Anuário Estatístico do Brasil, 1994.

NIMUENDAJU, Curt. Vokabular und Sagen der Crengêz-Indianer (Tajé). Zeitschrift für Ethnologie, vol. 46, 1914:626-636.

______. Reconhecimento dos Rios Içana, Ayarú & Uaupés. Revista del Instituto de Etnologia. Universidad Nacional de Tucumán, vol. 2, 1932a:590.

______. Idiomas Indigenas del Brasil. Revista del Instituto de Etnologia. Universidad Nacional de Tucumán, vol. 2, 1932b:543, 573.

______. Mas‡ ‡‡ ‡ akarí. Dactiloscrito inédito. Museu Nacional da UFRJ, 1939a.

______. The Apinayé. Anthropological Series. Washington-DC: The Catholic University of America, no. 8: iv, 1939b.

______. Índios Machacarí. Revista de Antropologia , vol. 6 (1): 53-61. São Paulo: USP, 1958.

______. Fragmentos de Religião e Tradição dos Índios S‡ipaia. Religião e Sociedade. Rio de Janeiro/São Paulo: Presença/Cortez, no. 7, 1981:11.

______. Textos Indigenistas. São Paulo: Edições Loyola, 1982.

POPOVICH, A. Harold & POPOVICH, Frances B. Maxakali Phonemes. Dactiloscrito inédito, 1960.

RODRIGUES, Aryon. Nasalização e fronteira de palavra em Maxakali. Anais do V Encontro Nacional de Lingüística, 2: 305-311. Rio de Janeiro: PUC, 1980.

______. Línguas Brasileiras. São Paulo: Loyola, 1986.

SCHADEN, Egon. Notas sobre a Vida e a Obra de Curt Nimuendaju. Revista de Antropologia, vol. 15-16: 77-89. São Paulo: USP, 1967-8.

WEIJER, Jeroen van de. Segmental Structure and Complex Segments. Leiden: HIL, 1994.

WETZELS, W. Leo. (1993) Prevowels in Maxacali: Where They Come From. Boletim da Associação Brasileira de Lingüística 14, 1993:39-63.

______. “Formação de Raiz, Formação de Glide e Decrowding Fonético em Maxacali”. In WETZELS, W. Leo (org.) Estudos Fonológicos das Línguas Indígenas Brasileiras. Rio de Janeiro: Ufrj Editora, 1995a.

______. “Oclusivas intrusivas em Maxacali”. Ibidem, 1995b.

Downloads

Publicado

2011-08-17

Como Citar

ARAÚJO, G. A. Masakarí: VOCABULÁRIO MAXAKALI DE CURT NIMUENDAJU. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 31, 2011. DOI: 10.20396/cel.v31i0.8636990. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8636990. Acesso em: 9 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)